Implantação de Sistecs fortalece agricultura familiar em São João do Sóter

Sem condições de sustentar a família na propriedade que divide com o pai, em São João do Sóter, Fidelis Gonçalves, de 48 anos, estava de malas prontas com a esposa, Rosilene, e os três filhos adolescentes, para o Mato Grosso. Iria trabalhar nas terras de outra pessoa.

unnamed (4)
Sisteminha da Embrapa

Iria, já que Fidelis foi um dos produtores familiares escolhidos para receber um Sistema Integrado de Tecnologia Social (Sistecs). A entrega faz parte do trabalho conjunto do Governo do Estado do Maranhão, através da Secretaria de Agricultura Familiar – SAF, e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, no âmbito do programa Mais IDH.

A instalação do Sistema ocorreu, também, como fase final de treinamento dos técnicos que trabalharão com Assistência Técnica Rural (ATER), cuja formatura acontece no próximo dia 15 de setembro.

“Não tinha mais como ficar aqui. Iríamos embora essa sexta, já atrasados. Uma caravana com 10 famílias, incluindo meus irmãos foram na frente para trabalhar de roça em terras no Mato Grosso. Agora não preciso mais ir, o que me deixa muito feliz e com esperança de uma vida melhor em casa”, contou o produtor familiar Fidelis Gonçalves.

unnamed (3)
Secretário Adelmo Soares conversa com o produtor familiar Fidelis Gonçalves

A escolha da família para receber a tecnologia foi feita pelo comitê gestor municipal, formado por secretários municipais, sindicalistas e membros da Câmara Municipal de São João do Sóter.

“Estamos instalando um Sistecs para o sr. Fidelis, ele receberá treinamento e acompanhamento dos técnicos, mas daí para frente contamos, também, com a força da família. E não duvidamos que muitos frutos sairão daqui, e de todos os outros municípios”, contou o secretário de Agricultura Familiar do Estado, Adelmo Soares, presente durante a instalação.

O Sistec implantado em São João do Sóter foi do tipo “Sisteminha”, que é apenas uma das tecnologias de produção de alimentos que será instalada em todo o Maranhão, através do Mais IDH. Desenvolvido em 2011 pelo pesquisador da Embrapa Meio-Norte, Luiz Guilherme, o “Sisteminha” segue um modelo agrícola sustentável, com aproveitamento de materiais disponíveis nas regiões de implantação.

Em São João do Sóter, por exemplo, a estrutura do tanque de peixes foi “costurada” com fita de garrafa pet, retirada de litros de refrigerante. Constituem ainda o sistema, um minhocário, para produção de fertilizante orgânico, e um galinheiro.

Também foram instalados Sistecs em mais dois municípios simultaneamente, Santana do Maranhão e Satubinha. Cada um com 15 técnicos em treinamento. Até o final do ano 100 Sistecs serão instalados em todo o Estado.

Os 90 técnicos do Mais IDH estão em fase final de treinamento. Desses, 15 estão até sábado, 05, na propriedade da família Gonçalves. O trabalho foi acompanhado de perto pelo instrutor da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (AGERP), Francisco Prazeres, o coordenador de Assistência Técnica Rural (Ater/SAF), Estevão Amaral, e pelo secretário de estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares.

A entrega dos certificados dos 90 novos técnicos do Mais IDH acontece no próximo dia 15, no Teatro João do Vale.