Complementação salarial abre crise entre professores e governo Américo…

Américo: dificuldade em cumprir projeto idealizado por ele próprio

O clima de insatisfação de parte dos professores é grande com o governo do prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT).

Crítico contumaz do projeto Ciranda Pedagógica idealizado pelo governo anterior que através de bolsistas garantia o cumprimento de carga horária de professores, o atual prefeito decidiu pôr fim a ação e anunciou novidade.

A proposta apresentada pelo novo governo era a de pagar um complemento salarial sob forma de gratificação para os professores da rede municipal que aceitassem permanecer na sala de aulas nas quintas e sextas feiras. Para isso os professores foram divididos em classe A, B e C com valores distintos e sem desconto.

Acontece que a boa fórmula vendida pelo governo não surtiu o efeito esperado. Desde que fora anunciada a ação até foi comemorada, mas desde que precisou ser colocada em prática o projeto acabou gerando crise com a classe, ao ponto do SINTASP (Sindicato dos Servidores) ser acionado para cobrar esclarecimentos do prefeito.

De acordo com professores, os valores estão muito baixos, pois não tem correspondido a hora/aula, já que existem professores trabalhando dois turnos mais a complementação de dois dias não tem correspondido, ou seja, era como se estivesse gerando uma terceira matrícula e o pagamento sendo muito inferior a isso.

Em Assembleia realizada nesta sexta (05), no sindicato, foi decidido que a partir da próxima semana os professores irão para a escola na quinta e sexta para não pegar falta, mas que a ordem é despachar os alunos até que o prefeito se manifeste com uma proposta que resolva o imbróglio.

O clima de insatisfação representa uma baixa do prefeito Américo com a classe de professores e não era para menos. Nos governo anteriores Américo sempre vociferava que tinha dinheiro para tudo e agora quando poderia colocar isso em prática faz exatamente o contrário.

Cadê o dinheiro que a Prefeitura tinha sobrando prefeito? A hora é agora!

5 thoughts on “Complementação salarial abre crise entre professores e governo Américo…

  1. Sou funcionário da prefeitura e o que se fala nos corredores é o seguinte:

    Américo vai fazer o que bem entender durante os dois primeiros anos de seu mandato. Vai governar a mão de ferro.

    Passados dois anos, ele vai começar a ajudar o povo, cedendo vários direitos para inúmeras categorias.

    No último ano de seu mandato, a tática é contratar até cachorro, com o intuito de angariar votos.

    Isso é o que se fala lá dentro da prefeitura. Eu, por exemplo, ganhava X no governo anterior, hoje ganho 1/3 desse valor. Lá dentro da prefeitura sou Américo doente, mas fora….desço o sarrafo.
    É assim comigo e com meus colegas. Mas como temos famílias para sustentar, vivemos humilhados dia após dia.

    Mas tem nada não, te prepara Américo, vamos dar o troco em 2020.

    Até lá, que Deus tenha misericórdia de todos nós!!!!

  2. precisamos dar o troco não só o prefeito petista de Coelho Neto, mas para todos os políticos que nos enverganham de ser brasileiro. coelhonetenses vamos nos unir e se preciso colocardo na rua todos esses vereadores e prefeito d nossa c.neto que tivemos a coragem de acreditar, nós podemos tirar assim como colocamos.

  3. Só digo uma coisa se fosse no tempo do Soliney o Milton e a Williane Caldas já estava na praça queimando pneus protestando! e Porque esses concursados não fazem o mesmo? ao invés de ir pra escola e não dar aula na quinta e na sexta porque não vão pra frente da prefeitura porque eles não podem colocar falta não porque vcs estão atrás de direitos seus não recebidos! Gente Américuzão não vai fazer nada não! os contratados da zona rural só receberam 1.060,00. cadê os insentivos que ele passou 20 anos dizendo que tinha dinheiro pra tudo, e agora américuzão cadê o dinheiro que tava aqui?

  4. A Williane visitou uma escola acolá e disse: “Agora nesse governo da igualdade os contratados vão receber quase 2.000,00”! Cadê Williane o dinheiro que tu disse que iríamos receber? Um católico mentindo já é feio, quanto mais um crente!!! Teu prefeito que tanto latiu, pagou menos do que o soliney.

Deixe uma resposta para Verônica Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *