LUTO: MORRE O PAI DAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE JUVENTUDE NO BRASIL

LUTO: MORRE O PAI DAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE JUVENTUDE NO BRASIL

Um grave acidente matou duas pessoas na tarde desta sexta-feira (4), no km 53, da RJ-124, Via Lagos, altura da cidade de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, Luciana Telles Fontes, de 34 anos e Alessandro Lutfy Ponce de Leon, de 40 anos, estavam seguindo no sentido Rio de Janeiro quando, em uma curva, Alessandro teria perdido o controle do veículo e atravessado a pista atingindo um caminhão que vinha no sentido contrário.
Na hora do acidente estava chovendo. O impacto da batida foi tão forte que o carro chegou a entrar em baixo do caminhão, que só parou depois de arrastar o veículo por 20m de distância. O motorista do caminhão, José Antônio Santos de Oliveira, sofreu apenas ferimentos na mão. Ele disse que tudo foi muito rápido e que tentou desviar do carro, mas não conseguiu.
”Quando eles chegaram na curva perderam a direção e entraram em baixo do meu caminhão. Na hora estava chovendo e, como aqui é uma subidinha, meu caminhão chegou a perder um pouco de velocidade. Quando eu vi eles na minha direção, tentei desviar, mas não deu tempo.”, disse o caminhoneiro, que possui 32 anos de profissão e, segundo ele, este foi o primeiro acidente que se envolveu na vida.
COMENTÁRIO DO BLOG – Posso dizer que tive a honra de conhecer Alessandro Leon por diversas vezes em que se discutia políticas públicas de juventude no país. Nosso primeiro encontro foi durante a realização da Capacitação para Gestores em Políticas Públicas de Juventude realizado em São Luís, oportunidade em que além dele mantive contato estreito com Mariana Montoro (neta do ex-governador Franco Montoro e Secretária de Juventude de São Paulo). 
Logo depois nos encontramos durante a realização dos Encontros Nacionais de Conselho de Juventude, oportunidade em que militava no PSB e por último por ocasião da 2ª Conferência Nacional de Juventude. Em todos os debates ele estava lá e fazia questão de está. Era um cara simples e que tinha enorme curiosidade de conhecer as particularidades das políticas de juventude de nossos estados e ao mesmo tempo nos incentivar a não desistir de lutar pela efetivação das PPJ´s no país. Sem dúvida alguma uma grande perda.   
SNJ E CONJUVE EMITE NOTA DE PESAR PELA MORTE DE ALESSANDRO LEON
Nós, da Secretaria Nacional de Juventude e do Conselho Nacional de Juventude (Conjuve) lamentamos profundamente a morte do conselheiro Alessandro Lufty Ponce de Leon e de sua esposa, Luciana Telles Fontes, vítimas de um acidente automobilístico, na tarde desta sexta-feira (4/1), em uma rodovia do Rio de Janeiro. A sua partida precoce deixa uma grande tristeza em todos os que tiveram o privilégio de conhecê-lo e acompanhar de perto a sua luta incansável em defesa dos direitos da juventude brasileira.
Atualmente trabalhando como assessor da Prefeitura do Rio de Janeiro, Alessandro foi um dos fundadores da Universidade da Juventude. Atuou em organismos nacionais e internacionais na elaboração de projetos relacionados ao desenvolvimento de políticas juvenis, foi consultor da Secretaria de Juventude e Emprego do estado de Pernambuco, coordenador-executivo da Organização Brasileira de Juventude, além de coordenador-chefe das políticas de juventude do gabinete civil do governo do RJ. O conselheiro do Conjuve era bacharel em Direito e master em Estudos Políticos Aplicados, pela Fundação Internacional e pela Ibero–América de Administração e Políticas Públicas, em Madrid, Espanha.
Nesse momento tão difícil para todos nós, sabemos que a melhor forma de homenagear esse companheiro é darmos continuidade ao seu compromisso de consolidar a política juvenil como uma política de Estado, ajudando a construir um Brasil mais justo e solidário, com a superação das desigualdades e dos problemas que ainda atingem os nossos jovens em todo o país, para que estes assumam de fato o seu papel de protagonistas do desenvolvimento.
Enviamos o nosso pesar e a nossa solidariedade aos familiares e amigos de Alessandro e Luciana, que permanecerão na nossa memória e no nosso coração.
Com contribuição G1 e Portal da Juventude

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *