ROSEANA VAI A 11 MINISTÉRIOS E TEM ENCONTRO COM DILMA EM BRASÍLIA

ROSEANA VAI A 11 MINISTÉRIOS E TEM ENCONTRO COM DILMA EM BRASÍLIA

A governadora Roseana Sarney inicia, nesta terça-feira (22), uma agenda de compromissos em Brasília, que inclui audiências, reuniões e visitas, na qual percorrerá 11 Ministérios (Educação, Saúde, Turismo, Integração Social, Agricultura, Pesca, Cidades, Transportes, Minas e Energia, Esporte e Justiça), uma autarquia (Infraero); terá conversas com a bancada maranhense; e ainda um encontro com a presidenta Dilma Rousselff. Toda a agenda de trabalho foi elaborada e viabilizada pela Secretaria de Representação Institucional do Maranhão em Brasília (Rebras).

Entre os assuntos a serem tratados pela governadora Roseana Sarney no Ministério da Integração, estão a recuperação das barragens do Flores e do Pericumã e o socorro a 10 municípios maranhenses atingidos por enchentes. No Ministério do Turismo, as proposições girarão em torno dos 400 anos de São Luís (Patrimônio da Humanidade) e no das Cidades, ela tratará sobre a busca de recursos destinados ao estado pelo PAC-2.

Celeridade na licitação da duplicação da BR-135 (trecho Estiva-Bacabeira) e de mais dois trechos – Entroncamento-Bacabeira/Entroncamento-Itapecuru-Mirim-Miranda do Norte -, serão a principal pauta na audiência no Ministério dos Transportes. Em Brasília, Roseana Sarney também tem encontro com o ministro Edison Lobão (Minas e Energia). O teor da conversa será o andamento da obra da Refinaria Premium.

A Secretaria Institucional em Brasília viabilizou ainda uma audiência com o ministro da Justiça, que deverá ocorrer na quarta-feira (23), quando Roseana solicitará cerca de R$ 28 milhões para reequipar a Secretaria de Segurança do Maranhão. Além de pedir a liberação de recursos financeiros para construções e obras nos presídios no estado.

“A governadora Roseana conhece Brasília, a Esplanada dos Ministérios, os ministros, têm grandes amigos. Esses encontros compõem uma agenda que, ao final, contribuirá em muito para o desenvolvimento do Maranhão”, afirmou o secretário Francisco Escórcio.

Confraternização e biografia

Roseana Sarney aproveita sua ida ao Distrito Federal para prestigiar nesta terça-feira (22), o aniversário do PMDB, ao participar de um jantar à convite do partido. Ainda na capital do país, participa, no Centro Cultural do Banco do Brasil, do lançamento do livro sobre a trajetória de vida do pai e presidente do Senado, José Sarney, escrito em 624 páginas pela jornalista Regina Echeverria. Com o título simples de “Sarney – A Biografia”, ele será vendido pelo preço de R$ 44,90.

“Sarney – A Biografia”, mesmo antes do lançamento já vendeu mais de 15 mil exemplares em sites de editoras e vendas na internet. Tendo a marca da Editora Leya, o livro descreve o político, o escritor brasileiro e membro da Academia Brasileira de Letras (ABL).

FOTO-FOFOCA: NA EXPECTATIVA

FOTO-FOFOCA: NA EXPECTATIVA

O empresário Silas David está mobilizando todo seu batalhão de colaboradores para fazer o 1º. Bingão da Solidariedade um sucesso. O eventoque acontecerá no final desse mês marca o aniversário de 04 anos do empreendimento em Coelho Neto. Parte da renda do evento será destinado a ajuda de pessoas carentes do município.(Na foto o empresário aparece na companhia do Presidente do PSC no Maranhão Costa Ferreira).

EX-PREFEITO DE DUQUE BACELAR É CONSIDERADO CULPADO EM CASO DE PECULATO

Da Procuradoria da República no Maranhão

Após denúncia oferecida pela Procuradoria da República no Maranhão (PR/MA), o ex-prefeito de Duque Bacelar, Francisco Estênio Cesário de Elias, foi condenado pelo desvio e apropriação de 80 mil reais em recursos repassados pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa) na época do seu mandato, entre os anos de 1997 e 2000.

Os recursos foram repassados em duas parcelas de 40 mil, correspondentes ao convênio n. 0880/98 firmado entre o Município e a fundação. O dinheiro deveria ser utilizado na construção de um sistema simplificado de abastecimento de água para os povoados de Taboleiro e Boqueirão, que consiste em poços artesianos com rede de distribuição domiciliar.

Em relatório técnico, o engenheiro fiscal responsável pelas obras relatou que fez duas visitas aos povoados, em outubro de 98 e março de 99, e apontou que não encontrou sequer indícios de obras nos locais onde deveriam ser construídos os poços e a rede de abastecimento.

Chamado a prestar contas, o réu não atendeu às notificações da Funasa, motivando processo de tomada de contas especial. Consideradas irregulares, as contas foram reprovadas, registrando a inexecução do projeto conveniado.

O ex-prefeito admitiu que não seguiu as especificações do projeto aprovado pela Funasa porque preferiu optar pela construção de chafarizes, para atender um maior número de moradores. A defesa, porém, não conseguiu prestar contas das possíveis construções realizadas. O réu então foi condenado a três anos de reclusão em regime aberto na Casa do Albergado.

A pena foi convertida em prestação de serviços à comunidade, sete horas por semana; inabilitação para o exercício de cargo e função pública por pelo menos cinco anos; pagamento de dez dias de multa sob o valor de um salário mínimo vigente ao tempo do crime e devidamente atualizado; além do pagamento dos 80 mil reais indevidamente apropriados, também em valores atualizados, como reparação pelos danos causados à União.