Sobre os ataques do prefeito de Coelho Neto ao secretário de Flávio Dino…

Intriga política: Chilique do prefeito de Coelho Neto foi motivado por reuniões de Adelmo com figuras políticas da cidade

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) mandou “vomitar” nos blogs ligados ao seu governo suas mágoas em relação ao Governo do Estado, em especial ao secretário de Agricultura Familiar Adelmo Soares.

Engana-se, portanto quem pensa que esses ataques tenha algo de patriótico no município, muito pelo contrário, o despeito do petista contra o secretário é de longas datas e deve-se a fato meramente politiqueiros.

A ira do prefeito só aumentou após a divulgação desse blog dos contatos políticos de Adelmo com lideranças de Coelho Neto. Primeiro com o ex-prefeito Guanabara com o filho Sérgio Guanabara e logo após com o atual vice-prefeito Antônio Pires, tanto que fez questão de deixar claro que se o secretário aparecesse na cidade pedindo votos não era pra ninguém votar nele.

Adelmo Soares não persegue Coelho Neto coisa alguma. Américo foi na Secretaria de Agricultura Familiar apenas uma vez, mas se acha tão merecido que imagina que o secretário tem que andar atrás dele.

As críticas foram motivadas por questões tão subalternas, que Américo por exemplo não citou o secretário de Saúde Carlos Lula, para quem ele pediu ajuda de custo para manter a UPA e não ganhou um real. Engraçado que ele não citou o secretário de Educação Felipe Camarão, já que as escolas estaduais das cidades circunvizinhas todas foram reformadas só não as de Coelho Neto. Também não citou o secretário de Infraestrutura Clayton Noleto que tem inaugurado praças, asfalto, calçamento de ruas e o petista não vê nem o apito da lancha. Com a grande maioria sequer bateu na porta e se acha auto-suficiente ao ponto das coisas chegarem sem seu menor esforço. É um prefeito mais fraco do que caldo de peteca!

Na verdade todo esse episódio só confirma aquilo que esse blog sempre disse: que ele não tinha prestígio algum com o governador Flávio Dino, tanto, que ele mesmo já classificou as ajudas do governador como tímidas. E o que é pior tenta conseguir isso na marra e no grito. Ou alguém em sã consciência imagina que algum secretário de Flávio Dino faz ou deixa de fazer algo sem lhe comunicar?

Passado quase um ano de governo, Américo mostra quão fraca é sua articulação política e confirmaa sua pequenez pessoal diante do cenário político estadual.

Se Flávio Dino for inteligente como sei que o é, não cairá nesse conto do vigário…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *