Maranhão: Após prisão de casal acusado esquartejar criança, filha assume participação no crime

Maranhão: Após prisão de casal acusado esquartejar criança, filha assume participação no crime

A Polícia Civil prendeu nesta terça-feira (7) um casal por suspeita de participação em um homicídio qualificado e ocultação de cadáver de um recém-nascido na cidade de Itapecuru-Mirim, na última sexta (3).

De acordo com a polícia, a criança foi encontrada em um matagal no Povoado Vinagre com a cabeça e membros separados do corpo. Durante as investigações, a polícia viu através de imagens de uma câmera na região a passagem de um veículo vermelho próximo ao local onde o corpo foi encontrado.

Por meio das imagens, a polícia localizou o casal e suspeitou, inicialmente, da prática de rituais satânicos. No interrogatório, o dono do táxi alegou não saber que era um corpo de crianca. Ele disse que pensava ser carne podre esquecida por algum cliente e jogou no matagal como se fosse lixo.

Pouco tempo depois da prisão, a filha do casal se apresentou na delegacia dizendo que abortou espontaneamente, e que colocou a criança no saco de lixo dentro do carro do pai. Ela disse ainda que o pai não sabia do caso, pois ela havia escondido a gravidez.

A polícia informou que tudo ainda será esclarecido e elucidado após o resultado da perícia solicitada ao Instituto Médico Legal (IML).

Do Comunidade F7

Para receber benefício do INSS, mãe amputa com machado pé de filho de 3 anos

Para receber benefício do INSS, mãe amputa com machado pé de filho de 3 anos

Um menino de três anos teve o pé direito amputado, possivelmente com um machado, na zona rural da cidade de Tabocas do Brejo Velho, Oeste da Bahia.

Segundo a Polícia Civil, a suspeita do crime é a própria mãe da criança, que teria feito isso para o menino ser aposentado por invalidez e receber benefício do governo.

O crime ocorreu domingo passado, Dia das Mães, e só foi descoberto no dia seguinte. A vítima foi operada no Hospital do Oeste, em Barreiras, e não corre risco de morte. O caso foi confirmado pela 26ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Corpin), sediada em Santa Maria da Vitória e com abrangência em Tabocas do Brejo Velho.

O delegado Alessandro Braga, de Santa Maria da Vitória, disse que o caso está sendo apurado desde a quarta-feira (16), quando foi prestada a queixa do crime. Ele não soube informar se a mãe do menino já foi ouvida no caso. O CORREIO não conseguiu contato com a delegacia de Tabocas porque o telefone da unidade está quebrado.

O crime chegou até as autoridades policiais por meio do Conselho Tutelar de Tabocas, que recebeu denúncias de moradores do povoado de Juazeiro (a 16 km da sede), onde a criança mora com a mãe.
A conselheira tutelar Silvana Oliveira Campos, de Tabocas, disse que as suspeitas recaem sobre a mãe porque na casa dela foi encontrado um machado e um pano sujos de sangue.

Os objetos estavam num depósito nos fundos da residência, e foram apontados pelos avós da criança, que deram informações confusas sobre o que ocorreu com a vítima.

A criança, segundo a conselheira tutelar, está em um abrigo em Barreiras. O Conselho Tutelar de Tabocas pedirá que mãe da criança perca a guarda da mesma.

Há suspeitas de que, no momento do crime, ela tenha sido ajudada por um homem, que seria companheiro dela, mas ainda não foi identificado. A mulher está desempregada.

O Conselho Tutelar informou ainda que obteve informações de populares de Juazeiro de que a mãe do menino vivia dizendo que queria viver de benefício do governo.

Fonte: jconline.ne10.uol.com.br

Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente garante atuação durante o período de Carnaval em Afonso Cunha

Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente garante atuação durante o período de Carnaval em Afonso Cunha

Atendendo a uma recomendação do Ministério Público, a Prefeitura de Afonso Cunha através da Secretaria de Assistência Social realizou uma reunião na última quinta (28), com parceiros da Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente.

O encontro serviu para definir as estratégias de trabalho durante o período carnavalesco e coibir infrações ao Estatuto da Criança e do Adolescente.

Dentre as preocupações estão a fiscalização quanto a venda de bebida alcoólica e a participação de crianças e adolescentes nos locais das festas sem o devido acompanhamento de responsáveis e ou em horário inadequado.

Participam da mobilização a Procuradoria do Município, a Secretaria de Cultura, a Polícia Militar, o Conselho Tutelar, a Câmara de Vereadores e o Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Criança é vítima de bala perdida em São Luís…

Uma criança identificada como Tauã Vitor Cardoso da Silva, de apenas seis anos, foi vítima de uma bala perdida e morreu no final da noite de domingo (22) no bairro Coroadinho em São Luís.

Segundo a polícia a motivação do tiroteio, que ainda deixou outras pessoas atingidas, ainda é desconhecida.

O menino ainda chegou a ser foi socorrida e encaminhada para o Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão 1), situado na área central de São Luís, mas não resistiu aos ferimentos causados pelos tiros e morreu no hospital.

Do G1