Posse disputada marca ascenção de Oberdan Lopes no comando do SINTASP em Coelho Neto

Posse disputada marca ascenção de Oberdan Lopes no comando do SINTASP em Coelho Neto

Como nunca antes na história recente da entidade, o novo presidente do SINTASP Oberdan Lopes assumiu o mandato em solenidade concorrida realizada na última sexta (01).

A cerimônica ocorreu nas dependências da área social da entidade e reuniu convidados, familiares, servidores e os empossados.

A ascenção do jovem professor tem uma simbologia histórica, já que serviu para pôr fim no domínio quase que absoluto da entidade pelo grupo do ex-prefeito Américo de Sousa.

O agora ex-presidente da entidade Paulo Júnior, esteve presente e fez a transmissão oficial do cargo ao novo presidente eleito. Paulo teve papel fundamental nesse papel de transformação por qual passou o Sintasp, incluindo um grupo de advogados que deu sustentação a batalha na justiça travada contra os que insisitiam tratar o sindicato como um feudo.

Durante a solenidade, os membros da diretoria assinaram o termo de posse e mostravam contentamento com o novo momento da entidade.

No seu discurso, Oberdan fez questão de expressar gratidão pela vitória nas urnas, agradeceu o apoio da família, da categoria e corpo de servidores do sindicato, além de reafirmar sua disposição de trabalhar pelos servidores.

Fotos: CN Bambu

Perderam de novo! Justiça mantém eleição e garante posse de Oberdan no comando do SINTASP

Perderam de novo! Justiça mantém eleição e garante posse de Oberdan no comando do SINTASP

A tentativa do grupo do PT de manter o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais da Microrregião de Coelho Neto – SINTASP, teve mais uma derrota neste sábado (19).

Curiosamente a decisão vem após uma entrevista do candidato a presidente da Chapa 01, Osmar Aguiar, a uma rádio local, em que este acreditava que retornaria ao comando da entidade. Sem aceitar a derrrota no voto, eles ingressaram na justiça para tentar judicializar a disputa e foi a própria justiça que tomou a decisão final.

Em despacho do Mandado de Segurança Cível interposto pelo ainda presidente da entidade Paulo Bezerra Lima Júnior, a desembargadora revogou a decisão que havia tomado outrora e acabou garantindo a posse de Oberdan Lopes no comando da entidade.

“EX POSITIS, em juizo de retratação, REVOGO a liminar concedida em sede de Mandado de Segurança, para determinar que ficam mantidas todas as deliberações da Assembleia Geral do dia 23/11/2020, bem como todos os atos dela decorrentes, inclusive a eleição sindical”.

Além de sacramentar a escolha dos associados e manter a entidade sob o comando de quem de fato venceu a eleição, a decisão judicial representa uma vitória dos advogados Dr. Antonio Francisco Lopes, Dr. Jardel Seles de Souza, Dr Thiago Jeferson Machado e Dr. José Francisco Silva que atuaram no recurso.

O VENCEDOR

Após uma bonita campanha que mobilizou grande parte da categoria na eleição mais disputada da história, o professor Oberdan Lopes tomará posse como presidente do SINTASP.

Oberdan foi um servidor atuante, que no desgoverno do PT atuou por várias vezes em defesa dos servidores. Sua ascenção como candidato foi meteórica, a disputa tomou proporção municipal e a vitória foi celebrada pela cidade como um todo, com a vitória comemorada em praça pública.

O jovem servidor assumirá com o desafio de apagar a mancha dos quase quatro anos em que a entidade funcionou como um puxadinho do Executivo, chegando ao ponto de ter seu presidente afastado por envolvimento na convocação de uma assembleia fraudulenta denunciada por esse blog.

O SINTASP como válvula de escape, a simbologia da eleição e a chance dos servidores…

O SINTASP como válvula de escape, a simbologia da eleição e a chance dos servidores…

Ao longo dos últimos anos, o SINTASP-MCN virou uma espécie de feudo do grupo do PT em Coelho Neto. Através do mando exercido por lá, conseguiram eleger dois dos ex-presidentes como vereadores e na sequência os mesmos nomes para os mandatos de vereador e prefeito simultaneamente.

A cidade chegou a ter dois servidores professores no Poder Executivo e Legislativo respectivamente e o que mudou para a categoria nesse interim? Cabe a cada servidor essa reflexão. A eleição do SINTASP que acontece agora tem uma grande simbologia e os servidores tem a chance de repetir lá o que o povo de Coelho Neto fez nas urnas no último domingo (15): retirar toda e qualquer chance dessas figuras repetidas voltar a exercer qualquer poder mesmo que no comando de uma entidade sindical.

Não custa lembrar como esse povo trata a entidade, tanto que o último presidente Izaque Vale foi retirado do cargo pela justiça após ser flagrado na frente da realização de uma Assembleia fraudulenta denunciada em primeira mão por esse blog. Um áudio vazado de um aliado quase desesperado na noite de ontem (21), revelou que a eleição do SINTASP não poderia ser perdida porque a entidade é vista como uma válvula de escape aos derrotados do pleito eleitoral e esse áudio não poderia ser mais oportuno: é exatamente assim que eles vêem a entidade.

A essa altura do campeonato, quem falou grosso e bateu na mesa arrotando vitória antes da eleição não restou outro remédio senão aceitar a dupla derrota nas urnas. Agora vêem na disputa do SINTASP a chance de voltarem a se manter em evidência para novamente fazerem uso da entidade como trampolim político, como se o cargo de presidente fosse uma profissão em que vão se revezando entre eles mesmos.

Os mesmos que se urgem como defensores dos servidores hoje, se mantiveram calados ao longo dos últimos quatro anos no que se refere a pauta da própria categoria. Alguém lembra do SINTASP brigando pela gratificação e insalubridade dos servidores da saúde no período da pandemia? Alguém lembra do SINTASP se manifestando contra a ação da prefeitura que buscava retirar os direitos adquiridos dos agentes de endemias? Alguém lembra quantas assembleias foram feitas ao longo dos últimos quatro anos em defesa de pautas de interesse da categoria. Alguém lembra onde estava o SINTASP quando os servidores precisaram da entidade pelo direito a aprovação da lei da unificação voluntária de matrículas?

O direito de escolher a nova diretoria é algo que diz respeito apenas aos servidores. Se acham que a entidade fez o seu papel ao longo dos quatro anos tem a possibilidade de continuar com o mesmo grupo no poder. Agora se acham que chegou a hora de se livrar de uma vez por todas dessa gente e devolver a entidade aos próprios servidores  a hora é agora.

Se isso não acontecer, vivenciaremos nos próximos quatro anos o mesmo filme com enredo conhecido e com os mesmos personagens já cansados de sempre…

A peia continua! Justiça manda afastar presidente do SINTASP de Coelho Neto

A peia continua! Justiça manda afastar presidente do SINTASP de Coelho Neto

Depois de quase 03 anos de luta dos servidores, tentando retomar o sindicato, pois desde que o atual presidente Izaque Vale sentou – se na cadeira de presidente, o sindicato se tornou um puxadinho da prefeitura.

A luta começou com o servidor Oberdan Lopes encabeçando a luta dos servidores, logo depois outros servidores se juntaram a luta.

Com decisões judiciais favoráveis a favor da classe, a luta ganhou força, porém, devido a truculência e a interferência velada do prefeito Américo de Sousa (PT) que acaba de ser derrotado nas eleições o mesmo começa a se movimentar para tentar manter o controle do SINTASP/MCN.

Uma decisão recente do magistrado determinou que Paulo Bezerra Lima Júnior assuma interinamente a presidência e cancelou a assembleia fraudulenta ocorrida no mês de março do ano em curso, Izaque Vale responde um inquérito criminal pelo crime de falsidade ideológica.

Destacamos o trabalho dos advogados Dr. Jardel Seles, Dr Lopes, Dr Thiago Jeferson, que através de um trabalho brilhante e com enorme competência jurídica conseguiram várias vitórias judicias na luta a favor dos servidores públicos de Coelho Neto.

Lembrando que o juiz garantiu auxílio de Força Policial para garantir o cumprimento da decisão. Com derrota de Américo, os servidores te a oportunidade de assumir o comando do sindicato. A turma de aliados está tentando impedir com uma série de exigência para inviabilizar a formação de uma chapa de oposição, basta só os servidores se mobilizarem para forma sua chapa e libertar o SINTASP da turma da truculência.

O prefeito eleito parabenizou os advogados que também fizeram parte de sua assessoria jurídica e desejar boa sorte para os servidores nesta batalha.

Justiça do Trabalho concede decisão contra o SINTASP no caso da Assembleia “tabajara”

Justiça do Trabalho concede decisão contra o SINTASP no caso da Assembleia “tabajara”

Apesar dos comentários de que integrantes do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal da Microrregião de Coelho Neto – SINTASP/MCN, estariam cantando vitória sobre uma desistência de um procedimento original na 1ª Vara, a questão não é como alguns imagina.

O que houve na verdade foi uma estratégia jurídica para levar o processso para uma instância especializada onde o rito é mais célere, no caso a Justiça do Trabalho. Por isso foi pedido a desistência da ação local e houve o ingresso de um proesso de conhecimento no mesmo pedido contra o próprio SINTASP e o presidente Izaque Vale.

O juiz do Trabalho Dr Higino Diomedes Galvão concedeu liminar e já designou a audiência para o próximo dia 21 de setembro.

“Entrementes, CONSTATO GRAVES defeitos formais na convocação e realização da Assembleia Geral Extraordinária de 21 de março de 2020, revelando irregularidade a ser sanada pelo Estado-Juiz de modo a garantir a livre manifestação da vontade dos associados, motivo suficiente para invocar o art.300 do CPC, SUSPENDENDO SEUS EFEITOS, NOTADAMENTE EM RELAÇÃO A PRESTAÇÃO DE CONTAS 2019 E À ALTERAÇÃO ESTATUTÁRIA”, disse o juiz em sua decisão.

Seguimos acompanhando o caso. A seguir a integra da decisão:

SINTASP perde queda de braço para o Bradesco no caso dos consignados

SINTASP perde queda de braço para o Bradesco no caso dos consignados

O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal na Microrregião de Coelho Neto – SINTASP acaba de sofrer uma derrota na justiça no caso dos descontos de empréstimos consignados.

A decisão assinada pelo desembargador Jamil de Miranda Gedeon Neto é uma resposta a um Agravo de Instrumento interposto pelo Banco Bradesco contra decisão do juízo da 1ª Vara da Comarca de Coelho Neto favorável a suspensão de desconto de consignados dos servidores públicos.

Na sua decisão, o desembargador expõe que “não existe prova nos autos de que os servidores públicos municipais substitutidos sofreram redução de vencimentos para que fosse justificada a suspensão dos descontos em folha de pagamento.

Em sua palavra final o desembargador decide pela ação em favor do Banco Bradesco. “Posto isto, defiro o pedido de atribuição de efeito suspensivo ao recursos, determinando a suspensão dos efeitos da decissão recorrida até ulterior decisão deste juízo.

Na prática, os descontos continuarão sendo efetuados por parte da instituição bancária na conta dos servidores.

Prefeitura de Coelho Neto ignora gratificação a funcionários da Saúde e SINTASP segue calado…

Prefeito Américo e o presidente do Sintasp Izaque Vale: desrespeito ao direito de servidores de um com o silêncio sepulcral do outro

Mesmo já tendo recebido mais de R$ 14 milhões nos cofres do Fundo Municipal de Saúde desde janeiro, o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), segue dando de ombros para as reivindicações da categoria de servidores da saúde.

Ao longo de todo o período da pandemia, as contas da saúde foram irrigadas com volumosas quantias de recursos por parte do Governo Federal e mesmo assim o prefeito nunca fez qualquer gesto para garantir a tão reivindicada insalubridade a esses profissionais ou qualquer gratificação que fosse pela dedicação nesse período.

Não custa lembrar que antes de ser prefeito, todos esses direitos eram pautas diárias do então radialista Américo de Sousa que no afã de sentar na cadeira de prefeito cobrava muito, mas que hoje tenta dar uma de “João sem braço” deixando de lado o próprio discurso.

Com a insensibilidade do prefeito saltando a olho nu para quem quiser ver, cabia ao Sindicato dos Servidores Públicos da Microrregião de Coelho Neto – SINTASP a tarefa de esbravejar para que o direito das categorias de trabalhadores da saúde fossem atendidas. Ledo engano. Desde que o ex-chefe assumiu o poder que a entidade sindical que antes rugia como um leão, passou a miar como um gato. As manifestações, os repudios e a ação em favor dos servidores parece coisa de um passado muito distante.

O presidente da entidade Izaque Vale – aquele da convocatória feita em período proibido, não se manifesta publicamente para absolutamente nada e faz vista grossa de todos esses abusos e flagrante desrespeito para com direito da categoria que ele diz representar.

Do prefeito que entra na justiça para tirar direito adquirido de servidores não se pode esperar nada.

E de uma entidade sindical que fica muda para tanto desrespeito pelo visto, menos ainda….

Ação judicial do SINTASP em favor de servidores no caso Bradesco não garante restituição a negativados

Ação judicial do SINTASP em favor de servidores no caso Bradesco não garante restituição a negativados

Às 18h:05

Para quem no passado já foi campeão de ações judiciais em favor dos servidores, o Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal – SINTASP hoje ao que parece perdeu o “time” e depois de tanta letargia desaprendeu a arte de reivindicar com excelência o direito dos seus associados.

Na ação judicial promovida pelo SINTASP representado por sua advogada Dra Isabel Semirames Café dos Santos em favor dos servidores contra o desconto ilegal do Bradesco na negativação das contas em favor do pagamento de parcela de empréstimo consignado, a ação judicial teve ganho incompleto já que aparentemente não repara em absolutamente nada o dano causado pelos descontos ilegais.

Acontece que atendendo a petição da entidade, o juiz se limitiou a garantir apenas a suspensão dos descontos, mas não foi mencionado nada a respeito da restituição do desconto que fora feito e que deixou as contas dos servidores negativados.

Na prática o prejuízo continua, já que não fora solicitado a devolução efetuada esse mês, pois o banco só é obrigado a cumprir após o conhecimento da decisão.

De acordo com um advogado ouvido pelo blog, tinha que ter sido pedido restituição imediata dos valores descontados, se abster de descontar e de quebra uma indenização pelos transtornos causados aos correntistas.

É SINTASP, quem te viu, quem te vê!

Justiça concede liminar e suspende efeitos de assembleia “fantasma” do Sintasp

Justiça concede liminar e suspende efeitos de assembleia “fantasma” do Sintasp

O juiz da 1ª Vara da Comarca de Coelho Neto Dr. Paulo Roberto Brasil Teles de Menezes deferiu parcialmente a tutela de urgência pleiteada para suspender os efeitos da Assembleia Geral Extraordinária para Prestação de Contas e Alteração Estatutária do SINTASP/MCN de Coelho Neto-MA, suspostamente realizada no último dia 23 de abril, divulgada em primeira mão por esse blog.

A ação assinada pelos advogados Dr. Thiago Machado e Antonio Lopes é uma vitória pessoal dos servidores, muitos deles que tiveram nomes incluido na lista de presença, sem sequer terem participado.

Desde que a denúncia fora feita por esse blog, a presidência do SINTASP adotou um silêncio sepulcral e nada fora dito para garantir explicações a categoria.

Nesta segunda (25), os servidores entraram com nova ação desta feita para garantir o afastamento do presidente Izaque Vale do cargo.

Caso Sintasp: Servidora divulga Carta Aberta e denuncia uso indevido do seu nome em Ata da entidade

A servidora Maria Idenê divulgou uma Carta Aberta ontem (16), para tratar da Assembleia “na surdina”, promovida pelo Sindicato dos Servidores Públicos – SINTASP, no último dia 21 de março.

Teor da Carta Aberta

O encontro foi divulgado em primeira mão por esse blog, mostrando várias inconsistências, dentre as quais a marcação da reunião em período que as aglomerações já estavam proibidas e a falta de publicidade da Assembleia confirmada por Maria Idenê.

Apesar de relatar não ter conhecimento da reunião, o nome de Maria Idenê curiosamente aparece na Ata como se ela estivesse estado presente. O que houve? Falsificaram assinaturas? Cometeram crime de falsidade ideológica?

Mesmo sem sequer saber da reunião, nome da servidora aparece na lista dos presentes da entidade

Segundo informações a quele o blog teve acesso, o caso de Idenê não é isolado e outros servidores que também constam com nome na Ata negam ter participado da tal Assembleia. Para apurar o caso, foi formalizado um Boletim de Ocorrência e ao que parece o assunto ainda vai deve render.

BO confirmando que não esteve na Assembleia

Do lado do SINTASP, desde que a denúncia foi tornada pública por esse blog, o silêncio é sepulcral e nenhuma explicação sobre o ocorrido foi dada.

Na velha máxima, de que quem cala, consente…