Bruno Silva relembra discurso antigo de Américo e cobra dele pagamento de insalubridade aos profissionais da saúde

Bruno Silva relembra discurso antigo de Américo e cobra dele pagamento de insalubridade aos profissionais da saúde

O empresário Bruno Silva fez uso de sua rede social na manhã desta quinta (21), para fazer uma cobrança pública ao prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT), relacionada a área da saúde.

Líder de inúmeras promessas não cumpridas, Bruno Silva resolveu lembrar o histórico do petista que antes de ser prefeito defendia o pagamento da insalubridade aos profissionais de saúde e nem com o problema da pandemia, ainda não houve sensibilidade do governo municipal com a causa da categoria.

Ao final Bruno Silva apelou ao prefeito para que fizesse valer sua palavra e cumprisse aquilo que a categoria tem direito e que ele tanto cobrava: Veja a integra:

Gostaria de tratar de um assunto que tem me incomodado e de fundamental importância nesse momento. Quando presidia o sindicato e depois quando apresentava o seu programa de rádio, o hoje prefeito Américo de Sousa defendia o pagamento dos 40% de insalubridade aos profissionais da saúde e a criação dos Plano de Cargos e Carreiras dos demais servidores públicos, já que o existente atinge apenas os profissionais de Educação. 

Pois bem, passado quase quatro anos de governo, o prefeito abandonou as pautas que ele antes defendia e nada foi feito por estas categorias. Gostaria de apelar ao prefeito que o momento é delicado e os profissionais da saúde merecem receber a insalubridade em seus salários, já que como o próprio prefeito falava no passado, é um direito constitucional.

Vários prefeitos do Maranhão já concederam esse direito aos servidores da saúde e Coelho Neto que ao longo desses quase cinco meses já recebeu mais de R$ 11 milhões de reais não pode ficar de fora.

Defendo a legitimidade do Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos demais profissionais da Prefeitura de Coelho Neto, incluindo os da saúde. Seria uma forma de garantir direitos para aqueles que tanto fazem pelo município e no momento certo tratarei do que penso a respeito desse assunto e a forma de como essa proposta pode se tornar real.

Não se pode enaltecer o trabalho dos profissionais de saúde apenas de boca, nesse momento é preciso garantir algo de concreto e que sirva de motivação a todos eles, que não tem hora, dia, feriado e estão arriscando suas vidas enfrentando essa pandemia. Exatamente por isso reforço ao prefeito o pedido para que possa rever sua posição e garantir que os direitos que o senhor tanto defendeu no passado, possam ser cumpridos no presente.

5 thoughts on “Bruno Silva relembra discurso antigo de Américo e cobra dele pagamento de insalubridade aos profissionais da saúde

  1. Só tenho uma pergunta a fazer…Se for eleito vai continuar com os voluntários, programa criado pelo seu pai ex prefeito, que pagava uma miséria de 200 reais mensal e ainda atrasava? Verdadeira humilhacao para um professor que passa quatro anos em uma faculdade…

  2. Bruno Silva é um jovem empresário, mas apesar de ser jovem, já sofre de falta de memoria.
    Vou lembra-lo. Seu genitor foi que prefeito de CN por dois mandatos consecutivos. Se o mesmo tivesse implantado o justo beneficio da insalubridade, você não estaria hoje queimando seus neuronios cobrando ao prefeito atual o que seu pai não fez.
    Justiça é justiça

  3. Caro Samuel, quais os critério usados pelo blog para selecionar os comentarios para publicação.
    São os que falam bem dos patrocinadores do blog?
    Ou os que satisfaçam os interesses políticos do blogueiro?
    Fiz um comentario sobre o empresários patrocinador do blog, mas o mesmo não foi publicado.
    I.aginem se um blogueiro passionsl desse fosse chefe do executivo

    1. Os critérios são minha disponibilidade de tempo para liberá-los… Se vc puder esperar ótimo, se não aquilo que lhe falei no facebook segue valendo. Quanto a patrocinadores, não vou entrar nesse mérito pq sei que vc sabe que a quem acusa cabe o ônus da prova, que acusar sem provas é crime e que se for interpelado judicialmente terá que provar sobre os “patrocínios” que o senhor insinua. Por fim, sou acadêmico de jornalismo, não sou do Poder Executivo e nem pretendo ser. Quanto ao seu despeito com Bruno Silva e Soliney Silva não é problema meu, é uma questão sua para com eles e que ambos tem rede social, logo seus questionamentos poderão ser endereçados a eles diretamente através de suas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *