Programação Especial marcou a celebração dos 122 anos natalício de Duque Bacelar

Uma programação especial proposta pela Família Bacelar marcou a celebração dos 122 anos natalício do genitor do clã Raimundo de Melo Bacelar, conhecido por Duque Bacelar. As comemorações iniciaram ainda no sábado (05), data oficial do nascimento. Parte da família e convidados estiveram presentes no Memorial localizado no Itapirema.

Neste domingo (06), a programação começou com uma Missa em Ação de Graças realizada na Paróquia de Sant´Ana. Dentre os filhos vivos, estiveram presentes Antônio Bacelar, Dr. José Bacelar, Dr Magno Bacelar, Flory Bacelar e Dr Afonso Bacelar.

Diversas autoridades estiveram presentes dentre os quais os secretários Antônio Nascimento (Articulação Política), Nelson Gaspar (Indústria e Comércio), Franco Filho (Chefe de Gabinete) e Antônio Abreu (Obras).

Durante a programação, os bisnetos Thiago Bacelar Aguiar (neto de Wanda Bacelar) e Raimundo Bacelar (filho de Afonso Bacelar) participaram dos rituais da Missa.

O discurso em nome da família ficou a cargo da neta Carmélia Bacelar, que fez um discurso enaltecendo o histórico de vida do patriarca da família.

RETORNO DO BUSTO

Ao final da missa, os presentes foram convidados a se deslocar até a Praça Duque Bacelar, onde foi apresentado o retorno do novo busto ao seu lugar de origem.

Os discursos ficaram a cargo do secretário Antônio Nascimento, que no ato representou o prefeito Américo de Sousa, seguido de Nelson Gaspar representando a comunidade e finalizando com o ex-prefeito Magno Bacelar que falou em nome da família.

Ao final os membros da família pousaram para fotos e foram tietados pelos conterrâneos que faziam questão de reconhecer o papel de Duque e dos filhos no engrandecimento de Coelho Neto.

Família Bacelar conclui primeira etapa na reforma do Memorial Duque Bacelar

 

 

A família Bacelar recebeu a conclusão da primeira etapa das obras de reforma na Capela do Itapirema, que sedia o mausoléu do clã.

Vista de frente do Memorial Duque Bacelar

A capela foi um projeto idealizado por Genes Soares erguido sobre o túmulo do “velho” Duque Bacelar e onde posteriormente foi enterrado sua esposa dona Maria Bacelar e dois de seus netos (filhos de Antonio). A urna que veio com as cinzas de Raimundo e os restos mortais de Dalva Bacelar estarão na ala reservada para os 11 (onze) filhos.

Afonso Bacelar e a sobrinha Ariadine Bacelar (filha de Raimundo)

Após reunião dos Irmãos Bacelar feita ano passado, ficou decidido que a idéia inicial de enterrar todos os filhos no mesmo local seria mantido e para isso uma proposta de reforma começou a ganhar corpo.

Vista aérea do Memorial com a ala construida para os herdeiros de Duque Bacelar

O projeto arquitetônico do Memorial é de responsabilidade de Rafael Dualibi e está tendo sua reforma acompanhada pelo arquiteto Antônio Campos, que estiveram no local para explicar a conclusão da primeira etapa.

Afonso Bacelar com os sobrinhos Luiz Paulo e Ariadine (filhos de Dalva e Raimundo, respectivamente)

Estiveram presentes Ariadine Bacelar (filha de Raimundo) com o marido Filomeno Castro, Afonso Bacelar, Luis Paulo Bacelar (filho de Dalva), Marcos Campos (administrador do Memorial) com a esposa Mirleny e Socorro Santana e Nelson Gaspar (amigos da família).

Membros da família receberam as explicações da conclusão da primeira etapa

Imagem do dia: “Irmãos Bacelar” em o grande encontro…

Flory com os irmãos Dr. Afonso, Antônio, Bernardo, Luiz e Dr José

Um encontro que está acontecendo em Recife-PE promete fazer história, ao reunir no mesmo espaço os herdeiros do clã liderado pelo casal Duque Bacelar e dona Maria Bacelar.

A idéia nasceu de uma oportunidade ímpar em promover um grande encontro com os filhos vivos da tradicional família, que ciceroneados pela caçula Flory Bacelar, já tiveram seu primeiro encontro.

Os dois que estão a caminho para se juntar aos demais é Dr. Magno e dona Liz Bacelar. Vendo as fotos do encontro e lembrando do livro que estamos concluindo sobre a vida da família, chega a dar um frio na barriga ao imaginar na forte presença materializada dos genitores nessa confraternização recheado de paz, amor e muita saudade.

O encontro dos Irmãos Bacelar daria um outro livro tantas são as boas histórias e lembranças que surgiram desse momento ímpar. Que possam folgar em vida e comemorar os capítulos da bonita história que ajudaram a fazer!

E os filhos de Duque Bacelar choraram…

20160131_082306

A manhã do dia 31 de janeiro de 2016 será mais uma das datas simbólicas para a Família Bacelar de Coelho Neto.

A solenidade ocorrida na Capela do Itapirema marcou o traslado dos restos mortais da ex-deputada Dalva Bacelar, que foi retirado de Recife-PE onde ela havia sido sepultada para o jazigo da família, onde já repousa o pai Duque Bacelar, a mãe Maria Bacelar e o irmão mais velho Raimundo.

Dos filhos vivos marcaram presença Flory, Magno, Antônio, José, Luiz e Afonso (estando ausentes Bernardo e Liz), além dos filhos da homenageada, sobrinhos e demais integrantes da numerosa família.

A cerimônia fazia jus ao adágio popular de que “a boa filha a casa torna”, conforme palavras do discurso preparado pela filha Carmélia e lido por seu marido.

Após a entrada da urna na Capela para início da cerimônia e ao som da música Ave Maria, a família foi tomada de forte emoção que comoveu a todos os presentes.

Foi ali mesmo, diante do túmulo dos pais que os filhos choraram… As lágrimas refletiam a saudade de tempos que não voltarão, mas que permanecerão guardados na memória.

Não havia sentimento negativo algum que pudesse resistir. O abraço e as lágrimas dos irmãos AFONSO e JOSÉ selaram o elo de paz que a família precisava para continuar momento tão emblemático.

O impressionante foi ver como a presença simbólica de Duque e dona Maria continua impondo respeito… A voz dos pais não pode mais ser ouvida, mas o abraço DOS IRMÃOS demonstraram que as lições aprendidas estavam mais uma vez sendo demonstradas.

Não poderia ser diferente.

Momento de júbilo, celebração e saudades…