RAFAEL CRUZ X AMÉRICO DE SOUSA: O OUTRO LADO DA HISTÓRIA

RAFAEL CRUZ X AMÉRICO DE SOUSA: O OUTRO LADO DA HISTÓRIA
 
Um desses pensadores disse uma vez que a política é como uma nuvem, a cada hora que se olha ela está de um jeito diferente. Durante a semana a política em Coelho Neto teve uma mudança daquelas com o anúncio de um tal rompimento entre o vereador Rafael Cruz-PP e o candidato derrotado nas eleições de 2012 Américo de Sousa-PT.  No entanto a conversa a meia boca não esclareceu como isso de fato ocorreu.
Pois bem, o blog teve acesso ao que teria motivado o rompimento que nem de longe se aproxima com o que fora divulgado por alguns. Rafael Cruz, Cristiane Bacelar-PTB e Osmar Aguiar-PT acompanharam Américo de Sousa na reunião com o candidatável Flávio Dino-PCdoB em Caxias e embora a conversa estivesse num clima bastante amistoso, o petista-mor estava resistente e evitava a todo custo firmar apoio ao nome do comunista.
Decididos em não apoiar o candidato de Roseana Sarney-PMDB, os vereadores Rafael e Cristiane decidiram sair de lá com martelo batido no apoio a Flávio Dino, contrariando a determinação de Américo de Sousa que era de aguardar os fatos para que uma decisão mais amadurecida fosse tomada. Foi o estopim para a crise. O petista se revoltou e decidiu que findava ali o chamado grupo das oposições e que a partir de então cada um deveria seguir o seu rumo. O ex-prefeito Antonio Cruz-PP ainda teria tentado acalmar os ânimos, embora fosse contrário a aliança com os Sarney. Sem sucesso, a oposição estava rachada!
Para tentar constranger Rafael Cruz-PP, uma meia dúzia de apaixonados estaria divulgando na cidade que ele teria saído do grupo, o que na verdade não ocorreu. O filho do ex-prefeito Cruz apenas decidiu respeitar a posição de Américo de Sousa e seguir com as próprias pernas seu rumo na política. A essa altura do campeonato a ex-prefeita Márcia Bacelar também já estaria fora do grupo, pois não abriria mão de apoiar a candidatura a estadual do marido o ex-deputado Antonio Bacelar-PV para optar pela campanha do então aliado nas eleições passadas.
Foi assim que tudo teria ocorrido, sem mais e sem menos. Rafael Cruz agora é independente e tem nas mãos os destinos do seu próprio futuro político. Para ele vai ficar fácil definir o que quer e pra onde vai… Uma decisão que é dele, somente dele!

Foto: Ezequias Martins

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *