AMÉRICO E O SEU BALAIO DE GATOS

AMÉRICO E O SEU BALAIO DE GATOS

Para quem não sabe, estamos em meados de uma eleição importante. Eleições de Deputado, Governador, Senador e Presidente da República? Não! Trata-se da eleição dos Diretórios Estaduais e Municipais do Partido dos Trabalhadores-PT. Em Coelho Neto a coisa não é diferente, porém com algumas particularidades. Conforme apurado por esse blog, a disputa, ou melhor dizendo a falta de disputa aqui, pode ser considerada um verdadeiro balaio de gatos, que tem no seu comando ninguém mais, ninguém menos do que o vereador Américo de Sousa-PT .

A eleição é importante porque se trata do partido do Presidente Lula, que atualmente no Maranhão encontra-se nas mãos do destemperado Deputado Domingos Dutra e que por conseqüência é adversário ferrenho do grupo Sarney. Lá por cima a coisa é diferente. Lula já determinou que o partido esteja na base de apoio a Governadora Roseana, pois este tem interesse na aliança PT-PMDB. Para aparar as arestas e dizer como o partido deve se comportar, o ex-ministro José Dirceu foi enviado para São Luís no intuito de passar o recado.

Em Coelho Neto o partido atualmente encontra-se nas mãos do Professor Gilson Rocha que teria chances reais de ser reeleito se não fosse a sua imaturidade política. A disputa então se daria entre dois ex-compadres: De um lado Gilson Rocha e de outro Américo de Sousa (foto). Pelo menos era para ser assim se não fosse à rasteira dada por Américo em seu principal adversário. Para ter a candidatura homologada, o candidato precisaria está quites com suas obrigações partidárias, que entre outras coisas abrangia uma taxa de regularização com o partido. Segundo informações, a data limite para fazer o pagamento seria 24 (mês passado), e Gilson fez um depósito bancário nesse dia, mas o dinheiro só foi creditado no dia 25. Até ai tudo bem.

Américo que não é besta nem nada, se aproveitou do episódio para entrar com uma ação no Diretório Estadual com objetivo de impugnar a chapa de Gilson, alegando que este não tinha respeitado a data limite, fato que Gilson contestou dizendo que o depósito tinha sido realizado na data correta. Como Domingos Dutra é aliado de Gilson, a maioria decidiu por reconhecer o direito de Gilson de ser candidato. Américo não cochilou e recorreu para o Diretório Nacional, que ele tem como aliado o Deputado Washington Oliveira, um dos defensores da aliança com Sarney, assim como determina o partido. Não deu outra. O Diretório Nacional indeferiu e por maioria absoluta cassou a chapa comandada por Gilson Rocha, deixando Américo de Sousa como único candidato na disputa.

E assim a vida segue. Américo na verdade conseguiu ter duas vitórias: a primeira voltar a comandar o partido que o viu nascer e segundo conseguir derrotar um de seus principais adversários e que hoje considera Persona Non Grata. Gilson, aluno de Américo, perdeu a aula de esperteza dada pelo então professor e por uma bobagem, perdeu a chance de emplacar uma derrota significativa no ex-compadre, e o que é mais importante, no voto. Enfim, como um verdadeiro balaio de gatos onde vale tudo, Américo ganha mais uma. Não importam os métodos que foram utilizados, mas Américo segue firme. Como já dizia minha sábia avó: “Quando a cabeça não pensa, o corpo padece”. Américo que arrota ser oposição demonstra que quando se trata dele não suporta ter oposição e faz qualquer coisa para parecer unanimidade… só parecer, claro! Uma lástima e um golpe na democracia.

2 thoughts on “AMÉRICO E O SEU BALAIO DE GATOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *