Américo e Antônio Pires: racha está cada vez mais evidente…

Antônio Pires e Américo: racha cada vez mais evidente

O clima de racha entre o prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) e seu vice Antônio Pires (PSB) é cada vez mais evidente e aguarda apenas alguns pormenores para ser sacramentado.

A grande verdade é que os dois nunca se suportaram. Américo só aceitou Pires como companheiro de chapa por uma determinação do PCdoB e por saber que sem ele perderia a eleição fácil, já que não tinha nome de vice com musculatura política que agregasse votos. Da parte de Pires até que a “boa convivência” teria demorado mais, mas como Américo é um ser intragável, o vice conseguiu aguentar até além do limite.

O espaço de poder do vice-prefeito no governo é praticamente inexistente. A secretaria de Agricultura já não pode mais ser contabilizada como sua cota pois o poder subiu à cabeça do secretário Albertino Veríssimo (o mesmo que andou ameaçando gente) ao ponto dele já se achar auto-suficiente e tentar peitar quem lhe estendeu a mão. Esqueceu que jabuti trepado ou é enchente ou mão de gente e no seu caso específico não teria chegado a lugar algum sem uma mão generosa para lhe colocar onde está hoje.

A secretaria de Juventude que também ficaria na cota vice-prefeito sequer foi criada. O espaço de poder do comunista hoje estaria reduzido a alguns poucos penduricalhos desproporcional ao seu tamanho, a importância do seu partido e ao papel que desempenhou durante a campanha eleitoral.

A vereadora Liza Pires (PCdoB), também não anda satisfeita com o governo e segundo fontes do blog foi a primeira a dizer que votaria contra o polêmico projeto que reduzia salário dos servidores. Não só disse como realmente votou contra o governo. Os filhos do vice-prefeito também tem se posicionado nas redes sociais em tom muito independente: primeiro foi Gabriel Oliveira e ontem (09) foi a vez de Janielle Oliveira fazer questão de deixar seu recado em algumas linhas que por si só são bastante explicativas. Pires deixou de ser visto nos eventos oficiais já há algum tempo e no aniversário da cidade também não apareceu.

Se romper com Américo, o vice-prefeito não perderá nada, ao contrário, ganhará muito mais respaldo junto à população por esse ato de coragem, além assumir naturalmente a condição de expoente importante na política local, cuja envergadura e tamanho dependerá apenas dele.

Como o Palácio dos Leões também não suporta Américo, caberia a Antônio Pires ocupar essa lacuna, pois Flávio Dino em sã consciência jamais dividiria o mesmo palanque com o petista com o risco de levar vaias e perder votos, pois é esse o destino de quem ousar se encostar na “cerca velha”.

A demissão de pessoas ligadas ao vice-prefeito feita por Américo esta semana pode ser a pá de cal que faltava para que o racha se cconfirme. Sabendo que não tem mais como segurar essa corda que já esticou o máximo que deveria, Antônio Pires que de besta não tem nada, já começou a se movimentar.

Mas essa é uma outra história…

2 thoughts on “Américo e Antônio Pires: racha está cada vez mais evidente…

Deixe uma resposta para francisco Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *