Sobre as mudanças no staff do governo Américo…

Américo após o anúncio das mudanças no governo: erros e acertos

Na dança das cadeiras promovidas pelo prefeito Américo de Sousa (PT), anunciado na noite de ontem (01), conforme antecipado por esse blog – acertando como sempre, tivemos erros e acertos que podem analisados nos mais diversos ângulos.

A saída do agora ex-secretário Gabriel Delano por exemplo foi uma unanimidade e agradou a gregos e troianos. Sua passagem pela secretaria foi gerada por polêmicas – muitas delas desnecessárias e gozava de forte antipatia popular e da própria classe política. Eduardo Pestana que fora exonerado da Secretaria de Esportes não há como fazer qualquer avaliação, já que nem esquentou cadeira.

Em nossa análise optamos por avaliar os acertos nas indicações de Fernanda Magalhães (Comunicação), Antônio Abreu (Obras), Nelson Gaspar (Indústria e Comércio), Francisca Meire (Ouvidoria) e Albertino Veríssimo (Esporte).

A jovem Fernanda “cresceu pra cima”. Conseguiu adquirir confiança do chefe em um curto espaço de tempo e agora a Comunicação passa a ser comandada por uma técnica, que não é jornalista, mas é cientista política e por isso mesmo tem todas as condições de gerir a pasta olhando o todo. Pelo fato de ser um conterrâneo que saiu da cidade para se formar em engenharia e ter a oportunidade de assumir um posto importante na terra natal, a ascensão de Antônio Abreu já merece por si só toda deferência. Além disso a secretaria vira a página das indicações políticas e passa a ser comandada por um técnico, logo com condições técnicas de fazer um trabalho mais qualificado.

O ex-vereador Nelson Gaspar é o tipo de profissional que se adequa em qualquer lugar diante do tamanho do seu preparo intelectual e político. Era o perfil ideal para a Secretaria de Articulação Política, mas poderá dar a funcionalidade que a Indústria e Comércio nunca teve de fato. A advogada Francisca Meire é um dos poucos primores desse governo: é educada – sim isso é raro em algumas autarquias do governo, consegue debater sempre em alto nível, transita no governo e na oposição com facilidade e poderá dar a Ouvidoria a importância que ela representa.

A agricultura perde com a saída de Albertino Veríssimo, mas o Esporte ganha. Sem dúvida alguma é uma das revelações surpreendentes do governo. Apesar de algumas críticas feitas por esse blog, Albertino conseguiu se tornar maior que sua secretaria e deu a ela a visibilidade que ela não tinha. No Esporte não poderá ser diferente, precisará utilizar a influência com o chefe para dar visibilidade a uma das pastas que mais deixou a desejar ao longo do atual governo.

Aos novos integrantes e aos que foram trocados no tabuleiro fica a missão árdua de dar visibilidade as ações de suas pasta há um ano do prefeito Américo de Sousa ser submetido novamente ao crivo popular em busca da reeleição.

2020 já começou!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *