ROSÁRIO DESMENTE NOTA DIVULGADA PELA APSERV

ROSÁRIO DESMENTE NOTA DIVULGADA PELA APSERV

Em recente entrevista divulgada ontem (14) por um programa de TV local, a Secretária de Educação Rosário Leal (foto) aproveitou para dar explicações sobre o andamento do Edital lançado nos primeiros dias do ano, convocando empresas de plano de saúde para se habilitarem e prestarem esse tipo de serviço aos funcionários públicos municipais.

A Secretária explicou que as empresas terão o prazo de 03 a 21 desse mês para se cadastrarem, e a partir dai o servidor terá a opção de escolher a empresa que ofertar melhores condições de serviço e menor preço. Falou ainda de toda a especulação e a intenção de algumas pessoas de deturpar o fato e confundir a opinião pública de que a intenção do governo é acabar com a oferta de planos de saúde. “Não há interesse do governo em acabar com os planos de saúde, a Prefeitura só deixou de descontar desde dezembro a parcela do plano dos contracheques, o que não impede que os servidores se desloquem até a APSERV (Associação de Planos de Saúde dos Servidores – de ligada ao SINTASP) para efetuar o pagamento de suas mensalidades. Ao contrário do que tentam passar, a intenção do governo é ampliar a oferta de planos de saúde e garantir ao servidor escolher o que mais se encaixa com suas preferêncas e condições”, explicou.

Rosário Leal se mostrou indignada com a divulgação de um Ofício Circular da APSERV dizendo que o município estaria acabando com vários benefícios, dentre eles as gratificações do FUNDEB, risco de vida, auxilio saúde, convênio saúde entre outros. Em suas explicações a Secretária disse que ao contrário do divulgado pela APSERV, a data base para aumento do salário era maio, mais que desde o ano passado o governo antecipou a concessão dos benefícios para janeiro e que o aumento já estaria sendo concedido a partir desse mês, tanto na correção do salário quanto nas gratificações.

Rosário disse ainda que é desnecessária a divulgação de notas como aquela, porque a verdade sempre vinha a tona. “Os servidores fiquem tranqüilos, pois tudo o que reza o PCCR (Plano de Cargos, Carreira e Remuneração) está sendo obedecido na integra, o que estamos fazendo é apenas regulamentando alguns itens. Não se preocupem, pois nada será retirado dos contracheques e nenhuma gratificação será eliminada”, finalizou a Secretária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *