DISPUTA PELA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA: UM FOGO DE MONTURO

DISPUTA PELA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA: UM FOGO DE MONTURO
Todo mundo sabe que se tem algo perigoso é o fogo de monturo, ele é silencioso e acontece ali, sempre por baixo, devagar, surgindo quando ninguém menos espera. Em Coelho Neto a guerra pela cadeira nº. 1 da Câmara Municipal movimenta os bastidores como fogo de monturo. Existem aqueles que anunciam a pretensão e existem aqueles que bem devagar vão tentando se infiltrar na briga sem grande alarde. Os mais radicais dizem que o Executivo não deve interferir na eleição da Casa, mas não é bem assim, se levarmos em consideração a harmonia entre os poderes e as garantias da governabilidade.

Historicamente as eleições da Casa, pelo menos recentemente, vem acontecendo em conformidade com o que pensa o Executivo, exceto na disputa do biênio 2007-2008, que o ex-prefeito Magno Bacelar-PV tinha interesses, mas não conseguiu reeleger o então Presidente Antonio Andrade. Contrariando a vontade do mandatário, os edis se juntaram de última hora numa articulação rápida e elegendo para o cargo de Presidente a então vereadora Marlene Coelho. É bem verdade que o governo hoje tem maioria folgada na Casa, o que não torna a eleição mais fácil e menos disputada se considerarmos que a disputa é entre aliados. (Foto: Vereador Mariano, Senador Lobão e o Prefeito Soliney)

Nessa eleição onde o resultado definirá o ocupante do segundo poder mais importante do município, está uma mistura de briga de aliados, egos mexidos e onde a diferença se baseia apenas naquele que está e naqueles que querem está. Se usarem o bom senso, os vereadores deverão se entender sem precisar colocar o Prefeito em situação difícil, de ter que interferir e declarar preferência para candidato A ou candidato B. Antes de colocarem suas vaidades e os interesses pessoais de está no cargo na agenda de prioridades, os vereadores devem ter o olhar crítico para a eleição de 2012. Não é bom para ninguém deixar rixas, queixas e arestas para serem aparadas daqui a dois anos, pois nesse período delicado, aliados para compor o grupo político do Prefeito Soliney, principalmente depois da vitória na última eleição não vão faltar, embora não se desmereça o poder de fogo da oposição. Em outras palavras, o assunto deve ser tratado com muita calma, pois é do conhecimento da classe política tupiniquim que o atual Prefeito não admite ser pressionado, característica que vem desde a época em que o mesmo foi deputado e não admitia ser puxado pelo beiço para aderir decisões que vinham de cima sem qualquer discussão prévia. (Foto: Vereadora Lú ao centro)

Do bloco do governo, três candidatos se apresentam de forma declarada ou não como postulante ao cargo. De um lado o atual Presidente da Casa Mariano Crateús-PTB busca a reeleição e espera de forma certa o apoio do Prefeito em seu favor. De outro lado a Vereadora Lú, única representante feminina da Casa e uma das grandes entusiastas de apoio as candidaturas de Max Barros e Gastão Vieira na última campanha eleitoral aparece com sua proposta de alternância e renovação no comando do Legislativo. Mais na frente o Vereador Val também busca seu espaço, confiante na excelente atuação como defensor fiel da administração e na visibilidade dada ao cargo de líder do governo, até então desconhecida e sem nenhum poder de fogo no âmbito do município. (Foto: Vereador Val e a 1ª. Dama Suely Silva)

Os três nomes tem seu peso, seu histórico e sua força eleitoral. Tenho costume de dizer que todo candidato após ser eleito para qualquer cargo público, depois da posse, passa a se tratar de igual para igual. Em alguns municípios do Maranhão, como Pio XII, a eleição da Câmara foi antecipada e já ocorreu. Aqui a disputa parece obedecer à ordem cronológica das coisas sem necessidade de atropelar a data normal do pleito. Ainda é cedo para opinar sobre esse processo, enquanto isso as coisas correm como fogo de monturo, sem pressa, sem aforismo e espero que sem brigas. Que assim seja!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *