Luto: Morre o deputado Zé Gentil

Luto: Morre o deputado Zé Gentil

Morreu na madrugada desta segunda-feira (15) o deputado estadual Zé Gentil (Republicanos), vítima de Covid-19.

O parlamentar estava internado em Teresina desde o dia 7 de junho e teve um grave piora do seu quadro de saúde no ontem (14), segundo boletim médico emitido pelo médico Rafael Lima, diretor-técnico do Hospital Unimed Primavera, na capital piauiense, onde ele estava internado.

De acordo com o comunicado médico, Gentil apresentou “instabilidade hemodinâmica e parada cardiorrespiratória” e mantinha-se “grave, instável, com ventilação mecânica e necessidade de drogas vasoativas”.

O parlamentar tinha 80 anos e era pai do prefeito de Caxias, Fábio Gentil (Republicanos).

Do Blog do Gilberto Leda

Prefeitura de Caxias atende a solicitação da CDL e Sindilojas e autoriza retomada das atividades seguindo normas da OMS

Prefeitura de Caxias atende a solicitação da CDL e Sindilojas e autoriza retomada das atividades seguindo normas da OMS

O encontro entre os representantes da classe empresarial de Caxias e a gestão municipal foi na sala de reuniões da Prefeitura Municipal. Depois de várias ideias e ponderações, ficou acertada a retomada gradual do comércio de Caxias a partir desta quarta-feira (03), com algumas adequações: os empresários devem providenciar internamente pias com água e sabão para que os clientes possam fazer higienização, além de álcool em gel; marcação no piso para garantir o distanciamento entre os clientes; controle da quantidade de pessoas dentro do estabelecimento, a fim de manter o distanciamento social. Todas as medidas estão respeitando as normas da Organização Mundial de Saúde (OMS).

“A gente entendeu que é importante a gente retomar e aprender a viver com consciência com este vírus. Então, a gente está do lado da prefeitura para combater e prevenir a população”, afirma Leninha Aragão, superintendente do Caxias Shopping Center.

“Apresentamos a ele a necessidade que o comércio de Caxias tem de reabrir as portas e acabamos de decidir que a retomada do comércio irá iniciar gradualmente. É uma ação da Sindilojas e da CDL e de alguns empresários que nos acompanharam neste momento para buscar uma solução que possa manter o afastamento social e a saúde das pessoas. Nós estamos a 70 dias parados, mas tivemos uma reunião proveitosa. Será feito um decreto para colocar todas as sugestões”, frisa Ivan Ferreira, presidente do Sindilojas.

A prefeitura vai autorizar o funcionamento, mas o monitoramento da quantidade de casos da covid-19 será feito constantemente para que os impactos da ação sejam avaliados.

“Tivemos uma reunião junto ao município e conversamos sobre a saúde econômica. Então, iremos abrir gradualmente com responsabilidade. Chamamos os empresários para tratar com todas as normas da OMS para proteger os nossos clientes”, ressalta Maria dos Remédios, presidente da CDL.

Tanto o poder público, quanto os representantes da classe empresarial destacaram que a própria população pode ajudar na fiscalização informando ao poder público, que fará a fiscalização para saber se as normas estão sendo seguidas, sob pena de sanções conforme estabelecido em decreto municipal publicado dia 1º de junho, que estabelece multa ou até a cassação do alvará de funcionamento do estabelecimento.

“Queremos ressaltar para os empresários que a responsabilidade é de cada empresa. A empresa será responsabilizada pelos seus atos, pelo controle de pessoas no interior, pela higienização na entrada, colocando pias, assim como alternância dos funcionários. Espero que a gente possa dar este passo em busca da normalidade”, afirma Ivan Ferreira.

Por meio do Decreto Municipal nº 164, de 1º de junho de 2020, a Prefeitura de Caxias reforça o Estado de Calamidade Pública já declarado por meio do decreto nº 143, de 21 de abril de 2020, reconhecido pela Assembleia Legislativa por meio do Projeto de Decreto Legislativo n°008/2020, para fins de prevenção e enfrentamento à covid-19, mantém as medidas de isolamento social até o dia 15 de junho e flexibiliza o funcionamento das atividades comerciais constantes nos decretos nº 93, 94, 126, 132 e 143.

Conforme o decreto, a partir das 0h do dia 3 de junho, ficam permitidos a abertura e o funcionamento das atividades comerciais, de serviços e industriais das 7h às 13h, desde que atendendo as exigências a seguir:

– O uso de máscaras de proteção, descartáveis, caseiras ou reutilizáveis, conforme determinado pelos decretos anteriores acima referenciados.

– É vedada qualquer aglomeração de pessoas, devendo ser observado o distanciamento social, limitando-se, ao estritamente necessário, a circulação de pessoas e a realização de reuniões presenciais de qualquer tipo.

– As empresas deverão adotar escala de revezamento de funcionários e/ou alterações de jornada, com vistas a diminuir o risco de exposição do trabalhador ao coronavírus (SARS – CoV-2).

– Deverá ser assegurada a distância mínima de dois metros entre o funcionário do estabelecimento e o cliente.

– Para os estabelecimentos nos quais o atendimento aos clientes se dê de forma simultânea ou conjunta, deve ser assegurada a distância mínima de dois metros entre cada cliente.

– Manter ambientes arejados, intensificar higienização de superfícies e de áreas de uso comum, disponibilizar, em local acessível e sinalizado, álcool em gel, água e sabão, bem como adotar outras medidas de assepsia eficazes contra a proliferação do coronavírus.

– Adoção de medidas para controle de acesso de clientes a fim de que sejam evitadas aglomerações, no interior ou no exterior do estabelecimento, bem como organização de filas, quando houver, inclusive com a marcação no solo ou adoção de balizadores.

– As reuniões de trabalho, assembleias e demais atividades que exijam o encontro de funcionários deverão ocorrer por meio de tecnologias que permitam a sua realização à distância.

Outras informações encontram-se no Decreto nº 164, de 1º de junho de 2020, que está no Diário Oficial do Município, no site da Prefeitura Municipal de Caxias. As informações são da prefeitura de Caxias.

Belo exemplo! Prefeitura de Caxias dá início à confecção de 1,5 milhão de máscaras para a população

 

Teve início na manhã desta segunda-feira (20) o trabalho de confecção de máscaras que serão distribuídas para a população caxiense. A iniciativa da gestão municipal reúne esforços das secretarias municipais de Políticas para as Mulheres e de Assistência e Desenvolvimento Social e o apoio da Secretaria Municipal de Cultura, Patrimônio Histórico, Esporte, Turismo e Juventude.

“A Secretaria da Mulher fica muito satisfeita em estar trabalhando, ajudando a população caxiense. Hoje nós estamos neste mutirão de costura para que todos os dias a gente possa fazer, em média, de 3 mil e 4 mil máscaras”, frisa Alyne Danielly, secretária adjunta da Mulher.

“Nós convocamos nossas costureiras para que trabalhem nesta ação que é a confecção de máscaras em grande escala para distribuir para a população de Caxias, principalmente nos locais onde há a circulação de pessoas. Então, nós estaremos distribuindo estas máscaras para a população”, reforça Kiara Braga, secretária municipal de Assistência e Desenvolvimento Social.

Ao todo, estão sendo utilizadas 30 máquinas e a previsão é que as costureiras fabriquem uma média de 3 mil a 4 mil máscaras por dia. Enquanto, de um lado, a Prefeitura de Caxias vai confeccionar máscaras, por outro, voluntários que desejarem contribuir com a confecção podem ir buscar a matéria-prima no Ginásio de Esportes João Castelo e fazer as máscaras em suas casas para a distribuição gratuita. A Prefeitura de Caxias também vai comprar máscaras feitas por costureiros e costureiras que desejam vender sua produção de máscaras particular.

“Pra mim é um prazer contribuir com a população de Caxias. Esta foi uma boa atitude do nosso prefeito. Vai ser muito bom para nossa população”, afirma Ana Machado, colaboradora.

“Num momento como este, a gente tem que colaborar para evitar este mal que está atacando toda a sociedade”, afirma Lúcia Reis, voluntária.

Secom/PMC

Caxias: Júnior Martins despacha os Coutinho e mantém pré-candidatura a prefeito

Caxias: Júnior Martins despacha os Coutinho e mantém pré-candidatura a prefeito

O ex-vice-prefeito de Caxias e atual gestor da Agerp, Júnior Martins publicou uma Nota Oficial onde anuncia que deixa o grupo da deputada estadual Cleide Coutinho.

Júnior Martins fez um histórico do tempo em que passou como aliado dos Coutinho e finaliza reafirmando que mantém sua pré-candidatura a prefeito de Caxias.

Leia abaixo a íntegra da Nota Oficial.

Do Blog do Ludwig

 

Fábio Gentil que se cuide: PCdoB quer a Prefeitura de Caxias

A situação parece ter complicado para o prefeito de Caxias, Fábio Gentil (PRB). O gestor que se elegeu sendo Oposição ao grupo político de Flávio Dino (PCdoB) na cidade, mas depois sucumbiu a “cartilha do comunista”, agora corre o sério risco de perder a Prefeitura de Caxias, justamente para o PCdoB.

O presidente do PCdoB, deputado federal Márcio Jerry, nas redes sociais, afirmou que foi celebrado um acordo com o PDT, da deputada estadual Cleide Coutinho e o PCdoB, para apoiar a pré-candidatura do deputado estadual Adelmo Soares.

“A convite do PCdoB em Caxias participei de uma reunião dos deputados estaduais Adelmo Soares, do PCdoB , e Cleide Coutinho, do PDT, em que os dois parlamentares debateram a formação de uma composição para a disputa da prefeitura municipal este ano. Pelo acerto político entre os dois parlamentares e seus partidos , Adelmo disputará a prefeitura tendo como vice uma indicação de Cleide Coutinho. Chapa forte”, afirmou Jerry.

A junção do PCdoB com o Grupo Coutinho, inegavelmente, fortalece a pré-candidatura de Adelmo e deixa a reeleição de Fábio Gentil bem mais complicada.

Imperatriz – Vale lembrar que além de Caxias, o PCdoB também irá muito forte, inclusive como favorito, na disputa pela Prefeitura de Imperatriz, com o deputado estadual Marco Aurélio.

Curiosamente, Caxias e Imperatriz, foram duas grandes cidades em que o grupo político de Flávio Dino foi derrotado em 2016, mas pela fraca administração e condução política desastrosa dos dois gestores atuais, podem eleger dois prefeitos do PCdoB.

É aguardar e conferir.

Do Blog do Jorge Aragão

Homem é preso após agredir a esposa e um bebê em Caxias

Homem é preso após agredir a esposa e um bebê em Caxias

A Polícia Militar prendeu na cidade de Caxias, a 364 km de São Luís, o homem identificado como Raimundo Pereira dos Santos, de 31 anos, por agressão contra uma mulher e um adolescente menor de idade, no Bairro João Viana.

A guarnição foi ao local, na Rua Wilton Lobo, por volta de 22h30 de sábado (25), após recebimento de denúncias feitas por populares.

No local, foi relatado aos policiais por várias testemunhas que Janaína Silva dos Santos estava sendo agredida no interior da residência e que ela gritava devido aos espancamentos. Os policiais ainda tentaram uma negociação para adentrar a residência.

Antes de os PMs adentrarem o imóvel, o suspeito empreendeu fuga pelo quintal, mas, em seguida, foi detido pela guarnição.

Além das lesões causadas em Janaína, foi constatado ainda que o filho do casal, de apenas 1 anos e 7 meses, também teria sido vítima das agressões, apresentando marcas na face e no peito que lhe causaram sangramentos.

Imediatamente a guarnição de serviço prestou assistência à criança e fez a   condução do agressor ao 1º Distrito Policial para as providências cabíveis.

Do Blog do Gilberto Lima

Afonso Cunha participa de reunião da CIR em Aldeias Altas

A secretária de Saúde de Afonso Cunha Analídia Bacelar, participou durante a semana de mais uma reunião descentralizada da Comissão Intergestora Regional – CIR, da Saúde.

Durante a reunião houve a deliberação a favor da habilitação do labotarório e ultrassonografia para o município. “A nossa participação nessas reuniões são importantes pois é aqui que nossas demandas regionais são pactuadas”, disse ela.

A CIR é responsável pela aprovação e pactuação dos indicadores de saúde, programas e projetos, tudo passa pelo órgão antes de ser liberado pelo Ministério da Saúde.

O chororô injustificável de Paulo Marinho

Não parece coerente a reclamação de traição feita pelo ex-deputado federal contra o prefeito de Caxias, Fábio Gentil; o resultado no município mostra números excepcionais para o seu filho, o candidato a deputado federal Paulo Marinho Jr.

Paulo Marinho e Paulinho: acusação de traição dissonante dos números da eleição em Caxias

À primeira vista, soa incoerente a reclamação do ex-prefeito de Caxias, Paulo Marinho, de que seu filho, o candidato da deputado federal Paulo Marinho Jr. (PP) teria sido traído pelo prefeito Fábio Gentil (PRB).

Marinho-pai acusa Gentil de ter favorecido o deputado federal Cléber Verde (PRB).

– O próprio Fábio Gentil, nas reuniões que fazia, dizia: meu candidato é o Paulinho. Eu preciso de um deputado federal ajudando a minha administração. Mas, por exemplo, no dia da eleição, estavam os sobrinhos dele almoçando no Gran Brasile com o adesivo do Cleber Verde. Então, é estranho o prefeito da cidade, que foi eleito com nossa ajuda, no dia da eleição, a família dele toda com o adesivo de Cleber Verde. É muito esquisito isso. Em nenhum momento deixamos de dizer que o nosso deputado estadual era o José Gentil. Nós não usávamos o boton do Paulinho e de outro candidato a estadual. Nós apoiamos o José Gentil – disse Paulo Marinho, segundo o blog do Gláucio Ericeira. (Leia a íntegra aqui)

Mas a análise dos números da eleição em Caxias não corroboram a grita do ex-prefeito.

Paulo Marinho Júnior alcançou nada menos que 30.822 votos no município onde é vice-prefeito; são apenas 665 votos a menos que os 31.487 dados para deputado estadual em José Gentil (PRB), pai do prefeito.

A votação de Paulinho é mais de duas vezes maior que a do segundo colocado, Rubens Pereira Júnior (PCdoB), apoiado pela família Coutinho.

Cléber Verde, que Paulo Marinho diz ter recebido o apoio da família de Gentil, ficou apenas numa terceira posição, com distantes 4.889 votos.

José Gentil com Fábio Gentil: votação quase idêntica para seus dois anunciados candidatos

Proporcionalmente, os 41,88% de votos de Paulo Jr. é um dos índices mais altos dentre todos o candidatos proporcionais no Maranhão.

Para efeito de comparação, a votação de Eduardo Braide (PMN), mais votado em São Luís, foi de apenas 25,83%.

Dentre os candidatos a deputado federal, apenas Josimar de Maranhãozinho (PR) alcançou índice superior na terra onde foi prefeito, superando 83% dos votos.

É necessário, portanto, que Paulo Marinho explique mais claramente, em números, onde se deu a traição de Fábio Gentil.

É simples assim…

Do Blog do Marco d´Eça

Em Caxias, Fábio e José Gentil participam de carreata com Flávio Dino

Apontado como um dos maiores apoiadores da candidatura da ex-governadora Roseana Sarney (MDB), em Caxias, o ex-deputado José Gentil Rosa, que é pai do prefeito Fábio Gentil, participou nesta quinta-feira (06) de uma carreata em seu município ao lado do governador Flávio Dino (PCdoB). Apesar da proximidade com Roseana, Gentil é filiado ao PRB, partido que integra a coligação Todos pelo Maranhão, inclusive é a legenda do vice-governador Carlos Brandão.

A carreata de Flávio Dino, organizada pelo prefeito, contou também com a participação do presidente da Câmara Municipal, Antonio Jose Bittencourt de Albuquerque, o Catulé, que por muitos anos também foi uma das maiores lideranças que apoiavam o Grupo Sarney no município. Flávio percorreu diversas ruas da cidade e depois participou de um comício. “Foi um ato importante para ganharmos no primeiro turno”, afirmou Flávio.

O prefeito, que é um dos maiores adversários do grupo do ex-deputado Humberto Coutinho, falecido em janeiro deste ano, ratificou seu apoio ao governador. “Estamos no caminho correto, e a participação do Governo do Estado em Caxias é primordial para que nossos sonhos continuem sendo realizados, com geração de emprego, melhoria da infraestrutura, da saúde. E o governo do Estado veio para isso, para consolidar esse compromisso”, disse. A esposa de Coutinho, Cleide, disputa com Gentil a eleição para a Assembleia, mas também é aliada de Dino.

Dentre as obras que realizou em Caxias, o governador destacou o Hospital Macrorregional, onde são atendidos casos complexos, diminuindo o fluxo de pessoas para outras cidades em busca de tratamento de doenças. Caxias também ganhou escolas dignas, uma escola de ensino integral, obras de infraestrutura pelo Mais Asfalto e outros benefícios.

Antes de ir a Caxias, Flávio esteve em Coelho Neto, Afonso Cunha e Senador Alexandre Costa.

(Com dados e  imagem do site www.flaviodino.com.br)

Vila Paraíso em Caxias vai ganhar escola para mil alunos e 02 creches

 

Após 21 dias do lançamento da pedra fundamental da escola do Residencial Vila Paraíso, as obras estão em andamento e seguem o cronograma estabelecido pela Prefeitura de Caxias e Secretaria Municipal de Infraestrutura.

O secretário Murilo Novais vistoriou a obra nessa segunda (20), que conta com 8 salas de aulas, 02 laboratórios (sendo 01 de informática e 01 de ciências), biblioteca, auditório e refeitório para mil alunos, que hoje precisam ser deslocados para escolas no Centro da cidade diariamente.

“Desde o início da administração o prefeito Fábio Gentil tem buscado recursos e agora está iniciando essa obra, uma escola completa com quase 1.600 m² de área construída. Desde o dia 1º de agosto já estávamos trabalhando a terraplanagem. Agora, passados 21 dias, todas as fundações já estão prontas e estamos iniciando as paredes”, explica Murilo Novais, secretário de Infraestrutura.

Construída com recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), a obra está orçada em mais de R$ 1 milhão e 900 mil reais, com prazo de entrega de 180 dias, ou seja, seis meses.

São quase 1.600 m² de área construída, toda dentro das especificações do Ministério da Educação. Além da nova escola, mais 02 creches orçadas em mais de 1 milhão e 800 mil reais cada já estão em fase de acabamento para serem entregues às famílias que residem no Residencial.

“Além da escola, estamos em fase de conclusão de 02 creches, sendo uma na Avenida Perimetral e outra na Avenida São Pedro, aqui na Vila Paraíso. O prefeito pretende entregar essas obras no final desse ano, senão, no início de 2019. Além disso, o prefeito está procurando recursos para construir uma Unidade Básica de Saúde. Com certeza a Vila Paraíso vai ter seus alunos estudando, em breve, aqui mesmo no Residencial, porque hoje são 10 ônibus que transportam os alunos para outras escolas todos os dias. Em breve, eles vão estudar aqui mesmo”, enfatiza o secretário de Infraestrutura.

Quem está ansiosa para ter o pequeno Lucca Riquelme estudando em uma das creches é Débora Sena. “Vai ser maravilhoso porque hoje é muita dificuldade para se descolocar para o Centro. Vai ser muito bom ter essas escolas funcionando. Eu vou colocar meu filho assim que tiver funcionando, já que é aqui perto de casa”, frisa Débora Sena, mãe do Lucca e moradora do Residencial Vila Paraíso.

Da Assessoria