RECUSA DE BELEZINHA DE SEGUIR ORIENTAÇÃO DE LUIS FERNANDO PODE COMPROMETER IDA DA SUZANO PARA CHAPADINHA

RECUSA DE BELEZINHA DE SEGUIR ORIENTAÇÃO DE LUIS FERNANDO PODE COMPROMETER IDA DA SUZANO PARA CHAPADINHA

No dia 30 de setembro de 2011 a governadora Roseana Sarney e o presidente do Grupo Suzano, Antônio Maciel, assinaram no Palácio dos Leões, um protocolo de intenções para a implantação da Unidade Industrial de Produção de Pallets de Madeira para Energia, no município de Chapadinha.
Na época de acordo com o presidente da Suzano, Antônio Maciel, seriam 1.350 novos empregos diretos, 5.800 indiretos nas áreas industrial e florestal e 1.500 empregos provisórios durante a etapa de construção, com prioridade para contratação de trabalhadores maranhenses. “Serão mais de dez mil empregos para a região de Chapadinhae Urbano Santos, afirmou Maciel.
A unidade que estava orçada em aproximadamente R$ 1 bilhão e, inicialmente, iria operar com duas linhas de produção, com capacidade para produzir 2 milhões de toneladas por ano. A fase de operação estava prevista para 2013. No entanto todo esse investimento pode ir para o ralo se o cenário atual não se modificar.
Ocorre que a atual Prefeita Ducilene Belezinha-PRB confidenciou em recente encontro com vereadores no último dia 18, que André Dorf (executivo da Suzano) havia entrado em contato com ela perguntando se ela estaria disposta a manter os compromissos assumidos pela ex-prefeita Danúbia Carneiro-PR, que se resumiria em isenção fiscal e construção de uma estrada (que incluía obra de uma ponte de cimento) ligando a fábrica com a sede do município, além de uma linha de alta tensão. 
Para não se antecipar sobre uma pauta que mal conhecia, Belezinha respondeu que iria se informar a respeito e depois manteria contato com o executivo paulista. A prefeita teria contado aos vereadores que ouviu da ex-prefeita Danúbia e do atual Secretário de Infra-Estrutura Luís Fernando que “ela deveria manter a promessa independente de o município ter ou não condições de construir estrada, ponte e rede elétrica. A idéia era deixar a Suzano erguer sua indústria e depois – não havendo outro jeito – teria que fazer tais obras por conta própria”. Olha o exemplo!
Enfim, séria como é, a prefeita Belezinha garantiu aos vereadores que jamais compactuaria com a mentira e respondeu ao “manda chuva” da Suzano que o município não poderia bancar os custos, que o governo do Estado também não tinha interesse e teria revelado detalhes da conversa com Danúbia e Luís Fernando. 
Causa estranheza o fato de Luis Fernando, conhecido pela seriedade e desejo de governar o Estado, incentivar a prefeita de Chapadinha a se comportar de uma forma tão descomprometida com a coisa pública. Diante da seriedade de Belezinha de falar a verdade os riscos do projeto mudar o rumo são gigantescos. É aguardar pra ver!
Com contribuição do Blog do Alexandre Pinheiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *