A velha politicagem que já bate as portas de Chapadinha…

A velha politicagem que já bate as portas de Chapadinha…

Coincidência ou não, a proximidade do evento de lançamento da pré-candidatura da ex-prefeita Belezinha trouxe consigo um vídeo-denúncia publicado em vários blogs de uma professora da rede municipal cobrando melhoria para a escola da qual presta seus serviços.

Qualquer reivindicação de melhoria é sempre válida, desde que seu objetivo não se misture com o clima de disputa que se avizinha. Por que a professora do vídeo não procurou a Secretaria de Educação já que ela própria confirma que havia uma previsão de início da reforma?

Basta conhecer a escola para constatar que o silêncio perturbador de outrora fora interrompido misteriosamente com objetivo patriótico apenas? Será mesmo? A última vez que a escola recebeu reforma foi exatamente no governo da ex-prefeita Danúbia Carneiro que deixou o governo em 2012. E de lá para cá, ninguém tinha visto que a escola precisava de melhorias?

Passaram quatro anos da ex-prefeita por exemplo e será que essa reivindicação foi apresentada no governo anterior, ou o prefeito Magno Bacelar é culpado pela descontinuidade das ações do governo da ex-prefeita? O mais intrigante dessa história é que 03 (três) anos da nova gestão se passaram e nenhum vídeo foi gravado, mas bastou acontecer a visita no prefeito no final do mês para logo em seguida surgir o vídeo cobrando uma reforma que já havia sido anunciada.

Não há do atual governo braços cruzados para investimentos na educação, muito pelo contrário, há uma corrida contra o tempo para recuperar a rede. Reforma e ampliação de escolas, entrega de obras paralisadas, abertura de creches, entrega de equipamentos, reforma da Biblioteca, formação de professores e reajuste salariam fazem parte do dia a dia do governo Magno Bacelar, que mesmo diante do cenário de crise tem conseguido realizar investimentos importantes.

Ignorar o que já foi feito e o que está programado para ser realizado não é por falta de informação, mas faz parte da índole de alguns que no afã de agradar seu lado político insistem em apelar para a velha e conhecida politicagem.

Fato que só se avoluma no ano de eleição…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *