DE VEREADOR À APRESENTADOR

DE VEREADOR À APRESENTADOR

Virou moda aqui por essas bandas, os políticos sempre apimentarem seus mandatos com algo novo, principalmente quando o assunto é chamar atenção. Pois bem, em Coelho Neto vez por outra nossos políticos saem com as suas, alguns em tempo muito oportuno e com atitudes sensatas, outros agem da mesma forma que o senador bobo da corte Eduardo Suplicy-PT com o seu famigerado e ridículo cartão vermelho, que chegou após o fim da crise no Senado.

No último sábado, conversando com uma amiga, ouvi o início do programa A Voz da Cidade, apresentado por ninguém mais, ninguém menos que o Vereador Américo de Sousa- PT. Em um formato muito parecido ao Programa do Ratinho com direito a gritaria e tudo mais, o parlamentar não poupou as críticas ao governo de Soliney (que o partido dele fez coligação e de quem há pouco tempo atrás ele foi aliado) e a meio mundo de gente. Américo não atentou que esse tipo de programa não faz mais sucesso como antigamente e que a população não aprova esse sensacionalismo, típico da TV para atrair audiência. É bem verdade que alguns ouvintes ligaram para reclamar, como fazem também com o programa governista de Olho na Notícia, onde o assunto é a mesma coisa, rua, coleta de lixo, entre outras coisas.

Durante quase todo o programa, o Vereador falou do Ministério Público, como um grande parceiro a quem sempre se deve recorrer, mas claro se a população estiver informada de como utilizar essa poderosa arma. Imaginei que o programa de Américo, seria para uma prestação de contas do seu mandato. Que fossem informados quantos e quais foram suas indicações, seus projetos de lei e os requerimentos feitos durante esses primeiros seis meses. Imaginei que o Vereador como membro da mesa diretora, fosse prestar contas do recurso que a Câmara recebe todo mês do Executivo. Alguém suspeito me encontrou na rua e questionou se o valor do repasse é realmente de 90 mil reais. Ora pílulas! Se é ou não é, eu não sei, poderia saber se a prestação de contas fosse feita para a população, como não tem acontecido, a especulação se torna mais forte que a razão. Porque o Vereador não aproveita o programa e faz enquetes na rua para saber entre outras coisas, o que a população acha dos vereadores e que nota cada um daria ao desempenho dos edis?

Apontar o cisco no olho do outro é fácil e o parlamento tupiniquim nem de longe é a vitrina dos bons modos. O povo não se interessa em participar das sessões da Câmara por vários motivos, dentre os quais o bate boca que acontece vez por outra, onde Américo várias vezes foi protagonista. Mas o programa está apenas começando e vamos tentar acompanhar para ver se a prestação de contas será feita. Estarei entrando inclusive com um requerimento na Câmara solicitando o número de projetos, indicações e requerimentos feitos por cada parlamentar e estarei divulgando aqui e assim sim vamos ver como cada vereador está se desempenhando. Na atual legislatura, temos um advogado e três sindicalistas… acredito que com esse time a transparência estará assegurada e que o vereador Américo de Sousa aproveitará o seu programa para divulgá-la.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *