‘Fake SMS’: PF investiga governo do PT no PI por mensagens com fins eleitorais

‘Fake SMS’: PF investiga governo do PT no PI por mensagens com fins eleitorais

De O Antagonista

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (16) a Operação “Fake SMS”, com o objetivo de investigar a contratação, pelo governo do Piauí, de serviços de disparo automático de mensagens via aplicativo com fins eleitorais.

Foram cumpridos dois mandados de busca, expedidos pelo juízo da 98ª Zona Eleitoral, em Teresina.

Policias apreenderam documentos, celulares e mídias de armazenamento.

O material apreendido agora será analisado pela PF. com o objetivo de comprovar se o serviço contratado era utilizado com a finalidade específica de emitir mensagens ou comentários na internet para ofender a honra ou denegrir a imagem de candidato, partido ou coligação, o que constitui crime eleitoral.

Jornalista consegue habeas corpus preventivo para não ser preso no Piauí

O jornalista Arimateia Azevedo, colunista do Portal AZ de Teresina, no Piauí, está munido de Habeas Corpus Preventivo para não ser preso em eventual decisão do juiz da 8a Vara Criminal de Teresina. O pedido de prisão preventiva contra Arimatéia Azevedo foi feito pelo desembargador Erivan José Lopes, ex-presidente do Tribunal de Justiça do Piaui.

O desembargador ingressou na Justiça com ação por crime contra a honra, por conta de matérias jornalísticas publicadas por Arimatéia. Até já ocorreu a audiência de instrução do caso, mas vai ser refeita, remarcada para março, porque a defesa do desembargador denunciou falhas no sistema de som do tribunal. O jornalista pede perícia no sistema.

Arimatéia Azevedo e parte da mídia piauiense, publicaram notícias sobre a denúncia do promotor da cidade de Luis Correia, Galeno Aristoteles, sobre suposto envolvimento do desembargador Erivan Loes com a grilarem de terras no litoral. Galeno divulgou áudios e textos de conversas do magistrado com pessoas supostamente envolvidas no que o promotor denominou ‘organização criminosa’, entre os Manoel Barbosa, titular do cartório da cidade.

Concomitantemente à ação que move contra o jornalista Arimatéia Azevedo, o desembargador Erivan, sentindo-se incomodado com as publicações, conseguiu uma liminar junto ao juiz da 8ª Vara Criminal para proibir o jornalista de citar o seu nome. Semana passada, os advogados de Erivan pediram a prisão preventiva de Arimatéia Azevedo.

A defesa do jornalista se antecipou à decisão do juiz e ingressou com Habeas Corpus preventivo no Tribunal do PIAUÍ e conseguiu o chamado Salvo-Conduto, que impede Azevedo de ser preso.

Arimatéia Azevedo insiste que não pode ser responsabilizado criminalmente por seus textos, que somente relatam fatos públicos, e que também foram objeto de comentário em outros portais e órgãos da imprensa. Para ele, Erivan se defende procurando calar a imprensa do Piauí.

O primeiro e único profissional da imprensa piauiense a denunciar o crime organizado no Piauí, nos anos 80, que resultou na prisão do chefe da organização criminosa, o coronel PM Correia Lima e seu bando, o jornalista Arimateia Azevedo coleciona mais de uma centena de processos por denuncia supostas ilegalidades cometidas principalmente por agentes públicos.

Do Blog do Gilberto Leda

Filho de Coelho Neto, Dr Benjamim é condecorado com honraria mais importante da medicina do Piauí

Filho de Coelho Neto, Dr Benjamim é condecorado com honraria mais importante da medicina do Piauí

Filho de Coelho Neto, o médico neurocirurgião e presidente da Associação Reabilitar, Benjamim Pessoa Vale, recebeu, na última semana, a Medalha de Honra ao Mérito São Lucas. A comenda é a mais alta honraria da classe médica no Estado do Piauí, que tem como objetivo homenagear os profissionais que prestam relevantes serviços à medicina e à sociedade.

A homenagem está inserida no Estatuto da Associação Médica Brasileira do Piauí (AMB-PI) e aconteceu durante a solenidade de abertura da III International Medical Conference of Piauí; o XVII Congresso Médico do Piauí e o V Congresso da SAMPI, no auditório do Gran Hotel Arrey.

“Ser homenageado por seus professores, em conjunto, é sinal que você construiu uma trajetória parecida. Dentro da minha formação médica, uma das pessoas que devo muito é ao Dr. Tupinambá, que também foi um dos homenageados nesta noite. Então, uma homenagem oriunda da classe médica para o nosso exercício é fruto brotado da alma, da sensibilidade. Isso nos faz mais humano e, como eu sempre digo na vida, nosso objetivo é o ser humano”, frisa o médico Benjamim Pessoa Vale.

Durante a homenagem aos médicos, o presidente da AMB-PI, o médico cardiologista Paulo Márcio Nunes, também falou sobre a trajetória do médico Benjamim Pessoa Vale. “Dr. Benjamim, a Associação Médica Brasileira tem o dever de lhe homenagear e tem o dever de bater palma para você, como eu bato nesta noite”, finaliza.

Da Associação Reabilitar

Fábrica do Grupo João Santos leiloa prédio em Teresina para pagar dívidas trabalhistas

Mesmo um ano depois do fechamento da fábrica da Itapissuma S/A  na cidade de Fronteiras, a empresa ainda se vê envolta em dívidas trabalhistas contraídas com a demissão em massa de 200 funcionários. É para pagar estes débitos que a Justiça do Trabalho determinou leilão, na modalidade venda direta, de um imóvel localizado na Avenida Frei Serafim e que pertence à empresa.

Ao todo, o leilão envolve três terrenos, indo da Rua Monsenhor Gil até a Avenida Frei Serafim, no Ilhotas, incluindo todas as construções existentes, de acordo com os limites e dimensões explicitados no edital. O imóvel da Frei Serafim, onde funciona a Engecopi, foi avaliado em R$ 8 milhões.

Com o montante arrecadado, a Justiça do Trabalho espera que a Itapissuma quite as dívidas contraídas com os mais de 500 processos ajuizados após a dispensa dos funcionários sem a prévia negociação com o sindicato da categoria, com salários atrasados e sem o pagamento de férias e verbas rescisórias. Até o momento, já foram realizados 113 acordos judiciais somente na Vara do Trabalho de Picos, resultantes das demissões.

Além de quitar as dívidas trabalhistas, a Itapissuma S/A deverá, segundo determinou a Justiça do Trabalho, utilizar o restante do valor conseguido nos leilões para adquirir insumos necessários para a retomada das atividades no Estado. A reabertura da indústria deverá priorizar a contratação dos ex-trabalhadores dispensados, comprovando essa situação nos autos.

Fonte: Ministério do Trabalho

Concurso da PM do PI oferece 400 vagas com salário de R$ 3.100

Foi divulgado nesta sexta-feira (10) o edital de concurso público para o preenchimento de 400 vagas para o Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar do Piauí. As inscrições começam na próxima segunda-feira (13) por meio do site da Nucepe (Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos) da Universidade Estadual do Piauí (Uespi). A remuneração inicial para os praças é de R$ 3.100 (Confira o edital completo).

Do total de vagas, 10% serão destinadas às candidatas do sexo feminino. Os novos policiais serão distribuídos por 10 cidades do interior do Piauí: Parnaíba, Floriano, Picos, São Raimundo NonatoPiripiri, Avelino Lopes, Oeiras, Uruçuí e Corrente. As provas objetivas estão previstas para acontecer no dia 30 de abril.

Para o secretário de segurança, Fábio Abreu, o objetivo deste edital é contemplar as unidades do interior do Estado, onde há mais necessidade de aumento de efetivo, e ressaltou o trabalho digno de elogios realizado pelos profissionais dessas regiões.

Critérios de Admissão no Concurso CFSD
Para ingressar na Polícia Militar do Piauí por meio do Curso de Formação de Soldados, segundo edital recém-lançado do concurso, é preciso ter ensino médio completo, ter idade entre 18 e 30 anos durante o período de inscrição e ter classificação e aptidão em todas as etapas do Concurso (1ª Prova escrita objetiva, 2ª exames de saúde, 3ª teste de aptidão física, 4ª teste psicológico e 5ª investigação social), dentre outros critérios especificados em edital.

Polícia Militar do Piauí
Inscrições
De 13 a 23 de março
Vagas
400
Salários
R$ 3.000,00
Taxa
R$ 80,00

Do G1 Piauí

Menor acusado de estupro coletivo no Piauí é morto pelos colegas

ca56ec71-1085-4115-8a88-1fa7a77fc825

Nas primeiras horas da madrugada desta sexta-feira (17), um dos menores acusados de participar do estupro coletivo contra quatro adolescentes em Castelo do Piauí no dia 27 de maio foi espancado até a morte pelos outros três também acusados de participação no crime no CEM (Centro Educacional Masculino), no bairro Itaperu, zona Norte de Teresina.

Segundo informação dos agentes, os quatro foram colocados em um só dormitório até para garantir a segurança dos mesmos pelo fato da grande repercussão do crime e na tentativa de protegê-los. Só que na madrugada,  eles escutaram o barulho e quando chegaram já encontraram o adolescente ferido.

A vítima, identificado como Gleisom Vieira da Silva, de 17 anos, é o que deu depoimento, em vídeo no local do crime em Castelo do Piauí, contando como foi o caso e essa seria a motivação da sua morte.

O secretário de assistência social Henrique Rebelo afirmou que esse é um caso que eles nunca poderiam imaginar. “Os menores foram transferidos para o CEM, foram tomadas todas as medidas cabíveis já que todos os demais adolescentes que se encontram no local fizeram um forte protesto, cerca de dez a quinze minutos protestando contra a vinda desses menores. Eles foram colocados em uma ala apropriada para esse tipo de delito, passaram por medidas de prevenções para que soubessem onde estavam como iam se comportar, os mesmos manifestaram interesse de permanecer juntos, já que nas outras alas os demais adolescentes recusavam em recebê-los e segundo o diretor da unidade eles estavam unidos, mas nós não imaginávamos que eles tivessem esse grau de periculosidade no sentido de que pudessem brigar uns com os outros e terminar nessa situação. O adolescente ferido foi socorrido a tempo, foi retirado com vida, dado a ele todo o atendimento de imediato, mas infelizmente veio a falecer, nós lamentamos esse fato, eles são extremamente perigosos e nós estamos muito tristes com essa situação”, afirmou.

O diretor de atendimento sócio educativo da Secretaria da Assistência Social e Cidadania (Sasc), Aderlly Lopes, afirmou que a primeira preocupação deles era de separar os adolescentes em relação aos outros que já estavam no CEM.

“A nossa preocupação maior era a separação desses adolescentes em relação aos outros que já estavam lá, a direção juntamente com a coordenação se prontificou em dialogar com os adolescentes para verificar qual o melhor alojamento que eles pudessem ficar no programa sócio educativo, e ficou decidido por decisão deles que eles ficariam juntos no mesmo alojamento mas a preocupação inicial era a separação deles em relação aos outros que já estavam no CEM tendo em vista um princípio de tumulto com a chegada deles na unidade. Os adolescentes que tiveram participação no ato infracional em Castelo do Piauí foram os mesmos que tiveram participação na morte do menor aqui dentro da unidade, eles confessaram, o delegado de homicídios esteve no local e foram encaminhados a Central de Flagrantes e depois serão encaminhados para o Complexo de Defesa da Cidadania”, declarou.

Do Portal Meio Norte