CONSELHO DA JUVENTUDE COBRA ENTREGA DOS CARTÕES DO PROJOVEM

CONSELHO DA JUVENTUDE COBRA ENTREGA DOS CARTÕES DO PROJOVEM

O Conselho Estadual de Juventude- CEJOVEM ingressou com 02 representações contra a Caixa Econômica Federal por conta da burocracia para entrega dos cartões do programa projovem urbano. As representações foram dirigidas ao Ministério Público Federal e a Defensoria Pública da União no Estado do Maranhão.

A Caixa teria centralizado a entrega dos cartões obrigando estudantes do programa projovem a se deslocarem até 8 horas de viagem para receber o cartão que dá direito a sacar o benefício de 100 reais.O programa atende atualmente 15.000 (quinze mil) jovens com idade entre 18 e 29 anos distribuídos em 35 cidades do Estado do Maranhão. O programa é executado em 18 meses, sendo oferecido ao jovens a conclusão do Ensino Fundamental, a iniciação a informática e capacitação profissional e uma bolsa mensal no valor de R$ 100, 00 (cem reais) durante o período de 20 meses.

A Caixa Econômica Federal está realizando a distribuição dos cartões de forma centralizada, realizando a entrega dos cartões exclusivamente em suas agências. O problema é que a maioria 35 municípios atendidos não possui agencia, forçando assim o deslocamento dos estudantes de seu município para outro.

O Presidente do CEJOVEM, Raimundo Penha reagiu “A atual distribuição tem gerado dificuldades de deslocamento e gastos aos estudantes, que em sua totalidade são pessoas carentes. È um absurdo obrigar um jovem a viajar de Matinha, Viana ou Tutóia para São Luís, o que eles gastarão com passagens e alimentação é superior ao valor do benefício”

Além da distribuição centralizada, o Presidente do CEJOVEM critica o mapa de distribuição, que segundo o Conselho não levou em conta a localização geográfica “ Vejamos que Matinha e Viana ficam na Baixada se colocassem na agencia da caixa de Pinheiro o Jovem gastaria duas horas, metade do tempo gasto para vim para São Luís. Se levarmos em conta Tutóia ainda é pior, com as péssimas estradas não gastarão menos que oito horas, sendo que poderiam receber em Parnaiba a mais ou menos uma hora de viagem” e completa “Quem fez essa distribuição ou não conhece o Maranhão ou não está preocupado com a juventude maranhense”.

A proposta do Conselho de Juventude é a realização da entrega diretamente nos municípios em que os estudantes estão matriculados e apontam como sugestão de local as próprias Agências da Caixa, as casas lotéricas e as agências dos Correios.

Em Coelho Neto não é diferente, e os alunos tem se deslocado até Caxias para poder pegar o cartão, só ai o aluno compromete quase R$30,oo reais com o deslocamento até o município vizinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *