RUY PIRES: QUEM NÃO TE CONHECE, QUE TE COMPRE…

RUY PIRES: QUEM NÃO TE CONHECE, QUE TE COMPRE…
Desde que a internet passou a ser rotina no nosso dia-a-dia, tenho me tornado um usuário dependente do seu uso, até porque o exercício da função de blogueiro exige leitura diária. Nesse intervalo gosto muito de prestigiar meus colegas blogueiros do movimento de juventude, e ontem na prática dessa visita aos blogs me deparei com um texto no blog do companheiro Wellingon Gouveia com o título Ruy, o mestre de todos nós. Resolvi ler.
Acorda Ruy Pires! Vereador no dia de são nunca de tarde
Após o final do texto fiquei perdido em meio às atitudes que deveria ter: senti desejo de rir, depois tive vontade de chorar e logo depois tive vontade de quebrar meu computador. Das três preferi rir e muito… O que eu temia era verdade, e o texto se referia justamente a Ruy Pires, aquele que se não me falhe a memória já anunciei para o Maranhão o seu mando e os seus desmandos. Não desmereço a intenção do companheiro, no entanto os exageros são tantos que não tiveram como passar despercebido.
Ruy Pires é um marco na história politico-juvenil de São Luís, do Maranhão e do Brasil”, diz o texto. Ora me comprem um bode! Os métodos e os “jeitinhos” que Ruy sempre fez pra conseguir chegar onde chegou nunca foram recomendados pra ninguém, prova disso é a rejeição que o mesmo nunca conseguiu tirar do seu nome, passado longos 20 anos. Ruy deixou de ser jovem, no entanto se esforça para continuar sendo e defendendo essa bandeira. Agora como pré-candidato a vereador da Capital estará insuportável, se conseguissse chegar lá Ruy se tornaria intragável.
Franzino, arrogante, intriguento e se achando o rei da cocada preta, Ruy Pires sempre foi criticado pela forma como trata as pessoas. No texto que li Ruy só não aparece como fundador do movimento estudantil nacional, mas quem lê atribui a ele o adjetivo de mártir (se tivesse nascido na era de Tiradentes tinha tomado o lugar dele). Uma das partes mais interessantes do texto é a proclamada “amizade” dele com Orlando Silva, aquele ministro de Lula e Dilma afastado por corrupção… (imagina esses dois juntos naquele período).
Num dos momentos mais fantásticos do mundo de Bob, o eterno adjunto é apontado como uma estrela: Ruy Pires, sem este, não se pode contar a história recente de nossa juventude, um jovem de opinião forte, detentor de um discurso marcante, que lhe é peculiar, proprietário de uma inteligência fabulosa e inigualável. Tal perfil faz com que, a cada dia tenha mais seguidores e ao mesmo tempo opositores. Normal, muito normal, para quem entra e não sai despercebido”. É bem verdade que depois de Ruy nunca houve uma entidade estudantil tão mal falada quanto a que foi na sua gestão, deixou de ser jovem há alguns anos, o discurso marcante só na altura da voz que chega a estourar os tímpanos e a cuspir quem está por perto, inteligência fabulosa que na volta do governo Roseana nunca produziu uma idéia ou um projeto sequer.
Numa outra parte do texto é categórico: “Ao lado disso, Ruy se perpetua na história e na memoria porque é o líder mais copiado/imitado”. Quem teria coragem de imitá-lo? Seria zombar de nossa inteligência. A matéria tem a cara de Ruy: é a fantasia em pessoa. Ruy que dorme no sono da inoperância conseguiu sucatear o Conselho Estadual de Juventude – CEJOVEM e já entrou na história: foi o pior Presidente do Conselho (e olha que nós só tivemos duas gestões). Não fez reuniões, não desenvolveu projetos, permaneceu inerte e nem sua formação de “Doutor” serviu para que ele descesse de sua arrogância e fizesse de fato algo pela juventude. 
Nem a governadora Roseana tem apreço por Ruy. Os elogios que ela fez a ele no Congresso do PMDB (ela em cima e ele embaixo) foi pra dizer que ela prefere ele onde ele estava… distante, bem distante. Se tivesse todos os créditos com a governadora, Roseana não teria gasto uma resma de papel fazendo suas nomeações e deixando em cima da mesa, pois toda vez que a posse era anunciada, um novo escândalo era requentado. Até de surrupiador da juventude ele foi chamado pela nova geração, que não se cala, não se acovarda e muito menos teme os gritos do ditadorzinho de viseira.
Ruy é a chamada pedra no calcanhar de Aquiles do Deputado Roberto Costa-PMDB, que esperamos nós que ele esteja perto de se livrar. Na Conferência Nacional de Juventude e no Encontro Nacional de Conselhos em Brasília, Ruy não teve qualquer contribuição e muito menos se tornou conhecido pela sua célebre inteligência. Tem a ficha mais suja do que pau de galinheiro: é só analisar o que a imprensa disse ao citar promotores que o acusaram de formação de quadrilha, apropriação indébita, estelionato e outros crimes, quando de suas passagens pela Umes. Ainda bem que ele é advogado!
Enfim, Ruy Pires seria uma tragédia na Câmara de Vereadores de São Luís. Não representa a juventude, não discute com ninguém, é desagregador e representa o que há de pior na política, no discurso e nos métodos. Sei que o povo dará a resposta e não teremos que aturar Dr. Ruy no dia-a-dia dos ludovicenses. Se me permitissem dar um conselho eu diria: joguem Ruy Pires na última sala do Arquivo Público do Maranhão, de preferência com muito papel  e muito pó. Era o que tinha a dizer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *