O prefeito de Coelho Neto e sua máquina de moer adversários…

Ex-verador Val sendo transferido algemado mesmo sem risco algum para satisfazer as lentes da máquina de moer do prefeito

A cidade de Coelho Neto respira ares de medo. Os recentes acontecimentos que tem se visto acontecer serviu para mostrar quão impiedosos e cruéis são os atuais inquilinos do Palácio da Cidade. Aquele que durante os últimos 20 anos comandou uma oposição implacável contra os ocupante do poder de outrora, hoje tenta a todo custo descartar as vozes que se levantam contra o seu des-governo.

O prefeito Américo de Sousa (PT) é a figura personificada de um projeto de ditador, que se aproveita do poder para fazer maldades e descartar quem lhe acha conveniente. O sentimento de auto-suficiencia é tamanha, que ainda durante a posse dos vereadores no dia 1º de janeiro chegou a dizer que quem quisesse lhe fazer oposição teria trabalho, pois não ia ter a que se opor.

Logo depois foi a vez deste blogueiro experimentar a fúria do mandatário, que publicou uma conversa de whatsapp em sua rede social tentando uma desmoralização pública. Dissimulado, não publicou a conversa na íntegra, mas apenas o trecho que lhe interessava.

O ex-prefeito Soliney Silva, o empresário Luis Serra e a ex-prefeita Márcia Bacelar são outras figuras que ao longo do ano foram vítimas da máquina de moer do prefeito, numa cidade onde só quem presta é ele e sua pequena claque de aliados. Ao apontar o dedo aos adversários, o petista usa a imprensa ligada a ele e paga com recurso do contribuinte para expor, ridicularizar e perseguir quem ousar contrariar eus interesses.

Em sua boca os adversários não devem ser ouvidos (bem diferente de quando ele era oposição), porque para ele é mais cômodo ouvir a meia-dúzia de puxa-sacos que baixam a cabeça cada vez que ele dá um chilique: no governo petista quanto mais subserviente, mais bem visto é. Assessores do segundo escalão atacam vereadores da oposição, agridem o empresariado local e nada acontece, porque se o chefe não tem bons modos, não se pode esperar isso dos seus chefiados.

O caso recente a que foi exposto o ex-vereador Edvaldo Alves – Val é mais um produto da máquina de moer adversários do governo petista, porque Américo se acha assim, senhor absoluto da vida e da liberdade de todos.

Val é só mais um alvo. Amanhã poderá sermos nós novamente ou qualquer outro que ousar questionar o governo mais incompetente da história política de Coelho Neto.

Seja na exposição por rede social, seja nos microfones de seu famigerado programa de rádio, seja com ações na justiça, seja com o pequeno time escalado em de grupo de whatsapp e seja através da sua imprensa chapa branca que a movimentação é apenas uma: tentar sufocar quem ousa contrariar uma administração que após um ano, nunca saiu do lugar.

Por ser uma pessoa amarga, impiedosa e pequena de espírito, é pelo medo que Américo continua tentando se impor…

5 thoughts on “O prefeito de Coelho Neto e sua máquina de moer adversários…

  1. Quando ele tava de fora do governo ele falava que o prefeito solinei n cuidava do povo e que ele n fazia as obra e por que n queria agora que ele tá no governo por que ele n faz se na época ele falava que a prefeitura tinha dinheiro de sobra por que n faz agora o dinheiro a hora e mais do que a 8 anos atrás ?

  2. Essa prisão do Val só fortaleceu ele mais ainda em termos políticos e é assim que queremos um defensor do povo e não um opressor do americo com a minusculo.

  3. Essa faca é de dois gumes. De fato, o atual prefeito é um dos piores que já vi em Coelho Neto, e os hipócritas que estão buscando tirar proveito dessa situação política atual, na verdade já são velhos conhecidos da política local, que buscam somente benefícios próprio e que fazem o mesmo papel do atual prefeito, que criticam o tempo todo, mais que quando tiveram no poder, foram verdadeiro saqueadores do dinheiro público, essa é a verdade!

Deixe uma resposta para Cassio Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *