Queimadas desordenadas: preocupação de todos nós…

queimadas

Temos visto nos últimos dias no noticiário o cenário de destruição causado por queimadas desordenadas em diversas regiões do Maranhão, em especial da região Leste.

Em Coelho Neto e na região esse problema também tem sido uma constante. Com a temperatura em alta os roceiros saem tocando fogo em suas propriedades de forma desordenada, em horários inadequados e provocando incêndios que acaba fugindo do controle. As queimadas chegam a comprometer grandes extensões de terras.

No trecho da MA-123 entre Coelho Neto e Afonso Cunha por exemplo, é fácil constatar que a prática tem se multiplicado e não é difícil durante o dia constatar o estrago que o fogo já fez ao longo de diversos pontos desse trecho. E o risco para motoristas e motocilistas que ficam praticamente com a visão comprometida?

Uma força tarefa de instituições e profissionais da área deve ser executada para sensibilização do trabalhador rural sobre as consequências dessa ação. Deve ser convocado para esse mutirão as secretarias municipais (Meio Ambiente e Agricultura), o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, o Ministério Público, o Grupo João Santos e a sociedade civil em geral.

A empresa até dispõe de um carro para combate ao incêndio, mas diante dessa crescente demanda é praticamente impossível atuar em várias frentes ao mesmo tempo.

Seria o momento ideal da sociedade se mobilizar e fazer algo sem que seja preciso que uma tragédia aconteça para alguém se desperte para esse problema.

O momento é de alerta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *