OPOSIÇÃO NÃO SABE FAZER CONTA

OPOSIÇÃO NÃO SABE FAZER CONTA

Após o sucesso da matéria publicada pelo blogueiro Décio Sá, o mais acessado do Maranhão, a oposição continua a fazer vista grossa da maioria de votos dada pelo Prefeito Soliney Silva – PSDB a seus candidatos. Acusam o Prefeito de querer sozinho ser o pai da criança o que não precisa muito esforço para comprovar que o pensamento é correto se tomarmos por base a votação expressiva transferida pelo mandatário aos candidatos apoiados por ele. Para comprovar é só utilizar os fatos e os resultados.

Soliney botou a cara e a campanha na rua, apoiando candidatos a deputados até então desconhecidos da população, como o caso de Max Barros para estadual. Já Américo, fazia campanha para deputado todo dia, mas precisamente desde que rompeu com Soliney ainda no início do ano passado. Dr. Fernando fez uma campanha mais discreta, no entanto sozinho, utilizando apenas o nome e o serviço prestado como médico. Graça Paz teve no início uma campanha pomposa, no entanto após o crescimento dos demais candidatos, o ex-prefeito Antonio Cruz perdeu a rédea do comando. O ex-prefeito Magno Bacelar chegou de última hora com a candidatura de Alexandre Almeida sem estrutura alguma e que apenas serviu para tirar votos da candidatura de Graça Paz. Em se tratando de Magno Nota 10, esse foi o grande traído de toda disputa, que deu estrutura e condições para ter seu nome trabalhado e viu seus votos migrarem para o candidato Américo de Sousa.

Nas candidaturas para federal as surpresas também foram gigantescas. Gastão Vieira pela primeira vez colocou seu nome para ser votado na cidade. Bacelar mesmo sendo candidato a federal, foi votado à vida toda no município e teve a mulher Márcia Bacelar, ex-prefeita por dois mandatos como sua grande cabo eleitoral. Sétimo Waquim foi o segundo mais votado na eleição de 2006 e Sarney Filho era o deputado federal mais votado na cidade desde 1998.

Agora vamos às contas: Gastão (10.809) e Max (8.563) conseguiram juntos 19.372 (dezenove mil, trezentos e setenta e dois votos), numa votação histórica e consagradora. Gastão conseguiu a maior votação que a cidade já deu para um federal e Max conseguiu a segunda maior votação para deputado estadual, perdendo apenas para o próprio Soliney que obteve a maior votação em 2006 com 9.998 votos. Na oposição se juntarmos Bacelar (5.319), mais Sarney Filho (651), mais Professor Sétimo (364), mais Américo (5.914), mais Dr. Fernando Couto (2.293), mais Magno Nota 10 (679), mais Graça Paz (399) e mais Alexandre Almeida (365) teremos juntos 15.984 (quinze mil, novecentos e oitenta e quatro votos).

Pois bem, em números exatos os dois candidatos do governo somam 19. 372 votos contra 15.984 votos de 08 (oito) candidatos da oposição, numa diferença exata de 3.388 votos. Ainda resta dúvida de quem tem mais votos? É só somar, simples assim…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *