Detento morto por assassino de Décio Sá ordenou ataques a ônibus em 2014

O detento Alan Kardec Dias Mota, morto ontem (7) pelo pistoleiro Johnathan de Sousa Silva – condenado a 25 anos de prisão pelo assassinato do jornalista Décio Sá (saiba mais) – é apontado como o homem que ordenou os ataques a ônibus que aterrorizaram São Luís em janeiro de 2014.

Naquela ocasião, logo no terceiro dia do ano, um dos ataques atingiu o coletivo onde se encontrava a garotinha Ana Clara, de apenas seis anos.

O veículo foi incendiado. Ana Clara estava com a mãe e uma irmã. Com 90% do corpo queimado no ataque, ela não resistiu aos ferimentos e morreu três dias depois (relembre).

Era nesse mesmo ônibus que se encontrava Márcio Nunes, o homem que ganhou status de herói depois de ajudar a família de Ana Clara no episódio (reveja).

Por conta do homicídio, foram pronunciados a júri popular, em março do ano passado, Jorge Henrique Amorim, Wlderley Moraes, Hilton John Alves Araújo, Thallyson Vitor Santos e Larravardiere Silva Rodrigues de Sousa Júnior. Eles ainda aguardam data para julgamento.

Já Alan Kardec foi sentenciado à morte ontem. Pelas mãos de Jhonatan de Souza Silva (leia mais).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *