FRAUDADORES DO UNICEUMA TENTARAM ‘COOPTAR’ ATÉ DEPUTADO

FRAUDADORES DO UNICEUMA TENTARAM ‘COOPTAR’ ATÉ DEPUTADO
Fufuquinha não aceitou participar da fraude
O grupo que fraudava notas Uniceuma tentou “cooptar” até o deputado André Fufuca, o Fufuquinha (PSD), 22 anos, para o esquema. Estudante de Medicina, o parlamentar rejeitou a proposta.
– Se eu tivesse aceitado, hoje estaria f…. Todo mundo só queria denunciar o deputado – disse Fufuquinha ao blog.
O parlamentar explicou ter recebido “por cima” a proposta de alguns estudantes no sentido de resolver problemas com suas notas:
– Porque tu não faz. Tem alguém aí que muda (a nota) – afirmavam os universitários ao parlamentar.
Fufuquinha contou ao blog que seu problema maior no Uniceuma é em relação a faltas por conta do trabalho na Assembleia.
Formado em Direito em 2010, o também deputado Neto Evangelista (PSDB) desafiou encontrarem qualquer irregularidade envolvendo suas notas.
– Eu renuncio é meu mandato se aparecer alguma coisa envolvendo meu nome – afirmou.
A polícia continua trabalhando no caso, mas ainda não conseguiu prender o líder do esquema conhecido por “Guru”. Cerca de 500 pessoas teriam se beneficiado da fraude, segundo o delegado Breno Galdino, que comanda as investigações.
O blog tem vários nomes de envolvidos, mas tem evitado revelá-los para preservar as investigações. De acordo com o delegado, os acusados serão indiciados por estelionato e formação de quadrilha
O esquema foi denunciado pelo filho de uma desembargadora numa espécie de “delação premiada”. Ele está andando com seguranças na cidade por conta das ameaças de outros envolvidos.
Entre os parentes de “figurões” investigados está uma sobrinha de governador já falecido, a filha de um vereador de São Luís, os filhos de um delegado e de um deputado da região Tocantina. Este, inclusive, era um dos que “captavam” clientes para “Guru”.
Vários envolvidos na fraude estão apagando seus perfis no Facebook para não deixar rastro de participação no esquema.
Do Blog do Décio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *