Desapropriação do Hospital Ivan Ruy: construção ou reforma?

Hospital Ivan Ruy: construção é falácia e propaganda enganosa

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) assinou ontem (23), o decreto de desapropriação de dois terrenos “com a finalidade de implantação do Hospital Público Municipal.

O primeiro imóvel é referente ao local onde está sediado o Hospital Ivan Ruy e o segundo leva parte das terras do entorno que até então eram de propriedade do empresário Luis Serra. De acordo com um blog governista “a construção de hospital municipal é a grande promessa de Américo de Sousa em seu primeiro ano de mandato”.

Primeiro é bom pontuar que o prefeito Américo de Sousa não construirá hospital coisa nenhuma, porque nem dinheiro pra isso ele tem. O que deve acontecer é o reaproveitamento de um prédio que já existe (onde funcionou o Hospital Ivan Ruy) e a partir dele uma ampliação com algumas adequações, dentre as quais a mudança da entrada para lado que compreende a frente da AABB.

Segundo é importante que o prefeito torne público as cifras dessa transação: Quanto custará essa desapropriação para o empresário? Quanto será repassado para a Fundação? Quanto será gasto nessa reforma e ampliação? O Governo do Estado custeará toda a reforma ou o município dará uma contrapartida? Quanto será disponibilizado para equipar o hospital e de onde sairá esse recurso?

Quem entende um pouco de gestão sabe que uma emenda no valor de R$ 675 mil para a reforma de um hospital desse porte é irrisória, ainda mais diante do estado de abandono que o prédio está.

O petista que tanto cobrou transparência dos ex-gestores precisa ser transparente. Não basta fazer “festa” para ganhar louros com uma obra que ninguém sabe como de fato sairá do papel e muito menos qual será seu custo.

Depois que todas essas perguntas forem respondidas, ai sim, ficará fácil dar credibilidade a essa ação, até lá, o mais correto é aguardar.

A própria letargia do atual governo exige isso…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *