A OPOSIÇÃO E DRA. ROSÂNGELA CURADO

A OPOSIÇÃO E DRA. ROSÂNGELA CURADO

Durante todo o período eleitoral o então candidato Soliney Silva-PSDB escolheu a Saúde como carro-chefe de seus palanques. Para essa escolha se atribui dois motivos: o fato de ser vítima de uma doença degenerativa que lhe causa enormes transtornos (e que o torna mais sensível ao sofrimento das pessoas) e o segundo as grandes reclamações da população por falta de grandes investimentos dos governos anteriores nessa área.

Eleito, Soliney tratou de correr atrás de uma técnica de renome que tivesse as condições de assumir os enormes desafios da pasta. Após recomendações do colega Deputado Estadual Antonio Pereira-DEM, o prefeito eleito teve a primeira conversa com a ainda Secretária de Saúde de Imperatriz Dra. Rosângela Curado. Na sua exposição de motivos, fez questão de mostrar para ela o tamanho da preocupação que lhe pertubava o sono. Após inúmeros contatos a dentista resolveu aceitar o convite de conhecer a política de saúde no município e voltou desolada. Na conversa com Soliney, disse que os problemas eram maiores que imaginava e mostrou ao Prefeito que as ações seriam realizadas de maneira paulatina e com necessidade de grandes investimentos financeiros.

Desde que assumiu a Secretaria de Saúde, Dra. Rosângela procurou atuar no planejamento e na busca de resultados diretos e concretos. No entanto é só buscar a racionalidade para perceber que Rosângela é secretária não é mágica. Por mais que tivesse vontade jamais conseguiria corrigir erros de décadas em apenas dois anos. E ai está a ponta do iceberg. Desesperados em atacar o Prefeito Soliney Silva-PSDB, a oposição escolheu os problemas da saúde como maneira de denegrir a imagem do governo. Uma ala da “má oposição” resolveu ignorar os avanços e estão atacando apenas os problemas. Não se esconde que a saúde ainda tem problemas, alguns deles muitos graves no entanto, os investimentos continuam sendo feitos e a equipe imbuida para resolver tais problemas.

O Sistema Único de Saúde – SUS, sofre de problemas em todo o país. Será que essa ala da oposição de Coelho Neto não tem assistido o telejornal. Crianças morrendo na capital São Luís por falta de UTI, paciente de cidades vizinhas que aguardam a chegada de ambulância de outros municípios para transportar seus pacientes, a capital do Piauí se recusando a receber pacientes do Maranhão e tantas outras barbaridades. Nas notícias mais recentes municípios adulterando o sistema do SUS com atendimentos forjados (prejudicando os que agem corretamente), médicos do PSF trabalhando mais de 24 horas por dia (não me pergunte como), o Hospital Aldenora Bello que trata de pacientes de câncer no Maranhão se recusando a receber doentes, enfim estamos apenas lembrando que o problema da saúde é nacional. É questão de investimento!

Como já disse a saúde em Coelho Neto também tem seus problemas mas causa o espanto como a forma que a oposição encara a Secretária de Saúde. Medo? Preocupação realmente? Inveja? Rosângela foi Secretária da segunda maior cidade do Maranhão com investimentos a altura da cidade que comandava. Aqui está tentando operar um milagre com a escassez dos recursos que cai nas contas para as inúmeras demandas que aqui existem. Se a Casa de Saúde atendesse apenas pacientes de nosso município a Central de Marcação de Consultas teria uma outra realidade. A procura está maior do que a oferta e não teria como não nos deparamos com tanta gente atrás dos serviços. Temos um Hospital Municipal atuando como Hospital Regional e não recebendo da forma que deveria para atender tais procedimentos. No entanto, Dra. Rosângela não tem descansado e corrido atrás de formas alternativas para melhorar a rede de atendimento do SUS na cidade. É um duelo difícil!

Além de apontar os problemas da saúde a oposição tem uma outra missão disfarçada: desgastar e atingir a imagem de Dra. Rosângela Curado. Acostumada em ter seus bons feitos reconhecidos, ela segue firme no objetivo que lhe trouxe, de colocar a saúde do município em outro patamar. Enquanto a oposição estrebucha apelando para o denuncismo barato e escondido nos panfletos anônimos feitos por aqueles que não tem moral de aparecer, Dra. Rosângela continua e como toda boa evangélica confiante no princípio de que após a tempestade vem a bonança. Talvez seja esses os motivos dela incomodar tanto!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *