BLOGUEIRO BALAIO TENTA DEFENDER “COMPANHEIRO” MAS OMITE INFORMAÇÕES

BLOGUEIRO BALAIO TENTA DEFENDER “COMPANHEIRO” MAS OMITE INFORMAÇÕES
(01h:21) Não é de hoje que o blogueiro-balaio-petista Robert Lobato vem tendenciando suas matérias com o único objetivo de atacar a gestão do Prefeito de Coelho Neto Soliney Silva-PSD e agradar sabe lá por quais motivos o vereador e também balaio Américo de Sousa – PT.
Américo de Sousa: vai ter que se explicar
Além de querer lançar discórdia gratuita entre o Prefeito e a governadora Roseana Sarney-PMDB que nada tem haver com as particularidades eleitorais tupiniquim, o blogueiro se emprega em fazer uma denúncia tão vazia e desproporcional quanto às informações que lhe são repassadas a conta-gotas.
No último dia 12 de abril, Robert Lobato publicou em seu blog uma matéria com o título Perseguição política em Coelho Neto: Soliney Silva trama cassação de vereador do PT. Pois bem, além do título estapafúrdio a postagem anuncia Américo como o “rei das oposições coligadas”, e como um verdadeiro santo, esquecendo-se de dizer apenas que nesse caso o santo é do pau oco.
Tão desinformado que na matéria e na Coelho Neto de Robert Lobato a vereadora Lú é a Presidente da Câmara: será que o vereador Mariano Crateús renunciou e não avisou a ninguém?
No afã de defender o “companheiro”, Robert Lobato esqueceu de se voltar a denúncia e aos denunciantes. A denúncia entregue a Câmara Municipal foi formulada por esse blogueiro e mais dois servidores com vistas a apurar infração político administrativa do Vereador Américo de Sousa, o mesmo que adora processar todo mundo, mas que se faz de vítima quando a coisa se volta para o seu lado.
Ocorre que em 2009, o vereador petista foi alvo de processo disciplinar que apurou denúncias de que o mesmo não comparecia regularmente ao trabalho e que incorreu em acumulação ilegal de três cargos públicos sendo dois no município de Coelho Neto e um no Estado do Maranhão, ou seja, Américo chegou a possuir três nomeações o que por Lei é proibido.
Parecer da Comissão que atesta irregularidades cometidas por Américo de Sousa e que lhe fez perder uma de suas matrículas
Ao tomar posse no terceiro cargo em abril de 2009, Américo assinou declaração de que exercia apenas um cargo de professor, nomeado através de Concurso Público desde 2002 e omitindo a função que já exercia no Estado do Maranhão, incorrendo no crime de falsidade ideológica. Tanto foi verdade, que sem espernear para não tornar público seu ato, Américo recebeu caladinho a exoneração de uma de suas matrículas.
Prova dos 9 que Robert Lobato não mostrou: mesmo já tendo dois empregos, Américo desrespeita a Lei e toma posse no terceiro em 13 de abril de 2009
Não é aceitável, por exemplo, que o detentor de um mandato popular que deveria defender o cumprimento das leis incorra contra elas. O processo encaminhado a Câmara de Coelho Neto para que uma Comissão avalie o comportamento do vereador é assegurado por Lei, como também é assegurado por Lei ao vereador o amplo direito de defesa. A justiça está ai para acompanhar e avaliar o que for apurado.
Documento que comprova a falsidade ideológica
Como se vê, há muito mais coisa em torno do tema do que as mal traçadas linhas expostas pelo “companheiro” Robert Lobato. E olha que nesse processo não está incluso as certidões do terreno de 110 mil reais e nem a fita gravada do caso de Coroatá, fatos que só serão discutidos futuramente. É aguardar pra vê!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *