Covid-19: Duarte Jr. saiu de isolamento antes do fim de protocolo

Covid-19: Duarte Jr. saiu de isolamento antes do fim de protocolo

O candidato do Republicanos à Prefeitura de São Luís, Duarte Júnior, não contou toda a verdade ao anunciar que um novo exame para Covid-19 aponta para sua cura.

Em postagem nas redes, o republicano diz que já está “110%”, e “apenas esperando o fim do período protocolar de isolamento” antes de retornar à ruas.

“Estou 110%, com meus exames já negativos e apenas esperando o fim do período protocolar de isolamento para voltar às ruas”, disse.

Não é verdade.

Blog do Gilberto Léda recebeu ainda na tarde de ontem (19) informação de que Duarte esteve, pela manhã, no Marcus Barbosa Intellingent Office, um prédio comercial de São Luís – foi após isso, a propósito, que o candidato decidiu publicar uma cópia do exame, colhido e liberado no dia 16 de novembro.

Mais tarde, uma postagem de uma seguidora dele no Instagram confirmou: o republicano não apenas “furou” o isolamento antes do fim do protocolo, como ainda interagiu com pessoas.

Duarte diz estar assintomático. Nesse caso, segundo nova recomendação da OMS, o correto é isolar-se por 10 dias.

Como o candidato confirmou, por meio de exame, estar infectado no dia 11 de novembro, esperava-se que ele se mantivesse em isolamento até o dia 21 de novembro, amanhã.

Ele ainda não esclareceu o motivo pelo qual saiu do isolamento antes da hora.

Cadê o PCR?

Médicos consultados pelo Blog do Gilberto Léda apontam que o exame apresentado por Duarte Júnior não é garantia de que ele já esteja curado da doença. Segundo eles, nesse caso, o ideal é que fosse feito o chamado RT-PCR.

A indicação, inclusive, consta da “Nota 6” do exame apresentado pelo candidato.

“A metodologia adotada nos testes sorológicos para detecção de anticorpo IgG e IgM contra a Covid-19 deve ser utilizada para acompanhamento clínico. Para diagnóstico da infecção o padrão ouro é a RT-PCR”, diz o documento.

O mesmo exame aponta, ainda, que, no caso da Covid-19, “a janela sorológica” para detecção de IgG e IgM ocorre “a partir do décimo dia após o início dos sintomas”.

Se Duarte sentiu-se mal no dia 11, quando suspendeu a campanha e fez exame, essa “janela” só estaria aberta a partir de amanhã (21).

Em tempo: foram apenas cinco dias entre o alegado diagnóstico positivo de Duarte Júnior para Covid-19, no dia 11 de novembro, e o exame negativono dia 16.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *