Recadastramento Biométrico em Afonso Cunha vai até dia 16 de abril

Recadastramento Biométrico em Afonso Cunha vai até dia 16 de abril

A movimentação para o recadastramento biométrico em Afonso Cunha tem sido grande, mas ainda é necessário ampliar os esforços para que todos os eleitores façam o procedimento.

Iniciada em 18 de março, a mobilização vai até o próximo dia 16 de abril, funcionando de segunda a sábado, das 08h às 18h e aos domingos das 08h às 14h.

O procedimento é rápido e os interessados deverão comparecer a Câmara Municipal com originais do documento de identidade, comprovante de residência atualizado e título de eleitor antigo.

É importante não deixar para a última hora. Participe!

Suspeito de estuprar enteadas de 10 e 12 anos é preso no Maranhão

Suspeito de estuprar enteadas de 10 e 12 anos é preso no Maranhão

Uma operação conjunta entre as Polícias Militar, Civil e o Conselho Tutelar prendeu na última semana Antônio Francisco da Luz, conhecido como ‘Antônio Maluco’, pelo crime de estupro de vulnerável de suas duas entradas, sendo uma de 10 e outra de 12 anos de idade.

A prisão ocorreu no povoado Baixão da Jibóia, em Arame, a 327 km de São Luís. Antônio confessou o crime em relação a uma das enteadas e será encaminhado para a Unidade Prisional de Ressocialização de Grajaú nesta sexta-feira (22). Ele também é suspeito de um homicídio em Arame.

Investigações
A polícia soube do caso por meio do Ministério Público, que encaminhou um relatório do Conselho Tutelar relatando os crimes. As vítimas confirmaram os estupros alegando que eram abusadas sexualmente pelo padrasto há cerca de três anos e que eram ameaçadas de morte caso relatassem.

Após os depoimentos, as vítimas foram encaminhadas ao Instituto Médico Legal (IML) de Imperatriz, onde passaram por exames que confirmaram a violência sexual.

Do G1 MA

‘Alcântara renasce agora’, diz Sarney após acordo Brasil/EUA

‘Alcântara renasce agora’, diz Sarney após acordo Brasil/EUA

A viagem do Presidente Bolsonaro aos Estados Unidos consolidou o nosso sonho de ver Alcântara como um dos grandes centros espaciais do mundo.

A viagem do Presidente Bolsonaro aos Estados Unidos consolidou o nosso sonho de ver Alcântara como um dos grandes centros espaciais do mundo.

Quando, em 1980, iniciaram-se os estudos para a Missão Espacial Completa Brasileira, criada em 1979, eles incluíam a localização de nova base de lançamentos de foguetes, satélites e monitoramento de naves espaciais. Era Ministro da Aeronáutica Délio Jardim de Matos, meu amigo, que me disse que Alcântara, no Maranhão, estava entre os possíveis locais. Suas condições técnicas eram imbatíveis. Mais tarde o Brigadeiro Délio me procurou para dizer que tinha batido o martelo e Alcântara tinha sido escolhida.

Em 1º de março de 1983 foi criado formalmente o Centro de Lançamento de Alcântara. Era a vitória da nossa batalha. Devemos fazer justiça ao Governador João Castello, que ofereceu todo o apoio do Estado para sua construção.

Presidente da República, pude efetivar o esforço de implantação, e, em 21 de fevereiro de 1990, num dos meus últimos atos de governo, inaugurar as instalações do seu centro de operações e assistir ao lançamento de um foguete meteorológico. Foi com orgulho que apertei o botão para que subisse em céus do Maranhão. Destinei, como Presidente, os maiores recursos de nossa História ao nosso sonho espacial.

Alcântara foi escolhida. Na minha cabeça eu já via o Maranhão tendo um ITA e rivalizando com Cabo Canaveral e Kourou. Daí em diante, só tivemos decepções.

Em minha visita oficial à China, em 1988, fizemos um convênio de cooperação es­pacial, no qual estava previsto um programa de lançamentos conjuntos: os chineses lançariam um foguete em Alcântara e nós, um satélite em seu similar, o deserto de Gobi. Infelizmente, no Brasil, um governo não dá continuidade ao que o outro fez, e Alcântara ficou no esquecimento. Depois, com lágrimas e lamento, fui enterrar os corpos das vítimas da explosão do foguete brasileiro VLS-1 V03, cujo fracasso enterrou o sonho nacional de um programa próprio do CTA. Com Lula, demos um suspiro tentando um acordo com a Ucrânia, que foi uma perda de tempo e um fracasso completo.

Alcântara renasce agora, com o acordo firmado com os Estados Unidos, e vamos retomar o sonho de lançar foguetes, satélites e participar da aventura espacial do mundo. Ficar contra esse acordo seria um crime contra o Brasil, que não teve, e não tem, recursos para realizar esse sonho. Esse acordo nos dá a oportunidade de sermos referência mundial de tecnologia de ponta e de a nossa juventude entrar na modernidade.

Saudemos a ressurreição de Alcântara. Ela pode ser um grande passo para aumentar o patamar de desenvolvimento do Maranhão e participarmos do Futuro.

José Sarney

“A saúde de Coelho Neto é uma vergonha”, diz vereador Mohabe Branco

“A saúde de Coelho Neto é uma vergonha”, diz vereador Mohabe Branco

O vereador Mohabe Branco (PSD), utilizou o Grande Expediente na Sessão Ordinária da última quinta (21), para tratar da questão do Hospital Municipal de Coelho Neto.

O parlamentar fez um pedido de desculpas públicas ao empresário Luis Serra, por ter assinado no início do governo um documento encaminhado pelo Executivo aos vereadores para desapropriar o Hospital Ivan Ruy e a área no entorno.

Ele justificou que assinou porque imaginava que aquilo seria revertido em bem para a população, mas que passado o tempo ele verificou que tudo não passou de um engodo.

“Não gerou nada, não teve resultado, não temos hospital em Coelho Neto, nós temos uma maternidade jogada as traças”, disse ele dizendo que tudo não passou de perseguição política. Tem populares que sofrem esperando uma cirurgia ortopédica e não consegue, outra precisando de fisioterapia e não consegue, a nossa Maternidade as grávidas tem que sair pra ter bebê em Caxias ou nas cidades vizinhas. A boca desse povo é desapropriar as coisas alheias e não resolvem nada”

APARTES

Rafael Cruz

O vereador Rafael Cruz (MDB), parabenizou o parlamentar pelo gesto do pedido de desculpas, reforçou a prática perseguidora do atual governo e que o documento encaminhado pelo Executivo era um documento desnecessário, apenas para dividir a responsabilidade de não fazer o hospital.

“Ele mandou o pedido. Se os vereadores não assinassem ele ia dizer que a culpa era dos vereadores, se os vereadores ele ia dizer que a culpa da desapropriação era também dos vereadores e se os vereadores assinassem e o Luis Serra entrasse na justiça a culpa era do Luis Serra, ou seja de todo jeito ele não ia fazer o hospital, como não vai fazer”, disse ele.

Ricardo Chaves

O vereador Ricardo Chaves (PPS), defendeu a boa intenção do vereador ao assinar o documento. “Quando o senhor assinou estava pensando na saúde do povo de Coelho Neto e infelizmente boa parte dos vereadores também pensaram a mesma coisa”, disse ele. O popular-socialista enalteceu o perfil do parlamentar.

Marcos Tourinho

Em sua fala o presidente da Câmara Marcos Tourinho (PDT), também contribuiu com o discurso explicando o que fora o documento. Ele disse que na época se fosse para desapropriar o Ivan Ruy ele assinaria, mas se fosse para desapropria os terrenos em volta ele não assinaria, como não assinou, embora o empresário Luis Serra pense que ele assinou a referida autorização.

“A saúde está um caos, um sofrimento sem fim, quando a pessoa tem um acidente de gravidade para conseguir uma UTI é um sacrifício necessitando de intervenção política para ter uma vaga. A região está sofrida, cadê as promessas de campanha do governador e a gente não sai do vermelho. Ia se desapropriar um hospital não foi, ia desapropriar o outro não foi, ia construir um não foi e nesse problema o governo do Estado também tem sua culpa.”, destacou ele, que também reclamou das condições da Regional de Saúde em Caxias.

Ascom/CMCN

São Luís e Teresina entre as 27 melhores cidades do Brasil para viver

São Luís e Teresina entre as 27 melhores cidades do Brasil para viver

As cidades de São Luís (MA) e Teresina (PI) apareceram em recente ranking da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) entre as 27 melhores cidades do Brasil para se viver.

A capital do Piauí está em 11°, a maranhense, 22º.

Veja o que o levantamento diz de cada uma delas (acesse aqui a íntegra do ranking).

São Luís, Maranhão
Com 1, 1 milhão de habitantes, São Luís é o município mais populoso do Maranhão e está entre as melhores capitais do Nordeste para se viver. A cidade é litorânea e atrai turistas o ano todo, mas também possui um forte setor industrial, com grandes empresas e corporações, e atua em operações portuárias. No ranking elaborado pela Firjan, São Luiz ocupa a 932ª posição.

Teresina, Piauí
Apesar de ser a única capital não litorânea do Nordeste, Teresina tem muitos outros atrativos para a população. No ranking da Firjan, a cidade obteve bons índices em educação, renda e saúde, ficando na 186ª posição, a quarta melhor colocação entre as capitais brasileiras. Teresina também é considerada um local de inovação e figura entre as 50 cidades mais inteligentes do Brasil, de acordo com a revista “Exame”. A capital possui aproximadamente 812 mil habitantes.

Prefeito determina início da construção do primeiro estádio de Afonso Cunha

Prefeito determina início da construção do primeiro estádio de Afonso Cunha

O prefeito de Afonso Cunha Arquimedes Bacelar (PTB), esteve durante a semana fazendo uma visita ao local onde será construído o primeiro estádio do município.

Após a determinação do início da obra, o prefeito esteve com a equipe de fiscalização para vistoriar a primeira etapa que consiste na limpeza do terreno.

A conquista foi viabilizada pelo atual governo através de convênio proveniente de emenda parlamentar junto ao Ministério do Esporte através da Caixa Econômica com recursos na ordem de R$ R$ 487.451,25 (quatrocentos e oitenta e sete mil, quatrocentos e cinquenta e um reais e vinte e cinco centavos).

“Estamos felizes de iniciarmos mais uma grande obra para a nossa cidade. Diferentemente de outrora, no nosso governo as obras são planejadas, executadas e entregues para a população. No mês do aniversário da nossa cidade o presente é inédito, pois trata-se do primeiro estádio ao longo desses 59 anos de emancipação política. É o nosso legado para a cidade, para o esporte e mais uma oportunidade de geração de emprego e renda”, disse o prefeito.

Durante a visita ele esteve acompanhado do presidente da Câmara Pedro Medeiros, do vereador Manoel Gomes, da ex-vereadora Sandra, além de assessores, técnicos e correligionários.

Ação Social beneficia comunidade rural em Duque Bacelar

Ação Social beneficia comunidade rural em Duque Bacelar

Com o apoio pessoal do prefeito Jorge Oliveira (PCdoB), dos secretários Benefrance (Adm. e Finanças), Domingos Lopes (Cultura) e Dra. Raquel (Assit. Social), do vereador Ribamar Aguiar e da Igreja Batista do município, na pessoa da missionária Jucicléa, o casal José Júnior e Kátia Fabiane Aguiar realizou um dia de ação social que culminou com a distribuição de cestas básicas para todas as famílias carentes do povoado João Dias.

Convém destacar que essa atividade é resultado do espirito solidario de Kátia Fabiane, que tem no seu esposo José Júnior o suporte necessário para compartilhar com os mais pobres o que o casal tem de sobra: humildade, respeito e estima.

José Júnior, que já foi vereador por vários mandatos no município é atualmente se destaca pelo relevante serviço que presta como secretário de infraestrutura, se respalda na liderança política que exerce e na presença constante junto às comunidades rurais de Duque Bacelar.

Do Blog Direto ao Assunto

Maranhense paga hoje 31% a mais de ICMS que em 2015

Maranhense paga hoje 31% a mais de ICMS que em 2015

De O Estado

Os sucessivos reajustes do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) no Maranhão – foram três nos primeiros quatro anos da gestão Flávio Dino (PCdoB) – produziram um efeito nefasto para o contribuinte maranhense: na comparação com os dois primeiros meses de 2015, pagou-se praticamente 31% a mais do tributo em 2019.

Em janeiro e fevereiro do primeiro ano de mandato do comunista, o Estado arrecadou R$ 758,2 milhões com a cobrança do imposto. Foram R$ 367,4 milhões em janeiro, e outros R$ 390,8 milhões em fevereiro.

Em 2019, a arrecadação desse tributo disparou: em dois meses o governo já conseguiu mais de R$% 1 bilhão.

Segundo dados são da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), os maranhenses pagaram mais de R$ 563 milhões em janeiro e outros R$ 501 milhões em fevereiro.

Os dados de março serão liberados em abril, mas confirmam uma “explosão” da arrecadação de ICMS em virtude da entrada em vigor das novas alíquotas impostas pelo governo.

Apenas até do dia 21 deste mês, foram arrecadados mais de R$ 468 milhões. Há quatro anos, em todo o mês de março, essa arrecadação chegou somente a R$ 361 milhões.

Terceiro reajuste – Sancionada no dia 8 de dezembro do ano passado, a Lei nº 10.956 – que reajustou alíquotas de ICMS da gasolina, diesel, biodiesel, bebidas alcoólicas, refrigerantes, dentre outros, em todo o Maranhão – passou a valer no dia 5 de março, em pleno Carnaval.

Segundo a nova legislação, a maior alta se deu nas operações de produtos como refrigerante, energéticos, isotônicos, embarcações de esporte e de recreação – inclusive esquis aquáticos, kites e jets skis -, rodas esportivas para automóveis e drones, por exemplo.

Para essas categorias, o ICMS a ser cobrado passou de 25% para 28,5%. O imposto da gasolina passou de 26% também para 28,5%.

Além disso, o governador acrescentou óleo diesel e biodiesel à lista de produtos que recebem um adicional de dois pontos percentuais na alíquota do mesmo ICMS. Nesse caso, o imposto sobre esses produtos subiria de 16,5% – já de acordo com a nova lei -, para 18,5%.

Correlata

Reajuste impacta na cadeia produtiva

Como a alta do combustível impacta diretamente em toda a cadeia de transportes – com reflexos em toda a cadeia produtiva -, há também previsão alta nos preços de alimentos, por exemplo.

No caso da gasolina, a cobrança de ICMS já representa mais de 30% do valor do produto.

Antes do aumento, o imposto que incidia sobre o preço desse combustível específico era de 26%, acrescido de 2% destinados ao Fundo Maranhense de Combate à Pobreza (Fumacop).

Após o recente reajuste, o percentual incidente sobre o preço da gasolina passou a 28,5%, mais os mesmos 2% destinados ao Fumacop.

“Como um dos poucos deputados a ter votado contra mais esse absurdo, lutarei sempre contra essa transferência do suado dinheiro das trabalhadoras e trabalhadores maranhenses para o governo ineficiente e irresponsável que não consegue ao menos manter um sistema de saúde digno, infraestrutura razoável ou segurança aos nossos filhos. Continuaremos na luta”, destacou o deputado Adriano Sarney, após o terceiro aumento.

Suspeito de estuprar menina com deficiência é preso no Maranhão

Suspeito de estuprar menina com deficiência é preso no Maranhão

Policiais Militares prenderam, na segunda (18), Francisco das Chagas Pereira Barros, de 33 anos, residente no Bar Parada Obrigatória, no Povoado Bacabeira, zona rural de Turilândia.

Ele é suspeito de estuprar a menor portadora de necessidades especiais. A PM foi procurada pela mãe da vítima, que estava em posse do B.O n° 119/2019, informando que sua filha foi vítima de abuso sexual (estupro).

De imediato, os policiais seguiram ao povoado onde o acusado morava e trabalhava. Ao avistar a chegada da viatura, ele se escondeu dentro do bar, onde foi feito o cerco. O mesmo foi localizado e dado voz de prisão.

Indagado sobre a autoria do crime, ele confessou e relatou que beijou os seios e tocou nas partes íntimas da vítima.

Diante das acusações e das declarações de Francisco das Chagas, os policiais o encaminharam para a delegacia de Santa Helena para providências cabíveis.

Blog do Gilberto Lima

Prefeito de Afonso Cunha participa do lançamento do Pacto Estadual de Aprendizagem

Prefeito de Afonso Cunha participa do lançamento do Pacto Estadual de Aprendizagem

O prefeito de Afonso Cunha Arquimedes Bacelar (PTB), participou na última quarta (20), em São Luís, do lançamento oficial do Pacto Estadual pela Aprendizagem, promovido pelo Governo do Estado.

Com o pacto, o governo apoiará as redes municipais, fortalecendo a aprendizagem do estudante desde a educação infantil, para que ele chegue ao Ensino Médio com as habilidades necessárias à sua formação.

Além do apoio aos municípios com a melhoria de estrutura física, formação de professores, oferta de assessoria técnico-pedagógica e entrega de ônibus escolares, o Pacto, também, oferece aos municípios um Documento Currículo do Território Maranhense, que servirá como base curricular para elaboração de aulas nas escolas de Educação Infantil e o Ensino Fundamental.

O prefeito estava acompanhado das professoras Diana, Gracimar e Gracinete, ambas técnicas da Secretaria Municipal de Educação.