PENHA ESPERA DIÁLOGO COM JOAQUIM HAICKEL

PENHA ESPERA DIÁLOGO COM JOAQUIM HAICKEL


O secretário de Esporte, Raimundo Penha é o entrevistado de hoje no blog de Zeca Soares. Ele conta que encontrou as praças esportivas do município em completa situação de abandono e que pretende revitalizar o Parque do Bom Menino.
Penha destaca que a modernização do Nhozinho Santos está entre as prioridades e disse estar aberto para diálogo franco e aberto com o secretário de Estado de Esporte e Lazer, Joaquim Haickel e garante: “Ajuda e união de forças sempre serão bem-vindas”.
Bom, mas é preciso ter toda cautela com essa conversa de “diálogo e parceria” entre Estado e a Prefeitura de São Luís. Por enquanto o que estamos vendo é muita conversa e nada de concreto. Vocês viram só o que aconteceu na Saúde. É melhor esperar…
Leia a entrevista na íntegra:
Blog – Qual é a ideia do prefeito Edivaldo Holanda Júnior para a sua pasta. O que foi discutido logo quando houve o convite para que você assumisse a pasta.
Raimundo Penha – Quando do convite, o Prefeito Edivaldo Holanda Júnior nos orientou a trabalharmos para elaborarmos as ações que buscassem implantar, em São Luís, uma política pública de esporte; que rompêssemos com o ciclo da falta de planejamento na área esportiva. Nos orientou a buscarmos o dialogo com todas as instituições, inclusive com a Promotoria do Consumidor. Dentre os projetos de destaque, o Prefeito foi incisivo quanto à reestruturação das escolinhas de esporte, a revitalização do Parque do Bom Menino e a modernização do Estádio Nhozinho Santos.
Blog – Já deu tempo de conhecer a realidade das praças esportivas do município? Como está a situação dessas praças?
Raimundo Penha – No dia imediato após tomarmos posse, mobilizamos toda a nossa equipe para irmos até as comunidades verificar “in loco” a situação das praças esportivas. Na ocasião, fotografamos a situação de cada praça e dialogamos com a comunidade para produzirmos um relatório sintético. A situação encontrava-se desastrosa. Para começar, a Secretaria não tinha sequer uma relação com quantidade e endereço das praças esportivas da Prefeitura de São Luís.
A realidade foi de abandono completo. As únicas praças que a SEMDEL administra diretamente são o Estádio Nhozinho Santos e o Parque do Bom Menino. Nas demais quadras e campos, não há sequer funcionários para fazer limpeza nem segurança, ficando as quadras jogadas à própria sorte. Prova disso é que na quadra da Liberdade temos uma pessoa morando dentro da quadra, que inclusive, cobra para que a comunidade tenha acesso ao seu uso. Imagine uma comunidade carente ter de pagar para ter acesso a um espaço público destinado à inclusão social? Mais um retrato do abandono da “Administração João Castelo”! Nós visitamos 21 praças esportivas, incluindo quadras, campos e praças esportivas conjugadas ( quando há quadra e campo de futebol juntos). Grade maioria precisa de reforma imediata. É  uma situação lamentável.
Blog – Antes de assumir o secretário esteve reunido com a promotora Lítia Cavalcanti para saber detalhes sobre o TAC assinado no Estádio Nhozinho Santos. Qual é a situação atual. O que foi feito e o que ainda está faltando?
Raimundo Penha –  No dia em que o Prefeito nos fez o convite, ele próprio nos orientou a que procurássemos a Promotoria do Consumidor. Foi o que fizemos: Procuramos a Promotora Lítia Cavalcanti. Tivemos uma reunião muito boa, onde a Promotora nos passou o relato do TAC.
Ao assumirmos a Secretaria, fomos analisar o documento. Em verdade, a SEMDEL não cumpriu nada que foi acordado. O painel foi comprado, porém, não foi colocado. Situação pior é das catracas, que foram compradas e não foram pagas, ficando um débito para atual gestão. Somente as catracas custaram mais de R$ 800 mil reais. Estas foram colocadas, porém, o sistema não foi implantado. Sem o sistema, estas não tem utilidade nenhuma.
Quanto ao painel, já solicitamos à Secretaria de Obras do Município a elaboração do projeto básico para construção da base de concreto e posterior colocação do mesmo. Deveremos providenciar também a construção da cabine de controle do placar.
Outra situação é que a empresa que vendeu as catracas tem obrigação de fazer o cabeamento de fibra óptica para interligá-las, no entanto, cabe à SEMDEL a construção da tubulação. Em relação a isso estamos na fase de elaboração do projeto básico. Quanto ao débito, já nos reunimos com a empresa, sendo que a Controladoria e a Procuradoria vão analisar os aspectos legais do processo para constatar se o preço do contrato, que é mais de R$ 800, está de acordo com o mercado.
Pedimos a Promotora que nos desse um prazo para apresentarmos um diagnóstico e possíveis soluções para cumprimento do TAC. E nos próximos dias, cumpriremos com a nossa palavra e apresentaremos um relatório e certamente chegaremos a um acordo possível de ser cumprido pela Prefeitura.
Blog – Que projetos a Secretaria de Esportes pretende implantar em sua gestão para o Parque do Bom Menino?
Raimundo Penha – Nossa meta é revitalizar o Parque do Bom Menino. Quando assumimos, o banheiro era fechado e não há água para os usuários do Parque beberem. Na quadra poliesportiva do Parque, uma situação absurda: recebemos denuncias que para o uso da quadra, vinha sendo cobrado R$ 20 reais por jogo.
Determinamos a imediata proibição de qualquer cobrança de taxa para uso do Ginásio Tião. Fizemos também  a abertura do banheiro, para que todos os frequentadores possam utilizá – los. Nos próximos dias estaremos instalando bebedouros, para que as pessoas tenham água, que é uma necessidade básica  do ser humano. Estaremos também, nos próximos dias levando o Secretário Municipal de Segurança, Breno Galdino, para vistoriar o Parque e juntos, Semdel e Semusc, definirmos um plano de segurança para o Parque. Queremos tornar o parque agradável e seguro para as famílias.
Estamos investindo no aspecto humano. Até meados de fevereiro, teremos uma equipe de profissionais trabalhando no Parque para dar informações aos usuários, e também realizar recreação com crianças e idosos. Teremos também educadores físicos para orientar como usar os aparelhos.
Blog – A secretaria pretende buscar apoio na iniciativa privada para desenvolver alguns projetos?
Raimundo Penha – Com certeza. Neste momento de crise, deixado pelo gestão anterior, a iniciativa privada será uma importante parceira para que possamos executar nosso planejamento. Por exemplo, queremos fazer parceria para exploração do Nhozinho Santos. Acreditamos que ali, a iniciativa privada possa investir e ter retorno com a publicidade. Apostamos nesta parceria.
Blog – O senhor pretende procurar o secretário de Estado, Joaquim Haickel para discutir algum tipo de parceria? O senhor tem algo em vista para uma possível parceria?
Raimundo Penha – Estaremos estabelecendo um diálogo com todos os entes federativos. Já reunimos com o Ministério dos Esportes e procuraremos a Secretaria de Estado do Esporte. Acreditamos que o diálogo franco seja salutar para a nossa Capital. Achamos que a Secretaria de Esportes do Estado possa ajudar na modernização do Nhozinho Santos. Ajuda e união de forças sempre serão bem-vindas.
Temos pautas comuns para dialogar, por exemplo, queremos realizar os Jogos Escolares Municipais e queremos que este sirva de etapa classificatória para o JEMs, logo, é necessário o entendimento com o Secretário Joaquim Haickel e acredito que ele não vá se recusar a dialogar.
Acredito que o diálogo possa ser mais amplo, pois, várias Secretarias tem ações que podem se somar ao esporte. Nas escolinhas de esporte da Semdel, por exemplo, queremos trabalhar o combate ao uso de drogas e a violência contra crianças, adolescentes e idosos. Logo, as Secretarias Estaduais que tiverem ações e queiram cooperar, serão bem-vindas. Apenas ressaltamos que o apoio deve ser concreto, real.
Estamos com muita determinação e vontade de trabalhar, porque queremos o melhor para a nossa cidade. Havemos de convir que tanto São Luís, quanto a sua população padeceram muito nos últimos quatro anos. Está na hora de realizar ações concretas e efetivas por nossa cidade.

Do Blog do Zeca Soares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *