Bacelar participa da assinatura de acordo e convênio com o Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimento da França

Pela terceira vez o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) renova a parceria com os pesquisadores franceses do IRD (Institut de Recherche Pour Le Développement), que teve início formalmente em 2008, e seguirá pelos próximos cinco anos. Uma década se passou e os frutos dessa colaboração são percebidos a partir das produções científicas desenvolvidas em conjunto pelos cientistas, além da troca de capacitação técnica, assim como as iniciativas de fomento e compartilhamento do conhecimento geocientífico.

Durante a Conferência Internacional de Monitoramento dos rios da América do Sul via satélites, o diretor de Hidrologia e Gestão Territorial da CPRM, Antônio Bacelar, e a representante do IRD no Brasil, Marie-Pierre Ledru, assinaram um convênio interinstitucional e um acordo para o desenvolvimento do projeto “Investigação da Dinâmica Fluvial de Grandes Bacias com Aporte de Sensoriamento Remoto”. O diretor-presidente da CPRM, Esteves Colnago, também assinará os instrumentos de cooperação internacional, em Brasília.

O acordo estabelece o desenvolvimento de um projeto de pesquisa relacionado à Hidrologia, Hidrogeologia, Paleoclimatologia e Geoquímica (solo, sedimento de corrente, água e rocha) no âmbito da Bacia Hidrográfica Amazônica (rios Solimões, Amazonas, Negro, Purus e Madeira), Bacia do rio Paraguai e Bacia do rio São Francisco. Serão coletadas e integradas informações sobre mapas topográficos, mapas geológicos, imagens de satélites, além de dados de sensores remotos, radar altimétrico e hidrológicos, que envolvem informações sobre águas subterrâneas, geoquímica e palinologia.

Daniel Moreira, engenheiro cartógrafo da CPRM e Fabrice Papa, pesquisador do IRD, ficarão responsáveis pela coordenação científica e acompanhamento do plano de trabalho, que inclui sete etapas. Entre elas, destacam-se: aquisição e análise de documentação básica; interpretação dos dados disponíveis; infraestrutura e apoio logístico; trabalhos de campo; processamento, consistência e consolidação dos dados; capacitação da equipe técnica por intermédio de treinamentos; e, por fim, elaboração de relatórios anualmente para acompanhamento do projeto, além de um produto final.

Segundo Moreira, o foco do projeto está no entendimento da dinâmica fluvial das respectivas bacias que abrangem o projeto e nos impactos sobre as áreas habitadas. “Os dados de estações virtuais, obtidos por altimetria espacial e dados de sensores remotos diversos, serão utilizados no apoio ao monitoramento convencional realizado pelas estações hidrometeorológicas e todos esses produtos possibilitarão a melhor caracterização temporal da evolução hidrodinâmica dos sistemas fluviais”, acrescentou o engenheiro cartógrafo.

O convênio por sua vez promoverá a cooperação e o intercâmbio entre os cientistas a partir da realização de programas de pesquisa em conjunto; formação e aperfeiçoamento de pessoal; valoração dos resultados adquiridos nos estudos; e difusão da informação científica e técnica.

A conferência “South America Water from Space II” está sendo realizada em Manaus. O evento, que é organizado pela CPRM, IRD e Universidade do Estado do Amazonas (UEA), teve início na segunda-feira (4) e seguirá até o dia (7/11).

Da CPRM

Bacelar participa de Conferência Internacional em Manaus

 

“Compreender o ciclo global da água para o gerenciamento dos recursos hídricos”, este é o tema da segunda edição da “South America Water from Space II Conference”. O primeiro dia do evento foi marcado pelos discursos do embaixador da França no Brasil, Michel Miraillet, e do diretor de Hidrologia e Gestão Territorial do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Antônio Bacelar, durante a cerimônia de abertura.

“O clima, as condições meteorológicas, o meio ambiente, e de forma mais ampla, a vida aquática e terrestre, bem como as atividades humanas, são profundamente afetadas pela variabilidade e as mudanças do ciclo contínuo e interconectado da água”, afirmou Miraillet.

A intensificação de fenômenos como a seca e inundações impactam na aceleração do ciclo hidrológico. Sendo assim, o monitoramento por intermédio de tecnologia espacial é essencial para elaboração de previsões meteorológicas com maior precisão, assim como resulta também no aprimoramento de sistemas de alerta de eventos climáticos extremos.


De acordo com o embaixador, a missão SWOT (Surface Water Ocean Topography) pretende mudar a forma de observar e entender o ciclo continental da água e a dinâmica das águas continentais. “O objetivo será então de realizar o primeiro estudo mundial do mapeamento da água doce na superfície dos continentes”, ponderou.

“A bacia Amazônica é um local apropriado para realizar experimentos relacionados com o uso do satélite na hidrologia, pela extensão de sua área e amplitude dos seus cursos d’água”, enfatizou Bacelar. Ao abordar a parceria entre a CPRM e o Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimento da França (IRD), o diretor da CPRM ressaltou a importância do compartilhamento de conhecimento técnico entre as mais diversas organizações de pesquisa. Segundo ele, em breve essa cooperação internacional possibilitará uma revolução na Hidrologia em escala global.

“O mais importante é que construímos uma sólida parceria CPRM/IRD, na realização da pesquisa, formação e capacitação de profissionais, cujo instrumento será renovado. Muito além desta parceria, identifico a formação de uma rede de cooperação envolvendo as agências espaciais americana e europeia, universidades, institutos nacionais e estrangeiros”, disse.

Frederico Peixinho, chefe do Departamento de Hidrologia do Serviço Geológico do Brasil, e Bacelar expuseram as ações desenvolvidas pela estatal para realizar o monitoramento hidrológico brasileiro. Além disso, explicaram como as pesquisas de levantamentos básicos nessa área de estudo culminam em informações de prevenção a cheias/inundações e secas/estiagem. A CPRM também avalia a disponibilidade de águas superficiais e subterrâneas no país. Esses dados, por sua vez, colaboram para o aumento e gerenciamento da oferta hídrica.

Palestraram durante a manhã e tarde os seguintes cientistas: Frederique Seyler do IRD; Jean-François Crétaux do CNES; Ernesto Rodriguez da Nasa; Allen G. da TAMU; Stéphane Calmant do IRD; Rodrigo Abarca do Chile; Jean Michel Martinez do IRD; Fabrice Papa do IRD; Jefferson Ferreira do IDS Mamirauá; e Marielle Gosset do IRD. Entre os temas abordados, destacam-se: a missão SWOT; rastreamento de extensões globais e sazonalidades de rios diretamente do espaço; monitoramento dos rios mundialmente por altimetria; hidrologia e variação climática; qualidade da água na América do Sul a partir de dados de satélites; escala global e a dinâmica de águas doces da Amazônia a partir de múltiplos satélites; sensoriamento remoto na América do Sul; e, por fim, sensoriamento remoto e precipitações.

Ernesto Rodriguez frisou que a missão SWOT tem despertado a atenção de vários pesquisadores ao redor do mundo, sendo este satélite a ser lançado em outubro de 2021 uma possibilidade de obter dados mais precisos no que se refere ao nível e armazenamento das águas superficiais. Rodriguez também afirmou que o SWOT se trata de um projeto muito caro e que necessita de investimentos.

“O que estamos tentando fazer é compartilhar o conhecimento, pois os pesquisadores de cada país possuem um conhecimento específico do seu respectivo local. Nós queremos ajudar com o monitoramento de forma global. Por isso, queremos nos integrar com esses hidrólogos. Estamos preocupados com as mudanças climáticas dos próximos 50 anos. Não sabemos muito bem onde irá cair a chuva, como será compartilhada essa água e como irá afetar as populações. Dessa forma, poderemos compartilhar dados entre os diferentes países. O satélite fornece dados globais que todos os países podem utilizar”, acrescentou o cientista da NASA.

O evento, que teve início nessa segunda-feira (4/11), segue até quinta-feira (7/11). A abertura foi moderada pelos membros do comitê organizador Daniel Moreira, engenheiro cartógrafo da CPRM, e por Fabrice Papa, pesquisador do IRD. Entre os dias 4 e 6, a conferência será realizada no hotel Tropical Executive, em Manaus. Já no dia (7), os pesquisadores farão uma simulação na estação fluviométrica de Paricatuba para medições de vazão e no encontro das águas para radiometria, mostrando como os satélites observam as cores diferentes do Rio Negro e Solimões.

Do site da CPRM

Bacelar destaca papel da CPRM durante Seminário de Hidrogeologia pela repatriação de fósseis brasileiros

 

O seminário reuniu pesquisadores de 15 países

A abertura do Seminário Internacional de Hidrogeologia e Cartografia Hidrogeológica foi marcada pela homenagem de reconhecimento ao Serviço Geológico Colombiano (SGC) pela repatriação de sete fósseis, que foram apreendidos na Colômbia, em 2017. As amostras foram entregues ao Museu de Ciências da Terra e são procedentes da Bacia do Araripe, sul do Ceará. Tratam-se de duas espécies de peixes (Tharrhias e Vinctifer) e um ramo de árvore (Brachyphyllum obesum), parente dos pinheiros.

O evento, que teve início na terça-feira e segue até a próxima sexta-feira (13), reúne 23 representantes de 15 países, entre eles membros da Associação dos Serviços de Geologia e Mineração Ibero-americanos (ASGMI) e do USGS (United States Geological Survey), além de pesquisadores em Geociências do Serviço Geológico do Brasil (CPRM). Compuseram a mesa de abertura: Esteves Colnago diretor-presidente da CPRM; Oscar Paredes Zapata diretor-geral do SGC; Antônio Carlos Bacelar diretor de Hidrologia e Gestão Territorial; José Leonardo Andriotti diretor de Geologia e Recursos Minerais; e o secretário geral da ASGMI Vicente Gabaldón.

Esteves Colnago, em seu discurso afirmou que este é o momento dos países estreitarem suas relações técnico-científicas e também compartilhar o conhecimento geocientífico especializado.

“O objetivo principal desse encontro é dar continuidade ao processo de elaboração do mapa hidrogeológico da América do Sul, onde o nosso desafio agora é mapear os 43% que ainda faltam do continente sul-americano. Somente por meio da cooperação técnica alcançaremos a integração, no âmbito das geociências, para o progresso da humanidade”, disse Colnago.

Entendendo da importância da cooperação entre os Serviços Geológicos, o secretário geral da ASGMI, Dr. Vicente Gabaldón, destacou durante a abertura que este encontro será de grande importância, tanto para o desenvolvimento do mapa hidrogeológico, assim como para o fortalecimento dos países. “Será uma semana de troca de conhecimentos, experiências e uma oportunidade de melhoria em diversas áreas. Iremos tratar igualmente todos aqueles que estão envolvidos, sabendo compreender as qualidades e dificuldades, tendo como objetivo principal o desenvolvimento do mapa”, finalizou Gabaldón.

Essa união dos países também foi mencionada pela chefe da Assessoria de Assuntos Internacionais da CPRM Maria Glícia da Nóbrega Coutinho, onde ela contou a respeito da repatriação dos sete fósseis originários do Araripe, no Brasil, que foram apreendidos no Aeroporto Internacional da cidade de Cúcuta, na Colômbia, em 2017. A chefe da ASSUNI finalizou agradecendo ao diretor-geral do SGC, Oscar Paredes Zapata, pela ação realizada e enfatizou os frutos obtidos com as alterações na legislação colombiana para proteção do patrimônio fossilífero.

Proteger, identificar, conservar, reabilitar e transmitir a gerações futuras o patrimônio natural da nação é uma das missões do SGC, que tem como principal objetivo há cinco anos estabelecer uma estratégia para o desenvolvimento desta área, além disso, fornecer conhecimento ao restante da população sobre a importância dos fósseis. “O mercado ilegal e legal de fósseis traz vários efeitos negativos. Uma vez que esses objetos chegam nas mãos de colecionadores, seu acesso fica restrito e, de certa maneira, a informação científica se perde”, aponta Zapata.

DESTAQUE

Finalizando a manhã de apresentações, o diretor de Hidrologia e Gestão Territorial, Antônio Carlos Bacelar, fez uma apresentação sobre o Serviço Geológico do Brasil, apontando áreas de atuação, metodologias usadas e projetos realizados durante os 50 anos de empresa. Abordou ainda sobre a questão da água no Brasil e no mundo, qualificando-a como o bem mais precioso que a população possui e que todos devem cuidar e preservar. “É de grande importância a realização desse evento, porque ciência se faz com debate, com troca e com a comunhão dos povos”, finalizou.

Da Assecom CPRM

Bacelar e Márcia anunciam medidas judiciais contra ex-vereador por ataques via rede social

Márcia e Bacelar: reação imediata contra ataques pessoais

O  ex-deputado Antônio Bacelar e a ex-prefeita Márcia Bacelar encaminharam nota ao blog nesta quinta (05), em que confirmam que medidas judiciais já foram tomadas sobre um áudio que circulou em rede social por parte de um ex-vereador de Coelho Neto com ataques ao casal.

A seguir a integra da nota:

Considerando a veiculação em 02/09/2019, às 14h:57min, por meio do Whatsapp, de áudio cujo conteúdo tem a clara finalidade de ofender e denegrir a imagem, a honra e a dignidade das pessoas nela citadas, Antônio Bacelar e Márcia Bacelar vêm a público dizer:

  1. Vivemos em um país democrático em que se respeita a liberdade de expressão, mas tal garantia, como em qualquer lugar do mundo, não se reveste de um direito absoluto, estando sujeito a limites como a honra e dignidade das pessoas;
  2. A qualquer um do poo é assegurado o direito de livre manifestação do pensamento e opinião, entretanto, quando se cometem excessos no exercício dessa garantia constitucional, medidas cabíveis devem ser tomadas a fim de coibir tal prática;
  3. Estando há anos no Município de Coelho Neto e tendo ocupado o mais alto cargo da cidade em 02 (duas) oportunidades colaboramos administrativamente para o desenvolvimento e crescimento local coma execução de várias obras estruturantes e implantação de equipamentos públicos até hoje bem utilizados pelos moradores da cidade e região;
  4. Tendo ocupado o cardo deputado estadual por vários mandatos, igualmente colaboramos para o desenvolvimento municipal, bem como da região do Baixo parnaíba com o direcionamento de emendas parlamentares aplicadas nas mais diversas áreas de interesse coletivo. Sendo ainda servidor público federal e ocupando cargo atualmente de diretor executivo do Serviço Geológico do Brasil junto ao ministério de Minas e Energia por 02 mandatos, temos contribuído para a melhoria da infraestrutura do país e da qualidade de vida do povo brasileiro.
  5. Repudiamos o uso de meios de comunicação modernos como o Whatsapp para disseminação de inverdades e , sobretudo ofensas a qualquer pessoa;
  6. Comunicamos que nossa assessoria jurídica prontamente já tomou as devidas providências para responsabilização cível e criminal do autor e responsável pela veiculação do áudio.

Ex-deputado Bacelar pode lançar pré-candidatura a prefeito de Coelho Neto

Márcia e Bacelar durante participação no encerramento do Festejo de São Raimundo no último sábado (31). Foto: Euclides Filho

Tem sido cada vez mais frequente a presença do casal Bacelar (leia-se Antônio Bacelar e Márcia Bacelar) em Coelho Neto.

Segundo apurou o blog, a presença que já é constante deve se tornar ainda mais frequente tem a ver com a possível pré-candidatura de Bacelar para o cargo de prefeito.

Essa pré-candidatura já havia sido ensaiada no pleito eleitoral passado, mas problemas partidários interferiram no processo e candidatura foi abortada.

Agora Bacelar já começa a namorar com seu partido, com olhar fixo no Podemos – partido do deputado federal Eduardo Braide e que tem tudo para ser sua próxima agremiação partidária. Durante o final de semana, Bacelar foi visto transitando e conversando com lideranças, ao que tudo indica preparando o terreno visando 2020.

É aguardar e conferir!

Bacelar faz grande movimento para receber Hildo Rocha em Coelho Neto

 

O deputado federal e candidato à reeleição Hildo Rocha/MDB foi recebido ontem (30), pelo ex-deputado estadual Antonio Bacelar.

 A aeronave que trazia o parlamentar pouso em Coelho Neto por volta das 10 da manhã. Ainda no hangar da pista de pouso Hildo Rocha falou da importância do apoio de Bacelar e seu grupo político. Significa a qualidade no aproveitamento do voto. É o eleitor consciente que vai decidir a eleição. E o meu apelo é que pesquisem bem antes de votar. Portanto, o apoio de Bacelar e dos amigos que o acompanham representa a segurança do voto, disse.

Da pista de pouso a caravana seguiu em grande carreata que percorreu o centro da cidade, as Avenidas Santana e Coelho Neto encerrando-se no clube dos mototaxistas, onde eles discursaram.

Hildo Rocha e Bacelar foram ovacionados pelos mototaxistas. Rocha é o autor da Lei que regulamenta o serviço de mototaxistas no País.

Ao final, Antonio Bacelar justificou o seu apoio à candidatura de Hildo Rocha: O nosso apoio ao deputado Hildo Rocha se justifica no grande trabalho que ele tem feito pelo Maranhão.É um grande parlamentar, é o primeiro maranhense a ser eleito corregedor da Câmara Federal – um cargo que muito honra o estado do Maranhão – e por ele ser o parlamentar que conseguiu regulamentar a Lei dos mototaxistas e dos Agentes de Saúde. Além do mais, é ficha-limpa, um homem honrado e cumpridor das suas obrigações, finalizou.

Um almoço para os convidados foi servido na residência de Antonio Bacelar. De lá, Hildo Rocha decolou para Chapadinha (MA).

Com contribuição do Blog Direto ao Assunto

Bomba, bomba e bomba! Soliney Silva e Antônio Bacelar juntos?

Dois dos principais expoentes da disputa paroquial em Coelho Neto juntos?

Às 13h:56

Tem um ditado popular que diz que na política só não é possível ver vaca voando, de resto tudo é possível.

Pois bem, o blog recebeu uma foto anônima de um encontro recente na fazenda Pimentas em que aparece o ex-prefeito Soliney Silva em conversa bastante amigável com o ex-deputado Antônio Bacelar.

Para o bem da verdade, Soliney e Bacelar mesmo com as disputas paróquias em Coelho Neto sempre mantiveram relação amistosa fora dos holofotes. O encontro acontece num período delicado, em que a política de Coelho Neto vive a turbulência da gestão desastrosa do prefeito Américo de Sousa (PT).

A conversa dos dois pode ter sido sobre amenidades, sobre propriedades rurais, sobre negócios, mas pode ter sido sobre alianças e o cenário político do próximo ano.

Pela foto a conversa foi proveitosa. E deve render muito nos bastidores da política tupiniquim.

É aguardar pra ver!

Após desistência, Bacelar define apoio a Luis Serra…

DSCN1170

Após protagonizar a maior reviravolta do cenário político desse pleito, o ex-deputado Bacelar (PCdoB) definiu ainda na noite de ontem (03), os rumos que pretende tomar no processo eleitoral em Coelho Neto.

Em reunião com aliados e apoiadores após comunicar desistência da disputa, Bacelar definiu que apoiará a pré-candidatura do empresário Luis Serra (PSDB).

Após dar explicações sobe os motivos da desistência e levando em conta os nomes que permanecem na disputa, ele mostrou preferência pelo nome do empresário e disse que a ele dará apoio.

Pelo andar da carruagem e pelo nível da declaração, fica claro que rusgas e falta de habilidade política de alguns nomes da oposição deram o tom da decisão final do comunista, deixando um rastro cujo desfecho ainda é imprevísivel.

As demais lideranças que até então integravam o grupo de Bacelar, ainda não se manifestaram de como seguirão a partir de agora.

Vale aguardar!

Os que conhecem o teu nome confiam em ti, pois tu, Senhor, jamais abandonas os que te buscam. Salmos 9:10

Bomba, Bomba e Bomba! Bacelar desiste de pré-candidatura e divulga carta

selo-1

O ex-deputado estadual Bacelar (PCdoB), anunciou em reunião realizada agora pouco em sua residência, sua desistência da pré-candidatura a prefeito de Coelho Neto. Entre os motivos foi citado a falta de consenso dos nomes da oposição que até então possuía mais de três nomes na disputa.

O comunista explicou a conjuntura a aliados e apoiadores políticos mas não definiu como ele e seu grupo seguira no processo eleitoral. Ele permanece a frente da Diretoria da CPRM, cargo que ocupa há 05 anos. A seguir a integra da Nota que foi encaminhado por ele ao Blog para informar da decisão:

13383934_10210247704214701_1210385952_o

É com tristeza que venho comunicar a todas as senhoras e senhores munícipes e correligionários que resolvi abrir mão da minha pré-candidatura a prefeito do município de Coelho Neto.

Conforme é do conhecimento de todos, sofri há pouco tempo um desastre automobilístico muito grave, envolvendo além de mim, a minha esposa Márcia, o meu filho Bacelar Filho, a minha nora Karina Bacelar e os meus netos. Apesar da seriedade do acidente, nada de grave aconteceu a nós, um verdadeiro milagre, por obra do  Divino Espírito Santo, diante do qual  todos os dias levanto as minhas mãos aos céus e agradeço a bênção recebida.

Este fato muito abalou a mim e a minha família, deixando-nos chocados por vários dias, nos obrigando a refletir sobre a vida, os seus caminhos e os desígnios de Deus. A profunda reflexão, decorrente desse desastre e os apelos da minha família nos levaram a esta decisão que foi reforçada, mais ainda, pelo fato de existirem 4 pré-candidatos ao cargo de prefeito de Coelho Neto, sem se ter chegado a nenhum consenso, a cerca de uma candidatura única.

Quase ao mesmo tempo, prestes a deixar a CPRM, por onde iniciei a minha carreira profissional, no início da minha juventude, motivo pelo qual tenho um imenso vínculo emocional, recebi um chamamento de colegas da Empresa, apelando para que eu permanecesse na direção da CPRM, por mais algum tempo, tendo em vista a necessidade de consolidação de alguns objetivos estratégicos e da finalização de alguns programas em curso nesses quase 5 anos, à frente da Diretoria.

Afirmo, nessa oportunidade, a continuidade de nossos compromissos políticos e laços afetivos, para as próximas jornadas.

Assim me despeço, contando com a compreensão de todos os amigos e amigas, agradecendo, imensamente, em meu nome e de toda minha família, pelo apoio recebido.

Coelho Neto, 03 de junho de 2016 

Antônio Carlos Bacelar Nunes

Ele mesmo julga o mundo com justiça; governa os povos com retidão. Salmos 9:8