BALA QUE MATOU GERENTE DO BB DE MIGUEL ALVES PODE TER SAÍDO DA ARMA DA POLÍCIA

BALA QUE MATOU GERENTE DO BB DE MIGUEL ALVES PODE TER SAÍDO DA ARMA DA POLÍCIA


Ontem publicamos aqui algumas coisas que não encaixam quando a testemunha diz que a bala que matou o gerente saiu de uma arma de um dos bandidos, e mais uma vez repetimos não estamos aqui para defender ninguém, mais também não estamos para inocentar.
O portal do Piauí publicou nesta sexta-feira (03), de maio fotos e informações bombásticas que podem “cair por terra” tese apresentadas e confirmadas por representantes da segurança pública do Piauí veja a seguir…
O GP1 obteve com exclusividade fotos que mostram que o gerente do Banco do Brasil de Miguel Alves, morto após assalto, levou dois tiros e não um como divulgou a polícia.
Fotografias obtidas pelo Portal GP1 mostram de forma clara e inequívoca que o gerente do Banco do Brasil da agência de Miguel Alves, Ademyston Rodrigues Alves, foi morto com dois tiros, sendo a primeira com entrada na fronte esquerda e uma segunda no abdômen logo abaixo do cotovelo esquerdo, após o assalto ocorrido no dia 30 de abril, o que contraria a versão do delegado Menandro Pedro e do Delegado Geral James Guerra que afirmaram que o gerente teria sido morto com apenas um tiro. Menandro Pedro chegou a afirmar que um refém, que viu o gerente ser morto, detalhou o que aconteceu.

“Essa pessoa agradeceu ao BOPE (Batalhão de Operações Especiais) por ainda estar vivo. Ela contou que ao perceber que estavam sendo cercados, os bandidos atiraram a queima roupa na cabeça do gerente, e que se não fosse o policial acertar o bandido, também seria morta”, disse o delegado. 

As fotografias mostram que o calibre da arma que vitimou o gerente seria de uma metralhadora 7.62 e teria partido da Polícia Militar. O Portal GP1 publica as fotos do corpo no sentido revelar que não foi apenas um disparo que matou o gerente e que a operação de captura dos assaltantes foi desastre e precipitada.

O confronto entre bandidos e a polícia aconteceu minutos após o assalto e as informações trazidas pelos delegados davam conta de que o gerente teria sido morto com apenas um tiro, versão que não é condizente com as fotos obtidas pelo portal GP1.
O Ministério Público da Comarca de Miguel Alves abriu investigação para apurar como ocorreu a morte do gerente e já intimou representantes da Policia Militar.
Outro Lado

O portal GP1  entrou em contato com o delegado Menandro Pedro que afirmou que apenas o laudo médico, que ainda não saiu, vai confirmar com quantos tiros o gerente foi morto. “O laudo médico não saiu, então eu não posso dizer com quantos tiros ele morreu. Só depois que sair é que eu posso te dar essa informação”.
Se desejar ver as imagens clique AQUI
Do Portal GP1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *