Coelho Neto receberá a Vara do Trabalho Itinerante de Caxias neste mês

Coelho Neto receberá a Vara do Trabalho Itinerante de Caxias neste mês

A Vara do Trabalho de Caxias, situada na Região dos Cocais Maranhenses, vai abrir a agenda itinerante de 2019, no próximo dia 22 de abril, quando se instala no Município de Coelho Neto, ficando até o dia 26. Nesse período, o juiz substituto da VT, Fábio Ribeiro Sousa, vai realizar 60 audiências de processos trabalhistas ajuizados contra a Agrimex Agro Industrial Mercantil Excelsior S.A e a Itajubara S/A Açúcar e Álcool. 

As audiências vão ser realizadas no Fórum da Justiça Estadual “Fórum Advogado José Vera Cruz Santana”, localizado na Avenida Antonio Guimarães (MA 034), s/n, bairro Olho da Aguinha, Coelho Neto. O magistrado será auxiliado pelos servidores José Valdécio Ferraz Júnior, diretor de secretaria da VT, e Valdênia Cassia Oliveira da Rocha, chefe de audiências.

A itinerância tem como objetivo viabilizar o acesso da população do Município aos serviços da Justiça do Trabalho, dificultado pela distância até a sede da vara trabalhista, que é de aproximadamente 100 quilômetros, e pelas despesas advindas com o deslocamento. A iniciativa atende o que o que versa na Resolução Administrativa nº 69/2003 do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região, que instituiu a Vara do Trabalho Itinerante no TRT.

Vara do Trabalho de Caxias 

A VT de Caxias funciona em sede própria localizada na Rua Oeste, nº 7-A, na Cidade Judiciária, bairro Campo de Belém. O titular da vara trabalhista é o juiz Higino Diomedes Galvão. Pertencem à jurisdição da VT os Municípios de Caxias, Aldeias Altas, Afonso Cunha, Codó, Coelho Neto, Duque Bacelar, São João do Soter e Timbiras. Mais informações sobre a vara trabalhista pelo telefone (99) 3521 3289 e/ou e-mail vtcaxias@trt16.jus.br.

Do Blog do Ricardo Marques

Justiça manda bloquear R$ 1 milhão do grupo João Santos para pagamento de trabalhadores

13095808_1729713000646755_6043577467388056889_n

O Tribunal Regional do Trabalho através da Vara de Trabalho de Caxias decidiu autorizar o bloqueio de R$1.000.000,00 (hum milhão de reais) das contas do Grupo João Santos.

A medida foi tomada após ação trabalhista impetrada pelos sindicatos de classe em decorrência do atraso de salários dos trabalhadores em Coelho Neto. Espera-se que com essa medida a situação dos grevistas que encontram-se acampados em frente a sede da empresa possa ser solucionada com a maior brevidade possível.

Uma vitória da classe dos trabalhadores!