RAPIDINHAS

RAPIDINHAS

1. EXEMPLO

A Agência do INSS de Coelho Neto está dando um importante passo para aproximar a comunidade da Instituição. Uma das ferramentas utilizadas para esse fim é a realização de palestras feita através do PEP – Programa de Educação Previdenciária que tem a frente os servidores Adenilson Borges e Larissa Veloso. Por ocasião da festa das mães, os servidores do INSS e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais entregaram rosas as mães que procuraram os serviços da Agência. É isso ai!

2. SORTEIO

O sorteio de brindes realizado no último domingo durante as comemorações do Dia das Mães, na Praça Duque Bacelar foi bastante intensa. Mesmo com o sol a pino, as mães não arredaram o pé de olho nos inúmeros presentes que seriam sorteados, dentre os quais três motos. O Secretário de Desportos e Lazer Jademil Gedeon era a empolgação em pessoa, no comando da festa.

3. DIA D

O Dia de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescente de Afonso Cunha (18 de maio) será feito de uma forma diferente. A data será abordada com o lançamento do Projeto Adolescente Aprendiz com a implantação e ampliação das oficinas de música (violão, percussão e flauta). O Secretário Municipal de Assistência Social Samuel Bastos disse que a proposta é transformar o adolescente em protagonista e conseqüentemente trabalhara questão do abuso como prevenção.

4. ESTRADA

A recuperação da MA-034 do trecho Descanso-Coelho Neto retornou a todo vapor. Castigada pelas chuvas e por uma operação tapa-buraco mal feita, a estrada está sendo recuperada para minimizar o sofrimento de quem precisa da estrada e como meio de facilitar o escoamento da produção.

5. AGORA VAI

A recuperação da duplicação da MA-034 também retornou a todo vapor e no ritmo que segue promete ser finalizado nos próximos dias.

6. RECADO

Olha o que escreveu um dos professores do Projovem Urbano: Vimos por meio desta solicitar uma informação de quem quer que seja sobre o descaso, palhaçada e falta de respeito que “alguém” tem tido para com os professores do Projovem Urbano. O que aconteceram com as promessas feitas? Não seriam pagos, JUNTOS, os dois meses ATRASADOS? Por que caiu apenas um? Como o professor motiva se o mesmo está desmotivado? Que falsa desculpa será dada para tentar nos enganar e nos fazer acreditar em algo que confirme o crédito de apenas um dos salários ATRASADOS? Como está a situação nos pólos? Nas cidades? Nos núcleos? As aulas transcorrem normalmente? Mesmo com esse descaso? Como se não bastasse o ATRASO de DOIS meses, e chegando já o terceiro, ninguém justificou o não pagamento das diárias da última formação, formação esta em que fomos com os salários ainda atrasados. Por que as exigências têm que ser apenas para os professores? Por que não exigir do próprio Estado e/ ou da secretaria que o representa? Aguardamos resposta e esperamos que o crédito de apenas um salário tenha sido um equívoco e que enquanto “alguém” estiver lendo este e-mail nosso salários esteja sendo creditado, ou melhor, já tenha sido!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *