O dia em que Marcos Tourinho foi “pra cima”…

0
2
Novo presidente da Câmara Marcos Tourinho: “pra cima”

O termo “Pra Cima” virou a marca da campanha do então candidato a vereador Marcos Tourinho (PDT) desde que este decidiu disputar uma vaga para a Câmara de Coelho Neto em 2016 e com a vitória foi transformado posteriormente no slogan do seu mandato.

Piauiense, Tourinho veio para Coelho Neto a trabalho e por aqui ficou. Nas suas andanças fez amigos e passou a receber guarida em meio a Família Crateús, uma das mais tradicionais do município. Foi em meio a “Catracada” que escolheu a enfermeira Bianca para casar e constituir família. Tourinho aliás, herdou do sogro e ex-presidente da Câmara, Mariano Crateús o espólio político-eleitoral do Clã de dona Bidoca – a matriarca da família numerosa.

No exercício da Câmara o advogado sempre mostrou que tinha um viés independente e por várias vezes –  mesmo sendo da base do governo –  contrariou interesses e decisões impostas de cima para baixo por meio do Executivo.

A necessidade de renovação do quadro da Mesa Diretora fez com que os vereadores Rafael Cruz (MDB), Mohabe Branco (PSD) e João Paulo (MDB) recuassem mão do sonho pessoal de sentar na cadeira principal do Poder Legislativo em prol da unidade. De forma humilde abriram mão da vaidade e procuraram aquele que representasse o consenso e garantisse a independência da Casa: Marcos Tourinho.

Nova Mesa Diretora: Altivez e Coragem

Mas a vitória não foi apenas destes. Não podemos deixar de incluir nesse pacote de corajosos, os vereadores Liza Pires (PCdoB), Ricardo Chaves (PCdoB) e mais dois anônimos que ninguém sabe quem foi porque o voto é secreto, mas que tiveram coragem de arriscar e arriscaram alto.

Todo mundo sabe o perfil perseguidor do prefeito Américo de Sousa(PT) e se essa “aventura corajosa” tivesse dado errado, a máquina partiria com toda sua força em retaliação a Tourinho. Agora a coisa mudou. São 07 (sete) insatisfeitos liderados por 01 (um) presidente que não se deixa intimidar. A relação com a Câmara agora terá que ser de igual para igual, harmônica como manda a Lei, mas independente.

A vitória de hoje é carregada de simbologia, representa um grande feito, mostra que uma parte da Câmara é altiva e optou por atender a expectativa popular de mudança e alternância de poder.

O prefeito de Coelho Neto sofreu mais uma derrota acachapante. Perdeu pela tirania, perdeu pela inabilidade política, perdeu pela falta de diálogo, perdeu pela imposição, perdeu pela prepotência, perdeu pela arrogância e perdeu por tentar vencer no grito.

A Câmara deu o recado.

E hoje Marcos Tourinho foi “pra cima”… literalmente!!

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Entre e aguarde um momento
Please enter your name here