Américo de Sousa: “É a história de um vendedor de picolé que virou prefeito”…

O prefeito eleito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), acompanhado de sua família, chegou pontualmente ontem (14), no final da tarde, para participar da Solenidade de Diplomação dos Eleitos.

Américo e a família chegaram ao evento pontualmente

Apesar de reservado como sempre foi, o petista não teve como escapar da tietagem de políticos, familiares, eleitores e correligionários que faziam questão de lhe cumprimentar e tirar fotos.

Américo ladeado pelo vice-prefeito eleito Anatônio Pires e o vereador reeleito Júnior Santos

Bastante à vontade antes do início da solenidade, Américo conversou com os colegas prefeitos e com vereadores da cidade.

Américo em conversa com o prefeito eleito de Afonso Cunha Arquimedes Bacelar

Ao ser anunciado pelo mestre de cerimônia, o petista foi simplesmente ovacionado pela platéia e recebeu o diploma ao som de fortes aplausos.

Sob fortes aplusos da platéia, Américo recebeu o diploma de prefeito eleito de Coelho Neto

Ele pousou para fotos ao lado do vice-prefeito eleito Antônio Pires (PCdoB), que foi diplomado logo em seguida.

Américo e o vice Antônio Pires exibem os diplomas

Ao fazer uso da palavra, o prefeito eleito fez um discurso firme e bastante contundente. Ele iniciou fazendo um resgate de sua história de lutas e destacou a consciência do tamanho de sua responsabilidade. Apesar do cenário de crise, afirmou que seu governo terá uma gestão de paz, onde o povo possa ser ouvido. Disse que o momento era de agradecimento e também de comprometimento, já que era a história de um vendedor de picolé que havia virado prefeito. Destacou o quadro precário da saúde, o clima de insegurança e do aspecto urbanístico dizendo que a cidade está feia e suja.

Américo: discurso firme e contundente

Américo também agradeceu a família, aos partidos aliados, a coordenação de campanha e fez uma homenagem póstuma ao pai. Frisou que a partir de 1 de janeiro, Coelho Neto terá um “governo presente, cuidando da gente”, encerrando o discurso sob fortes aplausos.

3 thoughts on “Américo de Sousa: “É a história de um vendedor de picolé que virou prefeito”…

  1. Já começou trazer povo de fora, o sujo falando do mau lavado, por isso que n presta falar, falava tanto que o solinganey só trazia gente de teresina p trabalhar aqui, político e tudo igual mesmo só muda de endereço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *