Paulo Neto, Belezinha e o abraço dos afogados…

Paulo Neto, Belezinha e o abraço dos afogados…

Leonel Brizola dizia que a política ama a traição, mas odeia o traidor e essa frase representa bem o contexto da política tupiniquim em Chapadinha, que hoje acordou com a notícia da aliança do deputado Paulo Neto com a ex-prefeita Ducilene Belezinha – que surpreendeu um total de zero pessoas.

Pois bem, não custa nada lembrar para os esquecidos que esse capítulo da história não trás nada de novidade, ao contrário, é uma reprise de atos e fatos ocorrida no passado que todos sabem o fim bufônico que teve.

Paulo Neto já apoiou Belezinha que ao ser eleita lhe virou as costas e se abraçou com Zé Inácio pelas conveniências do cenário na época. Descartado, Paulo Neto optou por se abraçar ao prefeito Magno Bacelar que honrando a palavra que tem, preferiu dividir o grupo político para manter o apoio a dupla Paulo Neto e Levi Pontes, tendo sido eleito apenas o primeiro.

Se fosse da leva dos políticos traidores e venais que tem por ai, Magno poderia ter optado por votar apenas em Levi ou aceitar a ajuda de qualquer outro candidato a deputado estadual, mas como a leva de homens que honram a palavra está em falta no mercado, Magno hoje paga pelo próprio gesto, afinal é nessas horas que no tabuleiro do jogo político se revela quem é quem.

Sem qualquer chance de se eleger prefeito de Chapadinha, Paulo Neto escolhe o caminho que lhe parece mais fácil, afinal quem até ontem rasgava elogios a Magno Bacelar, hoje amanheceu sem nenhum pudor rasgando a chita para a ex-prefeita Belezinha.

De forma patética, os dois protagonizaram um verdadeiro abraço dos afogados…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *