Só 30% das doses de vacina Janssen ficarão na Ilha de São Luís

Só 30% das doses de vacina Janssen ficarão na Ilha de São Luís

Reunidos na sexta-feira, 11, os secretários municipais de saúde do Maranhão definiram o destino das 90,7 mil doses da Janssen, vacina da Johnson e Johnson contra a Covid-19.

Depois de o governador Flávio Dino (PCdoB) haver cogitado distribuí-las na Grande Ilha – em virtude do seu curto prazo de validade -, os gestores municipais, em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), decidiram reservar doses também a cidade do interior.

Assim, 30% das doses ficarão na Grande Ilha (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa) e os outros 70% serão encaminhados a Imperatriz, Balsas, Caxias, Bacabal, Pinheiro, Coroatá, Açailândia, Santa Inês e Presidente Dutra.

Do Blog do Gilberto Leda

Maranhão recebe hoje 72 mil doses de vacinas Pfizer

Maranhão recebe hoje 72 mil doses de vacinas Pfizer

O Maranhão deve receber hoje, 8, novo lote com 72.540 doses de vacinas Pfizer enviadas pelo Ministério da Saúde. Com isso, o estado terá pouco mais de 146 mil doses do imunizante.

Até ontem, 7, das 77 mil doses da vacina Pfizer já recebidas, 68.204 foram aplicadas.

O novo lote chegará às 16h no aeroporto de São Luís, oriundo do Centro de Distribuição de Guarulhos, em São Paulo.

Com a chegada das novas doses, a expectativa é pela expansão da imunização no interior. No fim do mês passado, por recomendação da fabricante, as regras para acondicionamento da vacina foram flexibilizadas.

Antes usadas somente nas capitais, o imunizante suporta deslocamentos de até duas horas e meia, sem prejuízos. O manuseio em temperatura média de dois a oito graus Celsius pode ocorrer de cinco a 31 dias.

Do Blog do Gilberto Leda

DPE, MP e TCE pedem medidas mais restritivas contra a Covid-19 no MA

DPE, MP e TCE pedem medidas mais restritivas contra a Covid-19 no MA

A Defensoria Pública (DPE/MA), o Ministério Público do Maranhão (MPMA) e o Tribunal de Contas do Estado (TCE) emitiram recomendação, ao Governo do Estado, para que sejam adotadas ações urgentes e mais restritivas de enfrentamento à pandemia de Covid-19. As medidas visam conter aglomerações e refrear a transmissão do coronavírus, evitando assim um possível lockdown.
O documento, emitido na última sexta-feira, 28, é assinado pelo defensor público-geral do Estado, Alberto Pessoa Bastos, pelo procurador-geral de Justiça do Maranhão, Eduardo Nicolau, e pelo conselheiro vice-presidente do TCE, Washington Oliveira.

Na recomendação, os gestores pedem ao Executivo a extensão do feriado de Corpus Christi, que tem data de celebração prevista para o dia 3 de junho, para que passe a abranger os dias 3 a 6 de junho de 2021, quinta-feira a domingo.

Além disso, os representantes da DPE/MA, MPMA e TCE destacam a necessidade de proibição de realização de festas e demais eventos neste período, bem como a limitação de frequência aos cultos e demais manifestações religiosas a 50% da capacidade dos espaços e o reforço da fiscalização sanitária em todos os bairros da capital, não se restringindo apenas àqueles localizados na região central de São Luís.

Segundo Alberto Bastos, as medidas aplicadas conjuntamente podem contribuir para a redução da circulação de pessoas e evitar que medidas mais enérgicas sejam adotadas futuramente. “Tivemos um aumento expressivo no número de casos nos últimos dias, o que exigiu a mobilização das instituições para o enfrentamento conjunto à pandemia no Maranhão.

Conscientes de que medidas extremas, como o lockdown, podem causar impactos gravíssimos à população de baixa renda e em situação de vulnerabilidade, articulamos esta recomendação com medidas que são muito importantes neste momento de emergência da saúde pública”, explicou.

Cenário – A atuação conjunta da Defensoria Pública, Ministério Público e Tribunal de Contas ocorre em virtude dos dados preocupantes apontados nos boletins epidemiológicos das últimas semanas e à confirmação, no dia 20 de maio, da variante indiana da Covid-19 no estado. Até o momento, não há identificação de transmissão local da cepa indiana no Maranhão, segundo o governador Flávio Dino.

O procurador-geral de justiça, Eduardo Nicolau, afirma que o esforço conjunto neste momento é necessário para evitar um agravamento ainda maior da pandemia no estado. “Estamos fazendo todo o possível para evitar que a situação piore ainda mais. Mas é necessário que a população também faça a sua parte, não aglomerando, usando máscaras e respeitando todas as medidas tomadas pelo Poder Público”, destacou

O vice-presidente do TCE, Washington Oliveira, destacou a importância da atuação conjunta para enfrentar esse momento. “O esforço para salvar vidas se impõe como prioridade absoluta, um compromisso que deve ser de toda a sociedade em seus vários segmentos, incluindo as instituições republicanas. Todas as ações de enfrentamento da pandemia devem ter como norte essa prioridade, especialmente em um quadro de agravamento como o que vivemos nesse momento”, observou.

De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde, no dia 28, a Grande Ilha tinha taxa de ocupação de 97,40% de leitos de UTI e taxa de ocupação de 90,04% de leitos clínicos, ambos exclusivos para tratamento da Covid-19 na rede de estadual. No momento, os municípios maranhenses estão seguindo as diretrizes do último decreto do governo estadual, vigente até 7 de junho, que prevê, entre outras ações: a liberação para realização de eventos com até 100 pessoas, eventos até 23 horas, 50% da capacidade em igrejas e na administração pública e o funcionamento do comércio das 9h às 21h.

Do Blog do Gilberto Leda

100 pessoas de SLZ tiveram contato com indianos infectados

100 pessoas de SLZ tiveram contato com indianos infectados

De O Estado

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) recomendou a testagem, o isolamento e o acompanhamento de pelo menos 100 pessoas que tiveram contato, em São Luís, com os tripulantes indianos do navio Mv Shandong Da Zhi infectados pelo novo coronavírus.

Mais cedo, o secretário Carlos Lula confirmou em coletiva que seis dos 15 que contraíram Covid-19 na embarcação testaram positivo para a variante B.1.617, ou “cepa indiana” (reveja).

Destes, apenas um segue internado em hospital da rede particular de São Luís. Todos os demais estão isolados no próprio navio.

Essa variante possui três versões, com pequenas diferenças: a B.1.617.1, a B.1.617.2 e a B.1.617.3, todas descobertas na Índia.

A análise genética revelou que o trio apresenta mutações importantes nos genes que codificam a espícula, a proteína que fica na superfície do vírus e é responsável por se conectar aos receptores das células humanas e dar início à infecção,.

Na prática, as novas mutações encontradas nessas variantes podem representar uma maior facilidade de infecção pelo novo coronavírus, necessitando de menor carga viral maior.

Apesar disso, as vacinas já em uso parecem ser eficazes também contra esta cepa.

Covid-19: 21 mil profissionais de educação tomaram 1ª dose de vacina no MA

Covid-19: 21 mil profissionais de educação tomaram 1ª dose de vacina no MA

Mais de 21 mil profissionais de educação – das redes federal, estadual, municipais e privada – já tomaram pelo menos a 1ª dosa da vacina contra a Covid-19 no Maranhão.

A informação é do secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

No Twitter, ele comemorou o feito, exatamente no Dia da Educação.

“Notícia excelente para a educação maranhense! Até o momento, mais de 21 mil profissionais da educação maranhense já tomaram a 1ª dose da vacina. Isso me deixa feliz e cheio de esperança para os dias futuros. Avante, Educação do Maranhão”, disse.

Do Blog do Gilberto Leda

Weverton não crê em imposição de Flávio Dino pró-Brandão

Weverton não crê em imposição de Flávio Dino pró-Brandão

Apesar de o governador Flávio Dino (PCdoB) já haver revelado nos bastidores preferência pela candidatura de Carlos Brandão (PSDB) ao Governo do Estado em 2022, o senador Weverton Rocha (PDT) não acredita que o comunista pense em impor o nome do tucano aos aliados.

O pedetista também é pré-candidato a governador e almeja o apoio do Palácio dos Leões. Em entrevista ao programa Ponto Final, da Mirante AM, nesta quarta-feira (14), ele disse acreditar que a escolha do candidato governista ocorrerá por consenso.

“O Flávio não vai impor. Fosse assim, o Edivaldo [Holanda Júnior] não teria sido reeleito. Ele [Dino] poderia ter um outro candidato, mas ele ouviu os partidos e o grupo”, disse.

Para ele, haverá unidade após a escolha do candidato.

“O Flávio terá as condições de ouvir o grupo e trazer a unidade. Se amanhã o Brandão aparecer com as melhores condições, dentro do critério de colegiado partidos, apoios, pesquisas quantitativas e qualitativas, ou seja, chegar lá na frente, se comparar e ele tiver melhor condições que eu ou qualquer outro nome, então da minha parte não terá nenhum problema, irei respeitar a decisão”, pontuou.

AL aprova extensão de estado de calamidade no MA até dezembro

AL aprova extensão de estado de calamidade no MA até dezembro

A pedido do governador Flávio Dino (PCdoB), a Assembleia Legislativa aprovou hoje (6) a extensão do estado de calamidade decretado no Maranhão até dezembro deste ano, em virtude da pandemia da Covid-19.

O decreto inicial previa essa condição em todo o estado por 180 dias, a contar do mês de março (saiba mais).

Mas o comunista solicitou aos parlamentares – e foi atendido -, que o período fosse estendido até o fim do ano.

Do Blog do Gilberto Leda

Flávio Dino autoriza retorno do funcionamento de bares e restaurantes

Flávio Dino autoriza retorno do funcionamento de bares e restaurantes

O governador Flávio Dino (PCdoB) anunciou hoje (26) que vai autorizar a retomada do funcionamento de bares e restaurantes da Região Metropolitana de São Luís a partir da próxima segunda-feira (29). Mas apenas com 50% da capacidade total.

Os estabelecimentos estavam fechados desde a semana passada, como uma das medidas de combate à Covid-19.

Escolas particulares e faculdades particulares também poderão voltar a ter aulas, mas no sistema híbrido – ou seja, parte das turmas presenciais, e parte online.

O serviço público segue suspenso, assim como shows e eventos. E comércio permanece com horário de funcionamento entre 9h as 21h.

Outras medidas:

  • Auxílio-gás, com distribuição de botijão de gás para 115 mil famílias de baixa renda
  • Auxílio-combustível para taxistas, mototaxistas e motoristas de aplicativos ( de 60,00 a R$ 300,00, por dois meses)
  • Auxilio a profissionais de eventos (parcela única de R$ 600,00),
  • Auxilio-turismo (de R$ 600 a R$ 1 mil)

Fiocruz: Maranhão tem ‘mutações preocupantes’ do novo coronavírus

Fiocruz: Maranhão tem ‘mutações preocupantes’ do novo coronavírus

Estudo produzido pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) aponta que a disseminação sem controle do SARS-CoV-2 no Brasil já gerou mutações das variantes do novo coronavírus que circulam no país. Elas indicam que essas novas “mutações preocupantes” podem ser capazes de escapar parcialmente à imunidade adquirida por indivíduos e estas foram encontradas nos estados do Maranhão, Amazonas, Bahia, Paraná e Rondônia.

Essas mudanças no vírus reforçam que SARS-CoV-2 está em um natural processo de evolução e adaptação diante do cenário de aumento no número de pessoas com anticorpos.

As amostras analisadas fazem parte da Rede de Vigilância Genômica Covid-19 da Fiocruz e foram colhidas entre 12 de março de 2020 e 28 de fevereiro de 2021. Ao todo, 31 pesquisadores assinam o artigo.

“Identificamos que linhagens SARS-CoV-2 circulando no Brasil com mutações preocupantes no RBD [domínio de ligação ao receptor] adquiriram, de forma independente, deleções convergentes e inserções no NTD [domínio do terminal amino] da proteína S. Esses achados apoiam que a contínua transmissão generalizada do SARS-CoV-2 no Brasil está gerando novas linhagens virais que podem ser mais resistentes à neutralização do que as variantes parentais preocupantes”, diz o estudo publicado hoje.

“Esses achados destacam a necessidade urgente de abordar a eficácia das vacinas SARS-CoV-2 para aquelas variantes emergentes do SARS-CoV-2 e o risco de transmissão comunitária não controlada contínua do SARS-CoV-2 no Brasil para a geração de variantes mais transmissíveis”, apontam os autores.

A preocupação dos cientistas é que as mudanças do vírus ocorrem justamente em área vital para que ele consiga se fixar nas células humanas.

“Essas mutações preocupam porque foram em regiões onde nossos anticorpos reconhecem e neutralizam o vírus. Por isso tivemos urgência em compartilhar esse artigo para o mundo saber o que está ocorrendo”, explica.

Ao todo, no mundo existem em torno de 840 mil genomas cadastrados, sendo mais de 4.500 deles do Brasil (um terço deles inseridos no sistema pela rede da Fiocruz).

“Uma hipótese é que essa grande mudança de pressão de seleção no genoma do vírus é impulsionada pelo aumento da imunidade da população humana adquirida em todo o mundo a partir da infecção natural por SARS-CoV-2. Nossos resultados sugerem que o SARS-CoV-2 está continuamente se adaptando“, dizem
os especialistas.

Da UOL

Dino deve prorrogar medidas restritivas no Maranhão

Dino deve prorrogar medidas restritivas no Maranhão

O governador Flávio Dino (PCdoB) deve prorrogar, mais uma vez, medidas restritivas impostas no Maranhão para tentar conter o avanço do novo coronavírus.

Valem até domingo, 21, as restrições de horário de funcionamento do comércio, e o fechamento de bares e restaurantes, por exemplo.

Aulas presenciais também estão suspensas nesse período, tanto em escolas, quanto em universidades.

Festas e eventos, de qualquer porte, estarão proibidos.

Nesta sexta-feira (19), Dino deve fazer mais um pronunciamento.

Do Blog do Gilberto Leda