Médicos anunciam órgãos de Marisa Letícia que serão doados…

A ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva, 66, teve morte confirmada na noite desta sexta-feira (03). Após realizarem exames protocolares pela manhã, os médicos submeteram a mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a uma bateria derradeira que comprovou a morte, conforme boletim médico divulgado e assinado pelos médicos Antonio Antonietto e Miguel Srougi.

“O óbito da Sra. Marisa Letícia Lula da Silva foi constatado às 18h57 desta sexta-feira (03/02)”, diz o breve texto divulgado pelo hospital.

No início da noite, o padre Julio Lancelotti reuniu alguns amigos e familiares e deu a “unção dos enfermos” para dona Marisa.

Na quinta-feira, um doppler transcraniano já havia mostrado que dona Marisa não tinha mais fluxo cerebral. A partir de então, a família Lula da Silva autorizou o início dos procedimentos para a doação de órgãos. Os exames finais, porém, eram necessários para seguir o protocolo internacional.

Às 15h30 de ontem, equipes da OPO (Organização de Procura de Órgãos) e do Sírio Libanês já tinham avaliado quais órgãos estariam em condições de serem transplantados. Na noite desta sexta, a Secretaria Estadual de Saúde confirmou que serão doados rins, fígado e as córneas. O procedimento de extração deve ter início à meia-noite. Depois, os órgãos serão encaminhados aos hospitais onde estão os receptores, não divulgados.

O corpo da ex-primeira-dama será velado no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo, onde ela e Lula se conheceram. O funeral será aberto ao público e realizado entre as 9h e as 15h deste sábado (4). Em seguida, o corpo será cremado no Jardim da Colina, também na cidade do ABC paulista, em cerimônia privada.

Marisa Letícia foi internada em estado grave no hospital Sírio-Libanês no dia 24 de janeiro, após sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral) hemorrágico. Ela chegou a apresentar uma ligeira melhora na terça-feira (31), e a sedação começou a ser reduzida. Como ela não reagiu bem, voltou a ser sedada, mas piorou na quarta-feira.

O ex-presidente Lula ficou ao lado da mulher durante quase todo o período de internação, deixando o hospital apenas por algumas horas diárias. Segundo relatos de políticos e amigos que o visitaram, o petista tem oscilado momentos de profunda tristeza e de serenidade e passou frequentemente pela UTI onde a mulher estava.

Entre os políticos que estiveram no Sírio Libanês para prestar condolências à família, os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Dilma Rousseff (PT) e José Sarney (PMDB), além do atual presidente Michel Temer (PMDB). Lula ainda recebeu visitas de deputados, vereadores, senadores, governadores, artistas e outros diversos amigos da família. Militantes petistas também acompanharam o período de internação e fizeram novenas em frente ao hospital pela vida de dona Marisa.

Origem humilde

Filha de agricultores de ascendência italiana, Marisa nasceu em uma casa de pau-a-pique, no bairro dos Casa, sobrenome de seu avô, que tinha um sítio no interior de São Bernardo do Campo, no ABC paulista.

Da UOL

One thought on “Médicos anunciam órgãos de Marisa Letícia que serão doados…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *