E Américo vai se mexendo…

américo
Américo: mexida no tabuleiro

Alguém perguntou ao titular do blog se o prefeito eleito Américo de Sousa (PT), não estava preocupado com a desvantagem que tem na composição da Câmara, já que apenas 2 dos 13 vereadores foram eleitos no seu palanque.

Quem disse que ele não está preocupado? Na frente que montou para definir os passos do governo, o petista dividiu duas prioridades: a montagem do secretariado e a conversa com os vereadores.

Segundo nossas fontes, a montagem do secretariado encontra-se em fase bastante adiantada faltando apenas alguns ajustes para sua finalização e posterior anúncio. Na outra vertente as conversas também estariam fluindo de forma satisfatória.

De 2 vereadores, Américo já teria apoio definido de mais 2, com conversas bastante adiantadas com mais 2, ou seja, o saldo desse diálogo de bastidores já teria viabilizado o apoio de mais ou menos 6 parlamentares, um número bom considerando o curto espaço do tempo pós-eleições.

Há quem garanta que o número tende a subir nos próximos dias, mas que o prefeito eleito deve continuar adotando a estratégia de manter as conversações sem alarde, para evitar polêmicas desnecessárias.

Américo precisa ter garantias de governabilidade e a conversa com os parlamentares para compor a base de governo tem sido direcionada no princípio harmônico dos poderes, mas deixando resguardado a independência de cada um.

Pelo andar da carruagem, os petistas assumirão o governo em 1 de janeiro de 2017 já gozando da maioria na Câmara.

Resta saber o tamanho da futura oposição após as mexidas nesse tabuleiro. E a força que terão para se manter vivos no parlamento.

Simples assim!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *