O destempero verbal do vereador Tote e agressão aos servidores da Saúde…

O destempero verbal do vereador Tote e agressão aos servidores da Saúde…

O vereador Tote (PHS), protagonizou ontem (28), na Sessão da Câmara de Chapadinha um episódio lamentável e vergonhoso para aquela Casa Legislativa. De olho na eleição do próximo ano e visivelmente incomodado com as ações do governo municipal, o vereador tentou minimizar os avanços na saúde e o fez da pior maneira possível.

No afã de atingir o prefeito Magno Bacelar e o trabalho da secretária Mônica Pontes que tem se desdobrado para organizar o desmonte da rede de saúde protagonizado pelo grupo político derrotado do qual ele faz parte, o vereador acusou o golpe e sem ter o que dizer partiu para a baixaria:

“Não aceitamos jumento tomando conta da saúde humana. Vocês podem ter certeza que tem jumento tomando conta da saúde das pessoas em Chapadinha e isso é inadmissível”, disse o parlamentar sem citar nomes. Ao fazer referência a qualquer que seja a pessoa nestes termos, o vereador revela sua falta de educação, seu desrespeito e principalmente uma visível falta de decoro – coisa que comprovadamente ele não sabe o que é.

O vereador demonstrou que pouco sabe, ou nada sabe da política de saúde. Falou abobrinhas, fez ilações e questionamentos que seriam facilmente respondidos se a sua politicagem cedesse espaço a verdadeira função do vereador: “ver a dor”.

Antes de fazer perguntas sem nexo, Tote poderia ter feito uma visita in loco e constatado as mudanças na Maternidade, mas como não é esse o objetivo, fica mais fácil proferir impropérios atrás do microfone.

O desrespeito do vereador para com os servidores públicos da saúde é um episódio lamentável.

E digno de repúdio – pelos ofendidos e por quem faz uso dos serviços de saúde do Município…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *