Agravamento da crise com trabalhadores, revela desprezo do Grupo João Santos com Coelho Neto

A queda de braço de trabalhadores com a cúpula do Grupo João Santos em Coelho Neto teve seu estopim nesta quarta (18), quando manifestantes enfurecidos se reuniram em frente a Usina Itajubara S/A para protestar.

Com palavras de ordem, dedo em riste e queima de pneus em frente a sede da empresa, trabalhadores buscavam chamar atenção para o desrespeito com quem vem sendo tratada as questões relacionadas aos seus pagamentos.

Se para quem trabalha no campo o dinheiro foi liberado – para garantir a final da moagem, para os trabalhadores da usina o final não foi o mesmo.

A situação é tão séria que a Polícia Militar foi chamada ao local para tentar acalmar os ânimos dos trabalhadores diante do descaso do Grupo em se posicionar de maneira séria, sem malabarismo ou engodo.

As autoridades da cidade precisam se posicionar de forma urgente.

Enquanto ainda se tem o controle da situação…

Após paralisação, sindicalistas de Coelho Neto costuram acordo com o Grupo João Santos

De acordo com informações obtidas junto a advogados do SINTRIAD que estão a frente das negociações para o pagamento de rescisões e salários atrasados junto ao Grupo João Santos, um acordo já teria sido costurado entre as duas partes.

Para resolver o imbróglio, foi feito um indicativo de pagamento para esta terça (10), que contempla os trabalhadores rurais, agendamento para os da indústria, passivos e rescisões dos trabalhadores demitidos.

Ainda de acordo com os advogados, eles se mostraram otimistas em resolver judicialmente as situações que tanto afligem aqueles que dedicaram sua vida de trabalho ao grupo.

Com informações Euclides Filho

Trabalhadores do Grupo João Santos paralisam para receber salários…

A triste novela de desrespeito do Grupo João Santos para receber seus salários parece ganhar mais um capítulo.

Segundo informações colhidas pelo blog, parte dos trabalhadores que atuam na Safra 2019 da Usina Itajubara tiveram que suspender suas atividades para receberem seus salários.

Cena lamentável!

Foto: Euclides Filho

Grupo João Santos coloca Coelho Neto no topo do ranking de geração de emprego no Estado

As contratações temporárias do Grupo João Santos para a moagem da safra 2019 contribuíram para que Coelho Neto superasse a capital São Luís na geração de empregos no mês de junho.

A cidade ficou no topo do ranking entre os 51 municípios maranhenses com mais de 30 mil habitantes, segundo o levantamento do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego – Caged, do Ministério do Trabalho.

Os dados estatísticos que foram divulgados na última quinta (25), apontam um percentual de variação foi de 0,43% em relação ao mês anterior. Foram 323 vagas abertas, com variação mensal de  18,74%, enquanto que em São Luís  foram 163 vagas de saldo positivo, com crescimento de apenas 0,07%.

No Maranhão, os setores da Agropecuária, Construção Civil e da Indústria de Transformação responderam pelo saldo positivo de 2001 vagas de  carteira assinada.  Os dados apontam ainda retração em dois setores da economia que vinham sustentando o nível de emprego; comércio e serviços tiveram saldo negativo. A queda mais acentuada ocorreu no comércio varejista, com elevada taxa de desligamento. Foram 301 vagas encerradas.

Em relação ao serviço, no subsetor do transporte e comunicação houve a maior retração, com saldo negativo de 45 vagas. Neste subsetor estão os cobradores, trabalhadores das concessionárias do transporte público que vem sendo eliminados dos quadros destas operadoras.

Com contribuição do Blog do Garrone/ Foto: João Osório

Presidente da Câmara participa de mobilização dos trabalhadores do Grupo João Santos em Caxias

Presidente da Câmara participa de mobilização dos trabalhadores do Grupo João Santos em Caxias

O presidente da Câmara de Coelho Neto Marcos Tourinho (PDT), esteve presente nesta terça (12), durante audiência de conciliação entre as entidades sindicais e os trabalhadores do Grupo João Santos.

Cerca de 80 trabalhadores foram para Caxias e fizeram uma manifestação pacífica na frente da sede da Justiça do Trabalho.

Apoiador da causa dos trabalhadores, Tourinho disse ao final da audiência que acredita na justiça e de uma resposta positiva em favor dos trabalhadores.

“Não houve acordo e a questão agora está nas mãos da justiça. Há um pleito que pede o bloqueio de bens do Grupo para garantir esses pagamentos e é esse pedido que a justiça julgará agora”, explicou ele.

Estiveram presentes os representantes sindicais Mariano Cratéus, Eduardo Penha e o advogado Dr Marcondes Magalhães.

Da Ascom/Câmara

Rafael Leitoa garante empenho na questão de trabalhadores do Grupo João Santos

Rafael Leitoa garante empenho na questão de trabalhadores do Grupo João Santos

Da Assessoria da Câmara

Durante estada em São Luís, o presidente da Câmara Marcos Tourinho (PDT) e demais vereadores que compareceram à solenidade de posse dos deputados estaduais estiveram em audiência no gabinete do deputado estadual Rafael Leitoa (PDT).

Na oportunidade eles mostraram preocupação com a situação dos trabalhadores que foram demitidos do Grupo João Santos no final do ano passado e receberam manifestação de apoio da parte do parlamentar.

Participaram da reunião ainda os vereadores Moabe Branco (PSD), Rafael Cruz (MDB), Wilson Vaz (Avante), Júnior Santos (MDB) e João Paulo (MDB).

Ao final do encontro, o deputado gravou um vídeo para a população da cidade reafirmando apoio a causa e prometendo empenho na busca por meios que minimize o impacto das demissões na cidade.

Confira o vídeo:

Cobranças sobre a omissão de Rafael Leitoa incomoda subalternos aliados do prefeito de Coelho Neto…

Rafael Leitoa: antes dos votos apoio de perto, depois do voto conversa de longe

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados e Assalariadas Rurais de Coelho Neto Eduardo Penha – aliado do prefeito Américo de Sousa (PT), resolveu tomar as dores do deputado Rafael Leitoa (PDT), após crítica feita por esse blog em postagem da última quinta (13).

Na defesa “meia boca” feita pelo sindicalista e publicizada pelo capacho do deputado na internet (ju$$tificadamente), só confirma que o blog estava certo. Penha não trouxe absolutamente nada de novo que pudesse contrariar o que afirmamos, alias reforçou que o apoio que antes era de corpo presente ao que parece agora deve ser por telefone. O que houve?

Será que após a eleição o deputado Rafael Leitoa esqueceu o caminho de Coelho Neto? Por que será que o deputado não mostra a cara como mostrava quando queria votos? Por que o presidente não aproveitou seu “rosário de bobagens” para anunciar o que de fato o deputado já fez para ajudar os trabalhadores? Por que será que o deputado não esteve presente na reunião do Grupo João Santos provocada pela Câmara e evita se manifestar sobre o assunto publicamente?

Sem ligar um pingo para o estrebuchar do presidente, vamos continuar cumprindo com nosso dever e cobrando o posicionamento da classe política sim, inclusive do prefeito de quem ele é defensor, mas que até agora não fez absolutamente nada para ajudar quem quer que seja. Não é tarde lembrar que o deputado Rubens Júnior  só se manifestou após cobrança pública do blog e até agora também não trouxe nada de concreto que pudesse servir de elogios para sua atuação.

O blog não se pauta pela opinião do presidente e nem de seus apoiadores políticos, até porque ele já mostrou que não tem influencia alguma com estes. O blog vai continuar cobrando e denunciando os políticos aproveitadores e oportunistas que antes da eleição vão para a greve, pousam para fotos e abraçam o trabalhador…

Mas que após ganhar os votos se esconde e fica sendo solidário apenas de boca para tentar enganar quem tem vocação pra ser besta…

Deputado eleito Duarte Júnior se manifesta sobre situação de trabalhadores de Coelho Neto

O deputado estadual eleito Duarte Júnior (PCdoB) também se manifestou em rede social sobre a situação dos trabalhadores em Coelho Neto.

Ele é o segundo a Se manifestar desde que o blog cobrou da classe política um posicionamento sobre a situação. Antes dele o deputado federal Rubens Júnior (PCdoB), também já havia se manifestado. Antes deles apenas o vereador Luiz Ramos (PSD) e o ex-ministro Gastão Vieira já haviam se posicionado sobre o ocorrido.

Duarte que foi presidente do Procon do Maranhão focou sua fala no respeito aos direitos dos trabalhadores, visivelmente desrespeitado pelo Grupo João Santos.

“Sobre o caso das demissões em Coelho Neto, informo que buscarei auxílio pra que os trabalhadores tenham seus direitos assegurados. Não podemos permitir qualquer afronta aos direitos fundamentais do trabalhador e à Constituição. Mesmo diante à crise, vamos unir esforços para que, casos como o de Coelho Neto não se tornem realidade em nosso Estado”, disse ele.

O prefeito de Coelho Neto Américo de Sousa (PT) e o deputado estadual Rafael Leitoa (PDT), seguem em silêncio…

Após cobranças, Rubens Júnior se manifesta em favor dos trabalhadores do Grupo João Santos…

Após cobrança pública feita por esse blog, o deputado federal Rubens Júnior – o mais votado da última eleição em Coelho Neto, usou sua rede social para se manifestar em defesa dos trabalhadores do Grupo João Santos.

A fala do deputado vem após as críticas quanto ao silêncio do prefeito Américo de Sousa (PT) e seus aliados que ainda não haviam se posicionado para a situação caótica dos trabalhadores. O suplente de deputado federal Gastão Vieira também já havia demonstrado preocupação com a situação e antes deles, apenas o vereador Luiz Ramos (PSD), havia se manifestado com uma proposta palpável.

Segundo a fala de Rubens Júnior, o secretário de Indústria e Comércio está sendo contactado para que a problemática seja discutida. Por mais que a questão se refira a um grupo privado, é dever do poder público municipal mobilizar a classe política do Estado em favor da situação dos trabalhadores.

O quadro não é fácil. Para qualquer cidade a demissão de quase 400 funcionários representam uma situação caótica e se a classe política não se mexer, quem vai fazer algo? A situação dos trabalhadores do Grupo João Santos é atípica, pois se não bastasse a demissão elas ocorreram sem que nenhum recurso fosse pago, ou seja, todos sairam literalmente com uma mão na frente e a outra atrás.

As coisas só não acontecem se ficarmos vendo sem fazer nada. Esperamos que algo possa ser feito por esses trabalhadores para minimizar a forma com que foram demitidos e o impacto que a medida causa na situação econômica do município.

O deputado estadual Rafael Leitoa (PDT), segue em silêncio…

Crise: Grupo João Santos confirma demissão de quase 400 trabalhadores em Coelho Neto

Grupo João Santos: alvo de disputa familiar, grupo empresarial caminha a passos largos para a ruína

O risco de demissões em massa em Coelho Neto por parte do Grupo João Santos se confirmou nesta sexta (07). Ao todo foram 363 trabalhadores demitidos da Usina Itajubara, sendo 181 da área rural e 182 da área da indústria.

As demissões em massa confirma um colapso de grande impacto econômico na situação do município e a situação de ruína que passa o conglomerado pernambucano.

Mesmo com todos os servidores demitidos, o Grupo alega não ter dinheiro para fazer o pagamento das rescisões e do passivo. Para minimizar o estrago, a empresa entregou aos sindicalistas uma lista de imóveis (terras) que podem ser leiloados pela justiça e o dinheiro convertido no pagamento dos trabalhadores.

De acordo com o que apurou o blog, ficaram 70 trabalhadores no campo e a mesma média na indústria e é com esse pequeno efetivo que o Grupo pretende garantir a manutenção do campo e tentar fazer a safra do próximo ano.

O Sindicato dos Trabalhadores (as) Assalariados Rurais – STTA tem uma assembleia marcada para hoje com vistas a tratar do tema.

Estranhamente, desde que o blog trouxe o tema a público na semana passada, nenhuma autoridade política tratou do assunto publicamente.

Pense numa preocupação com o povo…