Agentes de Saúde reagem e desmentem investimentos em EPIs divulgados pela Prefeitura de Coelho Neto

Agentes de Saúde reagem e desmentem investimentos em EPIs divulgados pela Prefeitura de Coelho Neto

Diversos Agentes Comunitários de Saúde – ACS resolveram se manifestar e reagir a propaganda oficial da Prefeitura sobre investimentos em EPIS para os profissionais de saúde de Coelho Neto.

Desde que fora confirmado o contágio de um integrantes da categoria, foi aceso o sinal vermelho e a classe decidiu reagir ao descaso do governo nas providências e cuidados com os profissionais de saúde que tem atuado de forma direta na comunidade.

“Eu como ACS afirmo que não recebi esses EPIS acima citados além de duas ou três máscaras e dois a três dedos de álcool gel e diga-se de passagem máscaras de péssima qualidade que não oferece proteção alguma”, disse Marília Sampaio.

Mesmo conscientes da falta de providências com a sua obrigação, a Prefeitura de Coelho Neto tem insistido em tentar ludibriar a população com propaganda que não condiz com a realidade dos fatos e nem se justifica com o grande volume de recursos que tem entrado nas contas do Fundo Municipal de Saúde.

“Não sei que equipamento é esse, pois ainda não vi. Trabalho como Agente de Saúde e o que recebo é máscaras e dois dedos de álcool gel, isso se quiser trabalhar a semana toda. Falta de respeito com os funcionários. Tem dois Agentes Comunitários de Saúde com Covid19 e os outros ACS estão correndo risco porque não tem os EPIS completos para trabalhar”, testemunhou Marleth Gonçalves.

O Ministério Público de Coelho Neto precisa tomar providências e buscar informações sobre onde está sendo investido os recursos enviados para o enfrentamento da pandemia, pois a situação crítica a que os Agentes Comunitários de Saúde estão expostos precisa ser revista.

Máscara distribuida não obedece as normas do Ministério da Saúde; Frasco de álcool é distribuido com menos da metade para atuação durante a semana

E mais uma vez se comprova que o governo em Coelho Neto mente para a população.

E são desmentidos publicamente pelos próprios colaboradores…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *