Cidadã reclama da dificuldade em registrar Boletim de Ocorrência em Coelho Neto

Cidadã reclama da dificuldade em registrar Boletim de Ocorrência em Coelho Neto

O blog recebeu a denúncia de uma cidadã de Coelho Neto reclamando sobre as dificuldades de se registrar um Boletim de Ocorrência.

Sem saber dos motivos do impedimento, ela relata que há duas semanas o documento não pode ser expedido na cidade.

O Boletim de Ocorrência é um instrumento capaz de comunicar à autoridade policial determinado fato, seja ele crime ou não.

Sem a expedição do documento, ela relata que quando busca respostas não consegue obter qualquer previsão de quando o problema será resolvido.

Vazou: Troca do comando da Polícia Civil em Coelho Neto é discutida no “grupo do prefeito”…

Parece que devem começar de novo a história da tentativa de troca dos componentes que integram Polícia em Coelho Neto. O assunto foi tema de conversas num grupo de whatsapp formado pelo prefeito, secretários e defensores mais íntimos, conversas dos quais este blogueiro teve acesso (este blogueiro também é tema das conversas no grupo do prefeito).

O alvo principal de uma das secretárias do prefeito é o investigador Albino, do qual ela nutre raiva pessoal e já tentou uma vez usar a força junto ao Governo do Estado para transferi-lo da cidade. “O crime está protegido na cidade. Eu coloco minha vida em jogo quando falo isso. Sei que vai sair print deste grupo mas não aguento ver esse teatro e os expectadores se emocionando das peças encenadas”, disse ela.

Sobre as críticas das pessoas ao presidente da Câmara Osmar Aguiar, a secretária chega a ofender os que se manifestaram contra o petista

“Vejo o imbecil do irmão do bandido-mor fazer um comentário maldoso com Osmar no face. Para começar, poucos que atacam não entendem do que falam, SÃO PIOLHOS. E outra, nosso grupo não sai em defesa. Eu partidária da guerra neste momento”. Como a secretária gosta de dar o tapa e esconder a mão negando o que costuma fazer, as conversas ficaram salvas para serem mostradas posteriormente.

Já um dos blogueiros do prefeito fez questão de deixar claro que a equipe da Polícia Civil precisa ser trocada.

“Vou dizer uma coisa, acredito que hoje, deve não, é necessário, fazer um movimento pela troca de toda Polícia Civil em Coelho Neto. Ali existe um comportamento completamente político, e isso está evidente nos últimos tempos”, concluiu ele.

E assim vai se desenhando a rede de maldades e perseguição do governo do PT contra aqueles que ousam contrariar os interesses do coronel-ditador.

Polícia esclarece homicídio em Coelho Neto e prende receptador com moto roubada

A Polícia Civil esclareceu, na manhã desta quinta-feira, um homicídio ocorrido, na última sexta-feira (09), nas proximidades da Feirinha, no Centro de Coelho Neto. Em uma outra ação, os policiais civis apreenderam uma motocicleta roubada e prenderam uma Francisco das Chagas Damasceno por receptação.

Homicídio esclarecido

Menos de uma semana depois do fato, a Polícia Civil indiciou, na manhã de hoje, a pessoa de Edimar Chavier dos Santos, como sendo o autor do homicídio que teve por vítima Alessandro Rocha, morto com uma facada no tórax.  

Edimar confessou o crime e afirmou que matou em legítima defesa porque estava sendo agredido pela vítima a pauladas. As seis testemunhas ouvidas pela polícia e que presenciaram o crime confirmam a tese de que houve uma briga iniciada pela vítima que estava visivelmente embriagada.

Serão representadas por uma série de medidas cautelares em desfavor de Edimar Chavier que serão analisadas pelo Poder Judiciário. 

Receptação de moto roubada

Ainda nesta quinta-feira, a Polícia Civil conseguiu prender um dos criminosos mais procurados de Coelho Neto, conhecido por “SANTOS”. Ex-detento preso por tráfico de drogas, ele estava em liberdade por determinação da Justiça, e tinha envolvimento direto numa quadrilha composta por ex-foragidos da Justiça que vinha roubando motos e celulares na cidade.

Santos foi preso por policiais civis na zona rural de Afonso Cunha com uma moto POP 100 roubada (que era branca e já estava pintada de preta), que ele havia comprado por R$ 300,00 a dois menores autores do roubo. Com ele também foi apreendida uma espingarda de fabricação caseira.

A expectativa da Polícia Judiciária é de que a Justiça mantenha Santos preso por um grande período, já que o mesmo em liberdade coloca a sociedade de Coelho Neto em risco.

Polícia Civil prende acusado de roubo de celulares em Coelho Neto

14448978_1623881201247460_4985312979437522032_n

Policiais civis prenderam, na manhã desta sexta-feira (23), um jovem acusado de envolvimento de roubo de celulares na cidade de Coelho Neto. Wellington Oliveira, mais conhecido por “Hélio do Zé Maria Preto” foi preso em flagrante depois de roubar o celular de uma comerciária no Bairro Quiabos.

A vítima relatou aos policiais que voltava de um comício quando foi rendida pelo assaltante que estava portando uma faca e em uma motocicleta POP 100, de cor vermelha.

A comerciária foi obrigada a entregar sua bolsa onde estava o aparelho celular e R$ 50,00. Ela reconheceu Hélio do Zé Maria Preto como sendo o autor do crime.

Quem reconhecer a pessoa de Hélio do Zé Maria Preto pela prática de outros crimes deve procurar a Delegacia de Polícia para fazer o procedimento. Ele já vinha sendo investigado em outros roubos ocorridos na periferia da cidade.

Desnecessidade de BO

Mais uma vez esclarecemos a população que é desnecessário o registro de Boletim de Ocorrência para que policiais militares e civis procedam diligências imediatas para evitar que crimes aconteçam ou mesmo prender criminosos em flagrante.

Fazemos o alerta porque estamos recebendo reclamações de que tal exigência vem sendo feita irregularmente, inclusive em horários que a sabidamente a Delegacia de Polícia não está mais em atendimento ao público.

O horário de atendimento da Delegacia de Polícia de Coelho Neto é de 08 às 12h e de 14 às 18h de segunda a sexta-feira. Nos demais horários somente são confeccionados auto de prisão em flagrante e BO de casos que necessitem de exame de corpo de delito. Já o Quartel da Polícia Militar funciona 24 horas e tem o dever de proceder diligências independente do registro de BO.

Caso não seja possível a prisão em flagrante o caso passa a ser investigado pela Polícia Civil.

Polícia Civil investiga assaltos e atos obscenos ocorridos em Coelho Neto

sidney

A Polícia Civil realizou diligências durante toda tarde desta sexta-feira (9) na tentativa de localizar e prender a dupla responsável por um assalto ocorrido no escritório do “Brasileirão” ocorrido no fim da manhã e que teve como consequência o roubo da moto da esposa de um vereador da cidade.

A equipe esteve no escritório onde ouviu informalmente as vítimas e obteve imagens dos assaltantes. Depois do assalto, a dupla tentou roubar uma moto Bross que faltou combustível e terminou por levar a moto Bis, de cor branca, da esposa do vereador rendida quando chegava em casa. 

As imagens estão sendo analisadas na tentativa de identificar os assaltantes, mas o que já se sabe é que a dupla passou boa parte da manhã próxima ao escritório e quando um funcionário chegou acabou sendo rendido e os assaltantes entraram no local, levando dinheiro e pertences das vítimas. 

osmar

As oitivas sobre os assaltos e a tentativa de prisão da dupla continua durante o fim de semana.

Atos obscenos

Os Policiais civis também realizam diligências a vários dias na tentativa de identificar o homem que vem praticando atos obscenos na frente de mulheres em vários bairros da cidade.

É necessário que as vítimas e testemunhas procurem a delegacia e digam os pontos onde ocorrem os ataques para que os policiais busquem imagens na região.

A dificuldade de prisão é porque somente se chegará no criminoso caso o mesmo seja preso em flagrante ou mesmo com informações que possam levar a sua identificação e prisão.

Buscas imediatas

É preciso esclarecer a população que ao chegar na Delegacia de Polícia ou mesmo Quartel da Polícia Militar logo após ter ocorrido um fato criminoso é dever dos policiais civis ou militares iniciar imediatamente as buscas para prisão em flagrante do criminoso independente de confecção de Boletim de Ocorrência.

O esclarecimento é feito porque há pessoas que reclamam que foi pedido que fosse feito o BO antes desse trabalho de busca. Mais uma vez repetimos: primeiro o policial deve ir fazer diligências e somente depois (até mesmo no outro dia) a vítima faz o BO, que é peça meramente informativa.

Recuperação de notebook

Por fim, vale ressaltar ainda que, durante o fim de semana, os policiais civis recuperaram um notebook furtado da loja Mirian Modas. O equipamento foi devolvido e o procedimento está sendo concluído. Como o autor do fato não estava mais em flagrante o mesmo está respondendo em liberdade.

Neste caso, como citado acima, mesmo a vítima tendo feito o BO em outro momento isso não impediu que o trabalho da Polícia Civil fosse realizado.

Polícia faz diligência para prender acusado de estuprar criança de 5 anos em Coelho Neto

policia

Desde à tarde desta quinta-feira (21) que a Polícia Civil vem realizando diligências na tentativa de prender o acusado de ter estuprado um garoto de apenas 05 anos na cidade de Coelho Neto. O criminoso já foi identificado e vem sendo procurado pelos investigadores. É um conhecido da família do menor.

O fato chegou ao conhecimento da Polícia Civil através do Conselho Tutelar e de imediato a criança foi encaminhada para exame médico e os investigadores saíram a caça do investigado identificado por Luís, vulgo Pea” que reside no conjunto José Reinaldo, no Bairro Novo Tempo. 

Os policiais civis foram no local ontem à tarde, à noite e hoje pela manhã na tentativa de prender o criminoso no período de flagrante, mas o mesmo fugiu para uma área de mata e em seguida para a zona rural. As investigações para o localizar continua. 

O crime vem sendo tratado como absoluta prioridade pelos policiais pela sua violência contra uma criança. Os depoimentos serão colhidos em breve e a prisão preventiva do acusado solicitada ao Poder Judiciário. 

No entanto, a Polícia Judiciária (com seu baixo efetivo) trabalha ainda para prender autores de roubos de motos, celulares e ainda tomar conta dos presos que ilegalmente estão custodiados na Delegacia de Coelho Neto, além de estarmos no período de festejo de Sant´Ana quando aumenta a incidência de crimes na cidade.

Polícia Civil de Coelho Neto prende acusado de matar mulher em Alagoas

13244635_1580816182220629_6209581402516399224_n

Uma operação da Polícia Civil de Coelho Neto prendeu, na manhã desta quinta-feira (19), Alexsandro Araújo Barros, foragido da Justiça de Alagoas, acusado de ter envolvimento em um grupo de pistoleiros que matou uma mulher no interior alagoano.

Alexsandro estava morando no município de Afonso Cunha, até que investigadores receberam informes de que o mesmo poderia ser foragido da Justiça. Foi confirmado que ele participou, em março de 2013, do assassinato de Maria das Graças Ferreira da Silva Alves no município alagoano de Quebrangulo. 

Maria das Graças foi morta quando assistia televisão em casa. O crime foi encomendado pelo ex-sogro da vítima na disputa pela herança do filho que havia morrido meses antes.

Ao ser presos pelos policiais de Coelho Neto, Alexsandro confessou que participou do assassinato, tendo dirigido o carro usado pelos pistoleiros. Ele chegou a ser preso temporariamente, mas ao ser liberado decidiu fugir. Passou alguns meses em São Paulo e depois foi para o município de Afonso Cunha. 

Alexsandro Araújo será transferido para o presídio de Caxias onde irá aguardar recambiamento para Alagoas. 

Essa integração entre as Polícias Civil de todo o Brasil é importante para que foragidos de Coelho Neto que também estão em outros estados sejam presos.

São muitos os que dizem a meu respeito: “Deus nunca o salvará! ” Pausa Salmos 3:2

Polícia prende em Caxias acusados de assaltarem empresários em Coelho Neto

Três pessoas foram presas no início da manhã desta quinta-feira (07/04), pela polícia civil de Caxias Maranhão, suspeitas de participação em dois assaltos ocorridos nos dias 04 e 31 de dezembro do ano passado, contra dois empresários de Coelho Neto.

Junior

As prisões ocorreram em cumprimento a mandados de buscas e apreensões, que aconteceram em seis locais naquela cidade, resultando na apreensão de arma, diversos cartões, documentos, um cheque de uma mulher de Coelho Neto, celulares, munições.

Entre as pessoas presas está Paulo de Araújo dos Santos, “vulgo” Júnior Orelha, autuado por posse ilegal de munições, Manoel José Santos Silva Neto, autuado por porte ilegal de arma e um terceiro identificado apenas por Kaka.

carto888

Os três foram presos temporariamente, dentre eles esses dois em flagrante. Outros três suspeitos conseguiram fugir. A polícia segue em busca dos demais indivíduos. As investigações continuam para saber a possível relação deles com pessoas da cidade, não estando descartado a ligação do bando com a agiotagem.

No primeiro assalto foram levados cerca de R$ 65 mil em espécie, celulares, e jóias que podem se somar 90 mil reais ao todo. O segundo assalto foi levado R$ 250 mil em espécie.

Com contribuição do Portal Coelho Neto

Preso jovem acusado de homicídio em durante festa em Coelho Neto

12316113_1504075706561344_648748337946743880_n

A Polícia Civil prendeu, na tarde desta quarta-feira, o jovem Mayllon Clediomar Pereira Coutinho, 21 anos, acusado de ser o autor das facadas que matou Fernando Mourão, durante uma festa em um bar no Bairro Bom Sucesso, em Coelho Neto.

A prisão temporária foi decretada pela juíza Raquel Castro de Menezes depois que as investigações apontaram fortes indícios de que foi Mayllon que esfaqueou Fernando durante uma briga na parte externa do bar. 

O inquérito tem relatos que reconhecem o jovem e dizem que era ele que estava com a arma do crime. Ele confessa que estava com a faca, mas que jogou a arma fora. A versão não convenceu os investigadores. 

Outros três jovens, dois deles menores, também devem ser responsabilizados pela morte, mas pell crime de rixa qualificada pelo resultado morte. Cada um deles de acordo com sua participação nas agressões a vítima. 

Antes de ser morto,Fernando havia agredido um jovem com uma garrafada no rosto, apenas porque o rapaz dançava com sua ex-namorada, que também ficou ferida. A prisão de Mayllon é pelo prazo de 30 dias, mas pode ser prorrogada.