Quando um prefeito é a vítima da própria língua…

Um ônibus escolar teve um dos pneus furados agora pouco “nas crateras” que ficam nas proximidades da delegacia de Coelho Neto. O veículo andou poucos metros do local para que o motorista conseguisse perceber o que tinha ocorrido.

Para quem não lembra, esse é o local que a Secretaria de Infraestrutura do novo governo fez um remendo vendido como um “tapa-buracos” que no dia seguinte foi levado pela chuva.

Nas proximidades do IFMA, outro caminhão estava parado na rua com o pneu furado também vítima dos buracos naquelas proximidades.

E o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), que tanto falou dos buracos nos governos anteriores, hoje se vê vítima da própria língua e dos seus próprios buracos.

Mudou ou não mudou?

One thought on “Quando um prefeito é a vítima da própria língua…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *