A repercussão da denúncia do vice-prefeito de Coelho Neto e seus desdobramentos…

O vice-prefeito de Coelho Neto Antônio Pires (PCdoB), prometeu através de sua rede social realizar mais denúncias contra o governo municipal, desta vez na área da educação.

O palco do ocorrido foi a tribuna da Câmara na sessão de ontem (18). De pasta debaixo do braço, o comunista precisou enfrentar algumas questões regimentais levantadas pelo vereador Osmar Aguiar (PT), até que após um longo debate e a suspensão temporária da sessão fosse lhe dado a oportunidade de falar.

A denúncia pelo seu conteúdo requer apuração logicamente, já que fala de possível inconsistência entre alunos matriculados e locais em que as turmas nunca funcionaram, conforme anunciado por ele. Mas é bom deixar claro que ainda não há denúncia formal. Foi feito um discurso e entregue o material que segundo o vice-prefeito confirma as informações dadas por ele, mas por enquanto é apenas isso. 

Da mesma forma da primeira denúncia feita pelo vice-prefeito, o governo optou por mais uma vez não esboçar reação alguma. Os vereadores apenas defenderam que a secretária de Educação Williane Caldas tivesse a oportunidade de se explicar e esclarecer os fatos.

Fora os excessos cometidos pelas suposições das quais não se tinha como provar, a denúncia serviu para criar um fato em meio ao marasmo que se encontra a politica tupiniquim e movimentar os bastidores em grupos de whatsapp em que não se falou de outra coisa.

Se foi mesmo uma bomba com poder de implodir o governo ou foi apenas um traque, só o curso dos desdobramentos das investigações é que dirá.

Com as devidas implicações positivas ou negativas para ambos os lados.

Ou para apenas um destes…

Sobre as mudanças no staff do governo Américo…

Américo após o anúncio das mudanças no governo: erros e acertos

Na dança das cadeiras promovidas pelo prefeito Américo de Sousa (PT), anunciado na noite de ontem (01), conforme antecipado por esse blog – acertando como sempre, tivemos erros e acertos que podem analisados nos mais diversos ângulos.

A saída do agora ex-secretário Gabriel Delano por exemplo foi uma unanimidade e agradou a gregos e troianos. Sua passagem pela secretaria foi gerada por polêmicas – muitas delas desnecessárias e gozava de forte antipatia popular e da própria classe política. Eduardo Pestana que fora exonerado da Secretaria de Esportes não há como fazer qualquer avaliação, já que nem esquentou cadeira.

Em nossa análise optamos por avaliar os acertos nas indicações de Fernanda Magalhães (Comunicação), Antônio Abreu (Obras), Nelson Gaspar (Indústria e Comércio), Francisca Meire (Ouvidoria) e Albertino Veríssimo (Esporte).

A jovem Fernanda “cresceu pra cima”. Conseguiu adquirir confiança do chefe em um curto espaço de tempo e agora a Comunicação passa a ser comandada por uma técnica, que não é jornalista, mas é cientista política e por isso mesmo tem todas as condições de gerir a pasta olhando o todo. Pelo fato de ser um conterrâneo que saiu da cidade para se formar em engenharia e ter a oportunidade de assumir um posto importante na terra natal, a ascensão de Antônio Abreu já merece por si só toda deferência. Além disso a secretaria vira a página das indicações políticas e passa a ser comandada por um técnico, logo com condições técnicas de fazer um trabalho mais qualificado.

O ex-vereador Nelson Gaspar é o tipo de profissional que se adequa em qualquer lugar diante do tamanho do seu preparo intelectual e político. Era o perfil ideal para a Secretaria de Articulação Política, mas poderá dar a funcionalidade que a Indústria e Comércio nunca teve de fato. A advogada Francisca Meire é um dos poucos primores desse governo: é educada – sim isso é raro em algumas autarquias do governo, consegue debater sempre em alto nível, transita no governo e na oposição com facilidade e poderá dar a Ouvidoria a importância que ela representa.

A agricultura perde com a saída de Albertino Veríssimo, mas o Esporte ganha. Sem dúvida alguma é uma das revelações surpreendentes do governo. Apesar de algumas críticas feitas por esse blog, Albertino conseguiu se tornar maior que sua secretaria e deu a ela a visibilidade que ela não tinha. No Esporte não poderá ser diferente, precisará utilizar a influência com o chefe para dar visibilidade a uma das pastas que mais deixou a desejar ao longo do atual governo.

Aos novos integrantes e aos que foram trocados no tabuleiro fica a missão árdua de dar visibilidade as ações de suas pasta há um ano do prefeito Américo de Sousa ser submetido novamente ao crivo popular em busca da reeleição.

2020 já começou!

Américo e a dança das cadeiras…

Prefeito Américo de Sousa: dança das cadeiras é tida como certa

Com vistas a tentativa de oxigenar o governo e fortalecer aliados, o governo municipal já se movimenta sem deixar de olhar 2020.

Segundo informações a que o blog teve acesso de fonte com livre trânsito no governo, uma reforma administrativa desenhada pelo prefeito Américo de Sousa (PT), estaria em curso.

Estariam na mira do troca-troca as secretarias de Agricultura, Esporte, Meio Ambiente e Obras.

É aguardar e conferir…

Prefeito de Coelho Neto faz gesto e se reaproxima da cúpula da Assembleia de Deus Missão

Pastor Nonato recebendo cumprimentos do prefeito Américo: gesto com a cúpula da igreja

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), cumpriu agenda na noite de ontem (02), num culto em Ação de Graças na Assembléia de Deus – Missão.

Seria uma agenda normal, não fosse o estremecimento da relação dada até pouco tempo atrás entre o chefe do Executivo com a cúpula da maior igreja evangélica da cidade.

O sinal verde para a reaproximação se deu através do retorno do vereador Mohabe Branco (PSD), para a base de apoio do governo na Câmara.

Vereador Mohabe com o pai pastor Nonato e o prefeito de Coelho Neto: liderança reconhecida em gesto do Executivo

A presença no prefeito justamente no evento de celebração dos 15 anos do pastor Raimundo Nonato – pai do vereador – no comando da igreja na cidade, torna o fato ainda mais simbólico, isso sem falar que o ato pode ser interpretado como sinal de prestígio do neo aliado junto ao prefeito.

Qualquer político de bom senso em Coelho Neto não pode e nem deve ignorar a importância do rebanho evangélico em qualquer cenário vindouro.

Américo sabe disso.

Não só sabe como fez questão de reconhecer…

Saúde de Coelho Neto receberá reforço de quase R$ 2 milhões em recurso extra…

A saúde de Coelho Neto prepara-se para receber um reforço e tanto nos cofres da pasta nos próximos dias.

Se não bastasse o incremento nos valores mensais de quase 5 milhões desde 2017, o município deve receber cifras bastante consideráveis em meio ao atual cenário de crise.

Ao todo serão R$ 1.800.000,00 (um milhão e oitocentos mil) que serão destinados via Fundo a Fundo. De acordo com decisão do Conselho Municipal, o dinheiro deverá ser gasto na área da Atenção Básica.

De falta de dinheiro na saúde o governo não poderá reclamar…

Imagem do Dia: Prefeito de Coelho Neto se movimenta…

 

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), deu nesta quarta (07), mais uma demonstração clara de que 2020 já começou.

É que o petista apareceu surpreendentemente em suas redes sociais ao lado do vereador Mohabe Branco (PSD) e anunciando o retorno deste para a base aliada do governo. Após a movimentação no tabuleiro, a base governista passa a ter 10 vereadores, número que deixa o Chefe do Executivo em situação bastante confortável e com as peças  suficientes para montar o xadrez do seu grupo político para o ano que vem.

A oposição precisa se reencontrar, ou do contrário, vai ficar para trás. Quem passou a vida toda para sentar numa cadeira não vai entrega-lá de graça. Que comecem os jogos!

Prefeitura de Coelho Neto quebra ciclo histórico e investimentos na cultura vai ficando no passado…

Grandes eventos realizados pelo município vai se tornando coisa do passado…

Corte nos investimentos atinge em cheio a economia da cidade, a geração de empregos temporários e a renda dos que lucravam com eventos de promoção cultural para o grande público

 

Editorial

A Prefeitura de Coelho Neto optou por esse ano quebrar um ciclo histórico da cidade nos investimentos das atividades culturais. Os cortes ocorrem justamente no período em que o governo recebeu recursos extras do Fundo de Participação dos Municípios – FPM.

Nos últimos anos, o Festejo Junino da cidade era uma referência. Esse ano transformaram a festividade num arremedo “de quadra” que não trouxe convidados e nem garantiu estrutura alguma para que alguém pudesse lucrar com a festa sem pompa alguma. Para se desculpar, o prefeito Américo de Sousa (PT), foi ao rádio e justificou a “pobreza” do evento alegando que os recurso seriam investidos na reforma no Hospital alugado pelo município.

Mas o pior estava por vir. A Prefeitura optou por sepultar a programação festiva que arrastava cetenas de pessoas para o Corredor da Alegria. O evento que fora inaugurado na gestão do ex-prefeito Soliney Silva com 10 dias de programação já havia sido reduzida pela gestão petista para três dias e esse ano não teve dia algum.

Diferentemente do São João, a Prefeitura desta vez não se manifestou. Não houve qualquer comunicado oficial sobre a não realização da programação festiva e restou para “os festeiros” aproveitar a programação festiva da vizinha cidade de Buriti.

Coelho Neto sempre teve no Carnaval, São João e Festejo de Sant´Ana os pontos altos das atividades culturais nos últimos anos. Se o governo deixa de investir que investimentos no setor essa cidade vai priorizar? O atual governo fechou a biblioteca mais antiga da cidade e agora corta os investimentos que beneficiariam a cidade sem nenhuma cerimônia. Para salvar a a lavoura, o 8º Motofest do MotoClube Os Tarja Preta – MC Coelho Neto movimentou a cidade no último final de semana.

Tradicional evento do Motofest que esse ano realizou sua oitava edição movimentou a cidade e atraiu visitantes

De junho até a presente data, a cidade recebeu de transferências constitucionais (sem Saúde e Assistência Social) a bagatela de quase R$ 10 milhões de reais.

Demonstrativo do Banco do Brasil confirma milhões depositados nas contas da Prefeitura: falta de dinheiro não é

E há quem se preste ao papel de defender os cortes.

Mesmo sem provar absolutamente nada de que algum vintém fora transferido para outros investimentos.

É uma balela que só engana os para-choques. Ou os candidatos a estes…

Sem força política, PT de Coelho Neto manda recado…

Plenária do PT mostrou gente demais e potencial de votos de menos

Numa tentativa de impressionar sabe-se lá Deus a quem , o Partido dos Trabalhadores de Coelho Neto realizou uma plenária no mês passado para filiações e arrotou ter reunido uma multidão, inclusive com  menção da presença de diversas lideranças locais. De que lideranças eles falavam? Dos cargos comissionados do governo, só pode. De mandato mesmo, fora o prefeito Américo de Sousa (PT), apenas o vereador Osmar Aguiar – presidente na legenda esteve no evento.

Numa rápida retrospectiva não custa lembrar que o PT de Coelho Neto nunca foi referência em votos. Em dois pleitos seguidos, o próprio Américo chegou a contabilizar 54 votos e após sua eleição, a vaga foi sucedida por Aguiar, ou seja, a legenda “maiúscula” possui apenas 01 cadeira no parlamento.

A eleição de 2020 terá suas particularidades sem a votação por coligação e na atual composição o PT não daria conta de fazer um vereador sequer. Não há puxadores de votos o suficiente para garantir uma cadeira e Osmar não teria como assumir esse protagonismo sozinho .

Pois bem, na manhã desta segunda (15), uma postagem em um blog local demostrou a fraqueza da legenda e serviu para mandar recado aos eleitos no palanque de Serra: “O Partido dos Trabalhadores (PT) é a opção mais inteligente para esses dissidentes, já que não irão conseguir espaço em seus antigos grupos. Apesar de terem vindos da oposição política, nomes como o do vereador Luís Ramos (PSD), têm suas atuações diretamente ligadas ao governo Américo. Portanto, será fatalmente perigoso para ele, assim como qualquer um que veio do grupo do Luís Serra, assumir posicionamento de oposição contra o PT depois de ter defendido e apoiado o mesmo desde o início dos seus mandatos”. O cômico da história é que justamente quem apintou o PT como solução partidária se apresenta como nome de um outro partido político. Por que não vai para o PT também, ora pílulas!

Pois bem, mas o PT nem de longe chega a ser a legenda ideal para quem quer que seja. Fora o desgaste nacional pelos escândalos de corrupção que culminaram com a prisão de vários de seus cabeças, dentre eles um ex-presidente da república, a legenda é muito fechada. Alguém acha mesmo que os integrantes da classe politica sentem segurança de se filiar ao PT local? Quem garantiria essas filiações? Quem diria que os pré-candidatos não seriam vetados por qualquer posição contrária, como fora um servidor que evitou a filiação?

O PT não tem nada de opção inteligente.

A começar pela forma e pelos emissários que escolhe para mandar seus recados…

De como o prefeito de Coelho Neto reduziu o Festejo Junino a pó de traque…

A riqueza e a beleza do Corredor da Folia em 2016 no último ano da gestão do ex-prefeito Soliney Silva

Quem viveu o apogeu do Festejo Junino em Coelho Neto consegue distinguir bem o que ele foi no passado e o que ele está sendo no presente. 

Todo prefeito que se preza, inova e tende a ampliar as festividades. O prefeito Américo de Sousa (PT), faz o caminho inverso e transforma aquilo que seria uma grande festa, num arremedo patético, tal o seu governo. 

Sem nenhum aviso prévio, as quadrilhas que esperavam os incentivos para custear os gastos ficaram chupando o dedo e com as contas para pagar – fato que levou um dos dirigentes culturais respeitados descer do salto e dizer impropérios num áudio que circulou pela rede social. 

Economizaram em tudo e o resultado foi uma decoração de quinta categoria. O luxo visto outrora no Corredor da Folia cedeu espaço a uns arranjos que mais parecem terem sido feitos de papel de seda.  

E a pobreza do Festejo Junino de 2019 a cargo do prefeito Américo de Sousa: piada na internet

A desculpa para tanta economia não colou, até porque julho tem dinheiro extra caindo nas contas da prefeitura. A estratégia de dizer que o dinheiro seria utilizado na reforma do hospital logo foi desmentido por esse blog, que comprovou através do contrato da própria prefeitura que a obra já deveria ter sido entregue e que os recursos para sua execução eram provenientes do Fundo Municipal de Saúde. 

Este ano, o prefeito colocou pra acabar o Festejo Junino como já havia enterrado o Dia do Evangélico. Quem esperou faturar uma grana extra no período junino teve que se contentar só com a vontade mesmo, pois com uma programação tão fajuta não há como ter movimento algum. 

Foi uma festa pobre. De um governo que faz questão em ser medíocre. 

Na essência da palavra…

Na escola “reconstruída” pelo prefeito de Coelho Neto, alunos assistem aula no pátio…

Mesmo apenas reformando a escola Cléber Sampaio, a propaganda oficial do governo do prefeito Américo de Sousa (PT), enchia os pulmões para dizer que a escola havia sido reconstruída. Tudo balela! Nenhum tijolo foi tirado do lugar.

Pois bem, nesta sexta (14), um familiar encaminhou ao blog com revolta uma foto de como os alunos passaram dias assistindo aula “na escola reconstruída” pelo atual governo: isso mesmo no pátio.

Segundo informações colhidas através dela, há uns dias atrás um problema no teto precisou remover alunos de pelo menos três turmas para locais improvisados até que o problema fosse corrigido: além do pátio, a sala de vídeo e do Mais Educação também foram usadas.

Em conversa com dois professores, eles admitem a agilidade da direção da escola em buscar resolver o ocorrido de forma célere, mas reconhecem a leniência da secretaria de Obras em resolver o problema.

Problema de teto numa escola “reconstruída” e alunos estudando no pátio? É dessa forma que se revela a  qualidade das obras?

Seria cômico se não fosse trágico!