JUIZA RECEBE PRÊMIO POR PROJETO DESENVOLVIDO EM COELHO NETO

JUIZA RECEBE PRÊMIO POR PROJETO DESENVOLVIDO EM COELHO NETO


A juíza de Coelho Neto Dra. Karla Jeane foi a vice-campeã do prêmio AMMA (Associação dos Magistrados do Maranhão) no ano de 2009, que premia as melhores práticas da magistratura em todo o Estado. A prática jurídica “Análise Estatística do Impacto da Desatualização do Sistema Themis – PG em uma Secretaria Judicial”, do juiz Ferdinando Serejo, foi a vencedora do Prêmio AMMA 2009. O segundo lugar coube à juíza Karla Jeanne (Coelho Neto), com o “Projeto Compartilhar” e, o terceiro, “Ressocialização de Presos em Regime Semi-Aberto, do juiz José dos Santos Costa. O resultado do Prêmio AMMA de Melhores Práticas do Judiciário Maranhense foi divulgado nesta sexta-feira (18), com a festa no Buffet Pannete.

A Festa do Prêmio AMMA 2009 foi prestigiada pelas melhores expressões do Judiciário maranhense. Um momento de congraçamento em que as magistraturas de 1º e 2º graus se uniram em um mesmo espaço para homenagear e incentivar iniciativas inovadoras e vitoriosas de juízes em suas Comarcas. Concorreram ao Prêmio AMMA deste ano, oito práticas idealizadas por seis magistrados.
Além dos vencedores do Prêmio AMMA, a noite também foi marcada por outras condecorações. Foram homenageados com placas 15 magistrados maranhenses que tiveram suas práticas indicadas ao Innovare 2009 e magistrados que se aposentaram no decorrer do ano – desembargador Milson Coutinho e o juiz Humberto Serejo.

Ainda na esteira das homenagens da AMMA, foram condecorados os juízes Gustavo Henrique Silva Medeiros, da 1ª Vara de Barra do Corda, e Susi Ponte, da Comarca de São José de Ribamar, ambos por terem sido os campeões de acordos e audiências, no Maranhão, durante a Semana da Conciliação realizada em todo o país pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Susi Ponte foi representada na festa pelo juiz Marcelo Libério, atual titular do Juizado de Ribamar.

Primeiro a se pronunciar durante a solenidade, o desembargador Milson Coutinho destacou a sua satisfação em ver pela primeira vez, juntas, em uma mesma solenidade, as magistraturas de 1º e 2º graus. “Isso já é um avanço nesta longa caminhada”. Ele disse não se recordar de nenhuma outra confraternização no Judiciário do Maranhão em que desembargadores e juízes estivessem unidos em só ideal, ressaltando o trabalho da AMMA, sob a direção do juiz Gervásio Santos, que tem conseguido um trabalho inovado em parceria com o Tribunal de Justiça.

“Presidentes Jamil Gedeon e Gervásio Santos, duas mãos fortes, duas grandes lideranças, duas cabeças iluminadas que pensam à frente do seu tempo e têm conseguido fazer com que a justiça de 1º e 2º graus se difunda em uma só”, ressaltou Coutinho.

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Jamil Gedeon, falou do grande desafio que tem pela frente de elevar o Judiciário maranhense ao patamar que a sociedade tanto almeja. Destacou a importância de realização de confraternizações como as que a AMMA oferece aos seus associados. “Precisamos nos conhecer melhor”, disse.

Jamil Gedeon repetiu em rápidas palavras a mesma linha do seu discurso de posse, sobre a urgência em estruturar melhor a magistratura de 1º grau. Ele louvou a iniciativa de Gervásio Santos de idealizar um prêmio para reconhecer e estimular as boas práticas no Judiciário e pediu que o presidente da AMMA mantenha-se como um parceiro correto e leal para que, juntos, possam caminhar rumo a um Judiciário diferente.

Agradecimentos. Esta foi a tônica principal do discurso do presidente Gervásio Santos. Ele disse que a AMMA sentia-se grata pelos colegas que atenderam ao convite para prestigiar uma festa que já se consolidou no calendário da magistratura maranhense. Também ressaltou que ao inscreverem suas práticas, os juízes do Maranhão, apesar das adversidades, deram uma demonstração à sociedade de que estão cumprindo com a tarefa de melhorar a prestação jurisdicional.

De acordo com Gervásio, o Judiciário maranhense tem uma característica ímpar no Brasil de saber vencer as dificuldades e o Prêmio AMMA é um exemplo disso, pois demonstra o compromisso dos juízes em melhorar a prestação jurisdicional a fim de fazer aquela travessia que o novo presidente do Tribunal tanto anseia.

Finalizando, Gervásio garantiu que a AMMA está disposta a participar deste processo e ao término destes três anos à frente da diretoria pode olhar para trás e ver o quanto o Judiciário maranhense evoluiu e que valeu a pena tanto esforço e abnegação para que as magistraturas de 1º e 2º graus no Maranhão sejam uma só.

“Não podemos fazer distinção, pois somos todos magistrados, cada um desempenhado o seu papel. Com certeza, no momento em que os serviços do Judiciário forem bem prestados no Maranhão, não haverá espaço para críticas e a sociedade se sentirá contemplada”, afirmou Gervásio.

A Festa do Prêmio AMMA foi marcada não apenas por homenagens, mas, também, por muita diversão. Magistrados e seus familiares aproveitaram a noite com um jantar, seguido de show com o humorista cearense Ery Soares e encerrando com boate animada pelo Dj Jorge Choary.

FONTE: site da AMMA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *